Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Aposta em Chef de cozinha

11 de Novembro, 2014

Aston Villa cria horta prpria num terreno comprado para oferecer uma profisso aos potenciais atletas que no se adaptam exigncia do futebol

Fotografia: Jornal dos Desportos

O Aston Villa levou ao pé da letra, a ideia de “cultivar novos talentos”. Um dos mais antigos do futebol inglês, o clube tem a fama de revelar muitos jogadores. Agora, decidiu apostar numa nova forma de incentivar os seus garotos: leva-os para a cozinha. Até um terreno foi comprado para que os atletas produzam os alimentos usados por eles.A direcção do Aston Villa comprou um lote de quatro mil metros quadrados atrás do seu lendário estádio, o Villa Park, onde a equipa acolhe os seus jogos desde 1897. Lá, funcionários do clube e jovens jogadores revezam-se na hora de plantar, cuidar e colher os vegetais.

O próximo passo é levar os garotos para a cozinha. Como muitos não conseguem singrar no futebol e nem sequer viram profissionais, o clube aposta na diversificação da formação desses jovens, oferece curso de chefe de cozinha dentro da sua grade curricular.O projecto cresceu tanto, recentemente, que até garotos da comunidade local que nem jogam pelo clube, começaram a trabalhar na plantação do Aston Villa. Recebem salário e aprendem a nova função.

Parte da produção é usada nas refeições de todos os funcionários do clube, incluindo os jogadores profissionais. Outra parcela é comercializada para hotéis e restaurantes, para arrecadar recursos que cobrem o salário dos garotos que lá trabalham.A ideia nasceu de um clube que já tem 140 anos e longa história de revelar jogadores. Até 2011, segundo levantamento da “SkySports”, o Aston Villa era a equipa inglesa que tinha cedido mais jogadores para a seleção nacional, ultrapassaram os grandes clubes como Liverpool, Manchester United e Arsenal. A iniciativa destoa do hoje milionário futebol inglês, mas o Aston Villa está a fazer a sua parte.