Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Barcelona abre memorial

27 de Março, 2016

Presidente do Real Madrid deixa rivalidade de lado e comparece na homenagem do Barça

Fotografia: APF

O Barcelona abriu ontem por volta das 10h00 no Camp Nou um memorial de Johan Cruyff, que faleceu na última quinta-feira, vítima de câncer no pulmão. Os fãs do craque holandês estão a comparecer em bom número para prestar as mais diversas homenagens, entre coroas de flores, camisas, cachecóis e pirulitos, marca registada de Cruyff.

O evento foi aberto oficialmente pelo actual presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu. O dirigente destacou a importância do "mestre" Cruyff na história, tanto como jogador quanto treinador, para que a equipa catalã atingisse o nível de futebol de hoje em dia. Outras personalidades marcaram presença, como o ex-presidente do Barcelona, Joan Laporta, o presidente da Catalunha, Carles Puigdemont, e o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, que deixou a rivalidade com o Barça totalmente de lado.

Os adeptos também podem deixar mensagens em livros localizados dentro de uma área fechada à imprensa e que posteriormente vão ser entregues à família de Johan Cruyff, assim como todos os objectos do local.

As lembranças de Cruyff começam na entrada do complexo do Camp Nou, com um telão que alterna fotos do holandês como jogador, treinador e uma mensagem de agradecimento a ele. As bandeiras de Barcelona e Catalunha foram mantidas à meia-haste, em sinal de luto pelo falecimento. O "Obrigado, Johan" está presente ainda em forma de grande painel numa das entradas do estádio, onde ficam as flores e demais objectos dos fãs. Do lado de dentro, foi colocada uma grande foto do craque.

Muitos fãs se emocionaram com as homenagens do Barcelona e da claque a Johan Cruyff.

"Para mim é muito triste. Ele marcou muito a nossa geração, mudou a nossa mentalidade de perdedores para ganhadores. Deu-nos muitos êxitos e vamos estar sempre muito agradecidos. Ele fez muito por nós e pela Catalunha", disse o adepto Domenec Espona.

"Sinto muito. Não é o mesmo que perder um familiar, mas uma coisa muito querida. Cruyff deu-nos o primeiro título europeu do Barcelona. Então, é uma dor imensa. Como desportista, não tenho nenhuma crítica a Cruyff, em nenhum sentido", afirmou outro adepto, Manuel Acuña.

O memorial vai ficar à disposição do público até a noite de terça-feira.

O filho do craque, o ex-jogador Jordi Cruyff, usou a página da Fundação para agradecer as demonstrações de carinho dos fãs.

"Em nome da minha mãe, irmãs e do restante da família, gostaria de dizer obrigado por todo o amor, palavras gentis e memórias que foram compartilhados connosco desde quinta-feira, mas também durante os últimos meses. Tocou-nos profundamente que Johan fosse uma inspiração tão grande para muitos de vocês. Gostaríamos de expressar os agradecimentos especiais a todos médicos e equipa médica que nos deram apoio até o fim", afirmou Jordi.


NA CHINA

Menina filma jogo após parto


Uma adolescente chinesa deu à luz um bebé na casa de banho de um recinto desportivo, onde assistia a um torneio de voleibol, tendo abandonado a criança no meio de arbustos antes de voltar à partida. A adolescente terá entrado em trabalho de parto, quando filmava uma partida de voleibol do campeonato nacional chinês de sub-18, na cidade de Changxing, província de Zhejiang, costa leste do país, segundo relata a imprensa estatal.

Depois de ter dado à luz na casa de banho, a jovem abandonou a recém-nascida no meio de arbustos, numa "reacção de pânico", segundo descreve o jornal local Hangzhou Daily, e voltou para continuar a filmar a partida.

A bebé terá sido descoberta por um transeunte, que seguiu um rasto de sangue no chão até chegar à mãe, descreve o jornal.

"Ela estava a descansar junto à quadra", descreveu o homem, identificado como Wang, à versão 'online' do Diário do Povo, o órgão oficial do Partido Comunista Chinês (PCC).

"Parecia bem após o parto. Deve ter um corpo forte para conseguir dar à luz uma criança durante uma partida", disse.

Os bebés nascidos fora do casamento na China são muitas vezes abandonados devido às pressões de uma sociedade ainda tradicional e à restritiva política de natalidade do país, que proíbe os casais de terem mais de dois filhos.

No domingo passado, um recém-nascido foi resgatado de um vaso sanitário na província de Yunnan, sudoeste da China, de acordo com um 'site' gerido pelo Ministério de Segurança Pública chinês. Na mesma nota não se pormenoriza se o bebé acabou preso no tubo por acção deliberada ou acidente.