Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Adepto adia sua morte para despedida à equipa

06 de Março, 2015

Antes de morrer pediu para ver a equipa pela última vez

Fotografia: AFP

Laurenzo subiu ao relvado, acompanhado da filha de sete anos, deu o simbólico pontapé de saída no Club Brugge-Mouscrom e foi depois ver, pela última vez, uma vitória da sua equipa.

Laurenzo Schoonaert, adepto do Club Brugge, morreu esta segunda-feira à noite, depois de receber uma injecção letal que colocou um ponto final numa vida de sofrimento. Laurenzo, de 41 anos, sofria de uma doença terminal e foi operado em 37 ocasiões nos últimos 20 anos. Antes de morrer, pediu para ver a equipa pela última vez.

Ao início da tarde de domingo, o sonho de Laurenzo concretizou-se. Perante 20 mil espectadores que lotaram o Estádio Jan Breydel, casa do Club Brugge, Laurenzo subiu ao relvado acompanhado da filha de sete anos e recebeu uma tremenda ovação dos adeptos que exibiram uma tarja onde se lia ´YNWA, Lorre` (You´ll never walk alone, Lorre). Deu o simbólico pontapé de saída no encontro com o Mouscron, da 28ª jornada da Liga belga, depois foi ver o jogo  num camarote onde vibrou e muito, com os golos de Izquierdo (50), De Sutter (52) 3 Simons (87).

No final do encontro foi até ao balneário do Club Brugge, líder do campeonato belga que é orientado pelo ex-Benfica Michel Preud´homme, para cumprimentar os jogadores. Mais tarde, em declarações à imprensa belga, expressava a sua felicidade de ver o seu clube do coração pela última vez.

“Estou incrivelmente feliz. A minha filha vai  recordar-se deste dia para sempre. Cumpri o meu último sonho, agora posso morrer em paz. Vou celebrar no céu”, disse na altura, Laurenzo Schoonaert, que aproveitou o facto de a eutanásia ser legal na Bélgica para colocar um ponto final numa vida cheia de sofrimentos.

A morte de Laurenzo Schoonaert foi comunicado pela família na noite de segunda-feira, numa mensagem publicada no facebook. “Vamos olhar para o céu e ver uma estrela que brilha. Ele será sempre amado, valorizado e sentiremos a sua falta. Foi um bravo até ao último minuto”, escreveu a família, que terminou com uma nota deixada por Laurenzo antes de morrer. "Obrigado a todos os fãs do Club Brugge pela inacreditável ovação de pé naquele jogo. ´You´ll never walk alone` (nunca caminharás sozinho)”.


Beleza
Atletas belas e solteiras


É uma das surfistas mais belas da actualidade. Devido à profissão, Anastasia Ashley está sempre a viajar e nunca fica muito tempo no mesmo sítio. E aos 28 anos ainda não encontrou um homem do seu agrado. No passado mês de Outubro, em entrevista à revista Maxim, a atleta explicou as razões pelas quais ainda não foi atingida pelo Cupido: “A verdade é que conheço muitos homens, mas eles não gostam da ideia de namorar com alguém que tem muitas pessoas atrás”, referiu e  afirmou que está bem sozinha. Ronda Rousey, por ser campeã do Ultimate Fighting Championship (UFC), competição de artes marciais mistas, pode intimidar alguns homens. Mas só por alguns instantes. É que depois de repararem no sorriso meigo e no corpo curvilíneo vão, com certeza, ficar derretidos. Ao talk show “Conan O’Brien”, Ronda Rousey contou o que aprecia no sexo oposto: “Preciso de um homem confiante, alto e ... ruivo. Caroline Wozniacki: A história de Caroline Wozniacki é diferente. A tenista namorava há vários anos com o golfista Rory MacIlroy e já tinham a data de casamento marcada quando o atleta decidiu terminar tudo. Um grande desgosto amoroso para a dinamarquesa, de 24 anos, que encontrou o conforto e apoio no ombro da melhor amiga Serena Williams. Agora está melhor do que nunca e eles fazem fila para conquistar o seu coração. Além de ter sido uma das musas da edição deste ano da revista Sports Illustrated, utiliza as redes sociais para exibir a excelente forma física.