Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Bordel olmpico

09 de Outubro, 2009

Bordel olmpico

O atleta neozelandês de taekwondo Logan Campbell pode ser processado pelo Comité Olímpico do seu país por querer financiar a sua ida aos Jogos Olímpicos de 2012 com o dinheiro de um bordel. O lutador abriu o local, em sociedade com um amigo, no começo do ano corrente. Depois de criar o bordel, Campbell teve a ideia de usar o bordel, em Julho, como uma nova fonte de renda para financiar a sua ida a Londres. O neozelandês afirmou que para ir a Pequim, em 2008, teve de desembolsar 70 mil libras (cerca de 8,75 milhões de kwanzas). O atleta acreditava que para aliviar a situação financeira da sua família seria necessário mais ou menos 140 mil libras (cerca de 17,5 milhões de kwanzas) para se concentrar nos treinamentos. Depois de três meses de silêncio, o Comité Olímpico Neozelandês (NZOC) resolveu manifestar e mandou um aviso a Campbell de que estaria proibido de ligar o seu bordel à participação nos Jogos Olímpicos.