Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Brincadeira no Whatsapp

14 de Março, 2015

Robinho em defesa das acusações perante a direcção da antiga equipa de Pelé

Fotografia: AFP

O atacante brasileiro, Robinho, brincou nas redes pela saída do técnico Enderson Moreira em grupo fechado do elenco, no aplicativo WhatsApp. O gesto mereceu-lhe um pedido de desculpas perante os principais líderes do elenco do Santos FC numa reunião não programada com os jornalistas.
O “camisa 7” disse que não houve festejo, mas admitiu brincadeiras sobre o assunto, pediu desculpas ao ex-comandante e ainda demonstrou irritação com os colegas pelo vazamento.

“Não comemoramos, temos um respeito muito grande. Tínhamos uma óptima relação, a gente tem um grupo e estávamos a brincar. Respeitamos o trabalho dos jornalistas, mas não é isso. Pedimos desculpas ao Enderson. Ninguém comemorou. Se tivesse de pedir a cabeça, faríamos isso. Fomos apanhados de surpresa, foi uma decisão do Enderson com a direcção. E para os juvenis que mandaram mensagem, esperamos que não aconteça mais”, avisou o jogador.

A informação sobre as brincadeiras no Whatsapp foram vazadas por um dos jovens do elenco. Robinho e os demais jogadores questionaram um dos jornalistas para saberem quem levou à tona o assunto, mas o mesmo não foi revelado.

Enderson, por sua vez, negou ter problemas com o elenco em entrevista ao SporTV.

O ex-técnico santista disse ter recebido uma mensagem de Robinho pelo período à frente da equipa, assim como de outros jogadores e funcionários.
O presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, amenizou os desdobramentos em torno da saída do técnico Enderson Moreira. O mandatário pediu para não atrelar o desligamento do clube a uma “queda de braço” com a actual safra de Meninos da Vila.

O treinador ganhava 100 mil dólares por mês na equipa da Vila Belmiro e tinha contrato até o fim da actual época. A multa de rescisão gira em torno de 200 mil dólares. No tempo em que ocupou o cargo, somou 30 partidas, com 16 vitórias, cinco empates e nove derrotas.


CHELSEA
Alvo de zombaria

O lamentável episódio racista na estação de Metro de Paris, há duas semanas, foi respondido com bom humor por adeptos do PSG na quinta-feira. No dia seguinte ao apuramento dos franceses para os quartos-de-final da Liga dos Campeões, um vídeo tem feito sucesso nas redes sociais ao satirizar o eliminado Chelsea. O vídeo mostra um adepto “blue” à espera do Metro com a camisa de John Terry - que falhou em ambos os golos do PSG no empate em 2-2. Os parisienses zombam do inglês a dizer que o Chelsea “não vai a Berlim”, cidade que vai receber a final da Liga dos Campeões em Junho. No último dia 17 de Fevereiro, adeptos do Chelsea que foram a França acompanhar o primeiro duelo impediram um negro de embarcar no metro de Paris.