Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Adeus ao ginasta mexicano

11 de Janeiro, 2015

Promessa das argolas da selecção do México foi baleado depois de discutir com um desconhecido na via pública

Fotografia: AFP

Do México espera-se tudo. Depois do assassinato da miss e dos estudantes, agora é a vez de uma promessa de ginástica mundial. Jaime Humberto Romero Moran foi assassinado após uma discussão com um homem desconhecido. No acto, o seu melhor amigo, Raul Trejo, também foi atingido. Muita tristeza para um povo que ama o desporto.

O luto chegou à família de uma maneira estranha. Aida Moran, mãe do ex-ginasta, assistia à televisão alegremente na companhia da filha. Quando a imagem do filho foi postada no écran, seguida da informação da morte, procurou actualizar o twitter para confirmar a veracidade da informação. No perfil da Comissão Nacional de Cultura Física e Desportos, encontrou postado as condolências.

A forma em que descobriu a morte do filho deixou-a irritada. Em entrevista ao Jornal Daily Mirror, Aida Moran desabafou por não ter sido informada do assassinato do jovem com antecedência.

“É irreal. Primeiro o jornal dizia que o meu filho está morto e depois as mensagens das redes sociais alertaram-me com condolências”, disse.

Aida Moran disse ao jornal que o seu filho estava com o cartão de identidade, quando foi assassinado e não há explicação razoável para a falha de comunicação.

“O meu filho tinha em sua posse a  identidade e eles sabiam exactamente quem era. Portanto, podiam ter me dito antes de deixar o mundo saber”, desabafou.

No que considerou uma falta de respeito num momento difícil, Aida Moran contou como a terrível experiência de perder um filho de apenas 22 anos conseguiu ser agravada pela falta de sensibilidade da polícia de Guadalajara.

“Foi um choque para mim, mas especialmente para minha filha que estava a assistir ao noticiário naquele momento.

Não tenho a ideia, porque não me avisaram da morte e também recusaram dar-me qualquer informação do inquérito”, completou.

O promotor Rafal Castellano confirmou que os parentes não foram informados, mas não deu explicações sobre os motivos. A polícia trabalha com uma série de pistas e deve prender o suspeito em poucos dias, segundo o promotor.

Considerado uma promessa da ginástica do México e integrante da selecção que conseguiu a vaga no último Mundial, Jaime Humberto Romero Moran deixa um lugar vazio e difícil para os mexicanos.


ROMÁRIO
Férias em Aruba com novo affaire

O ex-atacante Romário continua a fazer sucesso fora das quatro linhas. O senador, eleito pelo Rio de Janeiro, está em Aruba acompanhado de uma bela loira, a sua nova namorada. O ex-jogador está a gozar as paisagens paradisíacas com a sua família e a cantora norte-americana Dixie Pratt, que mora no Rio de Janeiro, e tem apenas 19 anos. Os dois têm aparecido juntos desde o ano novo. No reveillon de 2014 para 2015, passaram um ao lado do outro. Para iniciar o seu namoro com a cantora norte-americana, Romário teve de “voltar a gostar” de uma ex-equipa. Identificado com o Vasco, em que fez o seu milésimo golo, o baixinho tem de conviver com a paixão de Dixie pelo Flamengo.


ROY TARPLEY
Dallas está de luto


O mundo da NBA está de luto depois da divulgação da morte do ex-estremo-poste do Dallas Mavericks. Roy Tarpley, de 50 anos, teve uma brilhante carreira profissional interrompida por problemas com o álcool e drogas. A informação foi confirmada pelo legista do Condado de Tarrant, ao qual pertence a cidade de Dallas, mas sem especificar as causas da morte de Tarpley, que estava internado num hospital de Arlington, no Texas. Tarpley foi o sexto seleccionado na primeira ronda do draft de 1986 e alcançou o prémio de Melhor Sexto Homem do Ano na sua segunda época como profissional. No entanto, essa foi a sua última época completa antes de ser suspenso pelo consumo de drogas. O jogador foi banido da liga após várias detenções, por conduzir embriagado e violar a política anti-doping da NBA. Tarpley conseguiu a média de 12,6 pontos e dez ressaltos nos 280 jogos que disputou como profissional. O seu grande momento foi na época 1987-1988, quando ajudou o Dallas a chegar às finais da Conferência Oeste.