Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Audincia com Alpha Cond

Jos Cola, em Conakry - 25 de Março, 2013

Delegao angolana chefiada por Pedro Neto posou para posteridade com Alpha Cond

Fotografia: Jos Cola

O Presidente da Guiné Conacry, Alpha Condé, recebeu sábado, no palácio presidencial,  as delegações desportivas de Angola e do Senegal, depois do jogo disputado no Estádio 28 de Setembro, saldado num empate a uma bola, e que contou para a terceira jornada do Grupo J, zona africana de apuramento ao Campeonato Mundo de 2014, no Brasil.

A delegação angolana foi chefiada pelo presidente da FAF, Pedro Neto, que se fez acompanhar da equipa técnica e do capitão Mateus Galiano. A do Senegal teve à testa o ministro da Juventude e Desportos. Ambos responderam positivamente ao convite formulado pela Presidência da República.

Durante a curta cerimónia, de 45 minutos, o Chefe de Estado guineense destacou o desempenho dos conjuntos angolano e senegalês, mostrando-se convencido de que as duas equipas apresentaram um bom futebol no Estádio 28 de Setembro, que se apresentou quase lotado mesmo não tendo sido a selecção de casa a jogar. “Este povo é amante do desporto. Fez questão de estar no estádio em massa, onde cada um apoiou a sua equipa. No desporto é assim mesmo”, realçou. Em seguida deu as boas-vindas aos visitantes. “Quero pedir às delegações que se sintam como se estivessem em vossas casas”, declarou o Presidente Alpha Condé, desejando aos presentes um bom regresso aos respectivos países.

O presidente da FAF, Pedro Neto, agradeceu a hospitalidade do povo guineense. “Ficamos felizes. Sentimos que existe uma grande união entre os dois povos. Isso galvaniza-nos cada vez mais. Quanto ao jogo, podíamos ter ganho, se o árbitro não anulasse a grande penalidade. O futebol tem destas coisas. As duas equipas proporcionaram um bom futebol e na segunda-mão, em casa, esperamos virar o resultado”, disse o dirigente federativo.

Pedro Neto disse que vai fazer chegar a mensagem do Presidente guineense ao Presidente José Eduardo dos Santos, na qualidade de homem do desporto, ao qual tem dado um apoio incondicional. A cerimónia foi acompanhada por  vários ministros e altos funcionários do Estado guineense, pelo embaixador angolano, Manuel Ruas, e funcionários da embaixada.

PRINCE BOATENG
Combater o racismo no futebol


A FIFA e o ganês Prince Boateng foram convidados de honra da Organização das Nações Unidas (ONU), na quinta-feira, para a celebração do Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial, realizada durante a 22ª sessão do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, em Genebra.

“Para diminuir o racismo no futebol mundial, precisamos de um Mourinho negro ou um Pep Guardiola paquistanês”, disse o jogador do Ghana.
Boateng acrescentou: “Um jogador que é racista não merece jogar por um clube ou deve até mesmo ser excluído do futebol”. Os participantes discutiram os recentes casos de racismo no futebol, inclusive o sofrido por Boateng no futebol italiano, quando o jogador, acompanhado dos seus companheiros da equipa no Milan, abandonaram um amistoso depois de o ganês ser alvo de ofensas racistas.

“O racismo não é um problema apenas para o futebol”, disse o director de Responsabilidade Social Empresarial da FIFA, Federico Addiechi, que representava o organismo mundial. “O futebol é um espelho da sociedade. Será impossível derrotar o racismo sem um esforço conjunto, contínuo e genuíno em todos os âmbitos: político, social, legal e empresarial”, completou.

A Alta Comissária da ONU para Direitos Humanos, Navanethem Pillay, disse que o mundo está muito longe de erradicar o racismo.
“O desporto é, na sua essência, inclusivo e multicultural. O tempo de afastar o racismo do futebol é este. É preciso que haja consequências para quem mostrar tendências racistas no desporto”, comentou. Pillay estava acompanhada do ex-capitão da  elecção francesa, Patrick Viera, um dos expoentes da luta contra o racismo no futebol.

IRINA SHAYK
A nova designer 


É uma das modelos mais solicitadas da actualidade, mas Irina Shayk quer mais. A namorada de Cristiano Ronaldo concedeu uma entrevista ao blogue de moda “Modelinia” e revelou que os seus primeiros trabalhos como estilista podem ver a luz do dia em breve. “Estou agora concentrada na moda e também a trabalhar como designer. Não posso dizer muito mais, fiquem atentos a pormenores sobre a minha nova linha de fatos de banho”, disse a russa, de 27 anos, sobre os seus planos profissionais. Irina não descartou dedicar-se ao cinema: “Talvez um dia queira ser actriz”. Nos seus filmes não faltam fãs...

FERNANDO ALONSO
Um grande bolo


O piloto espanhol atingiu ontem as 200 corridas na Fórmula 1 e decidiu festejar um dia antes esta marca histórica da sua carreira. Fernando Alonso teve direito a um bolo e prometeu chegar ao seu 200º Grande Prémio num dos seus circuitos preferidos, o de Sepang, na Malásia. O atleta garante que foi nesta pista onde atingiu o maior número de vitórias, um total de três ao longo da carreira (2005, 2007, 2012). O alemão Sebastien Vettel partiu ontem em primeiro lugar da grelha e acabou por vencer depois de desrespeitar as ordens da equipa que o manteriam em segundo lugar. Fernando Alonso partiu no terceiro lugar da grelha e ficou poucos minutos na pista. Chocou na parte traseira de Vettel e a asa traseira do seu carro não resistiu à pressão aerodinâmica e partiu-se.

FALCÃO
Pai baboso do primeiro filho


Durante o jogo da zona sul-americana de apuramento para o Mundial’2014, a Colômbia goleou a Bolívia (5-0). Falcão dedicou o golo que marcou ao filho e revelou que vai ser pai pela primeira vez. Antes do jogo, a mulher Lorelei Tarón já tinha colocado uma fotografia sua nas bancadas do estádio, vestida com a camisola da Colômbia e mostrou pela primeira vez a barriga. Mas foi depois de Falcão ter mostrado no sábado na Twitter a sua fotografia a dedicar o golo que a notícia começou a correr o Mundo. “Vamos ser papás! Estamos felizes. Uma foto de hoje no estádio. Já se nota a minha barriguinha”, escreveu a mulher do avançado do Atlético de Madrid. Falcão limitou-se a partilhar uma montagem com a fotografia onde aparece a dedicar o golo e a imagem a Lorelei e escreveu: “Golo para o nosso bebé”. Quem já felicitou o jogador foi o seu antigo colega de equipa e actual jogador do Benfica, Salvio. “Felicidades Falqui. A minha família deseja-vos muita saúde e felicidades”, escreveu o jogador no Twitter.