Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Cerimnia na S Catedral

Jos Cola - 07 de Janeiro, 2013

O sorriso de felicidade do casal Faria contagiou os convidados

Fotografia: Jos Cola

No ano que comemoram 25 anos a conviver as mesmas paredes, o ex-vice presidente do Petro de Luanda, Tomás Faria, decidiu oficializar a sua relação com Maria Cristina. A cerimónia Civil realizou-se no Hotel PIC Sana, na sala Brasil 1, e teve como testemunhas do noivo o velocista angolano João Ntyamba e Nancy Flechas enquanto a noiva teve como padrinhos Justino Domingos e Maria Santos. A cerimónia religiosa teve lugar na Sé Catedral de Jesus, onde a missa foi celebrada por Dom Zacarias Camuenho, Bispo Emérito de Lubango, e o copo de água teve lugar no salão Palmeira Club, ex-Parque Herói de Chaves, que recebeu os marimbeiros da cidade de Malange e o grupo Ovando, do Namibe, em representação do grupo folclórico do Namibe, de onde a noiva é originária. Pela primeira vez na sua história, o Palmeira Club registou mais de 530 convidados, entre os quais vários repórteres-fotográficos provenientes dos quatro cantos do mundo, Portugal, Brasil, São Tomé e Príncipe e os melhores repórteres de imagem de Angola que registaram imagens para vários órgãos de comunicação social a nível nacional e internacional. O casal Faria teve o privilégio de ser brindado com a música ao vivo de C4 Pedro, um dos músicos mais conceituado do mercado angolano. O jovem fez questão de cantar e encantar mais de 530 almas presentes na cerimónia que teve luz e cor.

BENFICA DE LUTO
João Cancelo perde mãe

O jovem jogador do Benfica de Lisboa, João Cancelo, que esteve envolvido num acidente de viação, terá levado à morte a sua mãe quando conduzia, segundo o site maisfutebol.com, que cita a rádio “Renascença”. O lateral sofreu apenas ferimentos leves e foi conduzido ao Hospital Garcia de Orta, em Almada, mas já teve alta. O despiste teve lugar na avenida A2, perto do Fogueteiro, e terá provocado também ferimentos no irmão mais novo do jogador que continua hospitalizado, mas sem gravidade. João Cancelo joga habitualmente na equipa B do Benfica, mas é chamado por Jorge Jesus com frequência para treinar com a equipa principal e já chegou, inclusive, a ser convocado para um jogo da Taça da Liga.

BALOTELLI E MANCINI
Luta é espectáculo na Net

Depois dos empurrões entre o avançado Mário Balotelli e o treinador italiano do Manchester City, Roberto Mancini, os internautas encontraram motivos para “pintar” as cenas. Em tom de brincadeira, os internautas fizeram paródias com filmes e comparação com o rival do Manchester, o United. O filme “Clube da Luta”, protagonizado por Mario Balotelli e Roberto Mancini, inclui cenas de filmes alteradas. O avançado é designado de Super Mário, no duelo do filme Gladiador e Crepúsculo. Na saga de vampiros, a relação dos dois italianos é uma história de amor. No clássico jogo Mortal Combat tornou-se “Mario Combat” e o atacante parece ter levado a melhor na disputa. Os empurrões trocados entre Balotelli e Mancini eram pela disputa de uma bolsa. Imagem da briga foi aproveitada para passos de patinagem no gelo. No Manchester United, líder isolado do campeonato inglês, Alex Ferguson abraça os seus comandados e no City, vice-líder, aparece a luta entre o jogador e o técnico.

REVELAÇÃO
Polémica no All Blacks

Vários defensores e activistas dos direitos dos homossexuais na Nova Zelândia pediram aos jogadores da selecção nacional de râguebi que declarem abertamente a sua homossexualidade sem medo de exclusão social, destacou ontem a imprensa local. Conhecida como All Blacks devido ao uniforme todo preto, a equipa é uma das mais tradicionais da modalidade, com títulos mundiais em 1987 e 2011. O famoso apresentador da televisão neozelandesa, que reiterou publicamente ser homossexual, Steve Gray, declarou que vários jogadores que passaram pela selecção durante anos são gays. “Posso garantir que há gays entre os All Blacks, porque dormi com um deles”, declarou Gray, segundo o jornal “Stuff”. Ele completou ressaltando que não se lembrava do nome do atleta em questão por não conhecer muito do desporto. O apresentador não deixou claro se esse jogador ainda defende a equipa nozelandesa. Gray reconheceu, por outro lado, que assumir a homossexualidade não seria uma atitude confortável para um atleta tomar, visto que “em qualquer situação desportiva eles são incrivelmente homofóbicos”. Os comentários do apresentador vieram na onda da publicação da capa da revista britânica “Attitude”, destinada ao público gay, na qual aparece o jogador de futebol Matt Jarvis, casado com uma mulher há anos, dizendo que é hora de os desportistas homossexuais se declararem abertamente e lutarem contra a homofobia. “Há muitos jogadores que são gays, mas declarar a sua homossexualidade é outra história. Tenho a certeza de que pensaram nisso muitas vezes, mas é algo difícil de fazer”, analisou Jarvis, actual médio do West Ham United.

WALLYSON
Assaltado e agredido

O atacante Wallyson, ex-Cruzeiro, foi assaltado e agredido com coronhadas dentro de casa no último sábado, em Natal. De acordo com o jornal “Tribuna do Norte”, ele dormia na sala, quando três assaltantes invadiram o imóvel e o prenderam, assim como a mãe, dois irmãos e uma empregada doméstica. Os assaltantes, que contavam com um quarto colaborador fora da casa, roubaram um carro, celulares, roupas, pares de ténis, relógios e cerca de 250 dólares. Natural de Macaíba (RN), o atacante deixou o Cruzeiro no final do ano passado, após defender o clube celeste por um ano e meio. No começo da próxima semana, deve acertar a sua transferência para o São Paulo.