Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Corrida para vida

26 de Maio, 2015

Adepto e familiares de Sshumacher (à esquerda) e Jules Bianchi clamam a Deus para que os devolva a saúde

Fotografia: AFP

Passado ano e meio depois do acidente nos Alpes franceses, Michael Schumacher continua a lutar pela vida. A porta-voz do heptacampeão mundial de Fórmula 1 afirmou que o ex-piloto tem feito avanços na sua longa recuperação de um grave acidente de esqui ocorrido a 29 de Dezembro de 2013. As informações são da Agência Ansa.
“Estamos felizes por poder dizer de novo, que Michael está a fazer progressos, dada a gravidade das lesões na cabeça”, declarou Sabine Kehm, conforme o tablóide alemão Bild. No entanto, Sabine ressaltou que o processo ainda vai ser longo.

Depois do acidente, Schumi ficou internado em coma por seis meses no Hospital Universitário de Grenoble, em França. Em seguida, foi transferido para um centro médico em Lausanne, na Suíça, e agora está a ser tratado em casa, na cidade de Gland, também no país alpino. O heptacampeão de Fórmula 1 caiu e bateu com a cabeça enquanto esquiava fora das pistas demarcadas na estação francesa de Méribel.

FRANCÊS EM COMA
Noutro espaço da Europa, Jules Bianchi também luta pela vida e a sua família não perdeu a esperança de um milagre. O piloto de 25 anos de idade continua em coma num hospital na cidade de Nice, depois de sofrer lesões cerebrais num acidente no Japão em Outubro do ano passado.
O pai de Jules Bianchi assistiu ao GP de Mónaco, palco que testemunhou o principal momento do piloto francês,  disse ao Canal Plus que “Jules está  a lutar, acredito que todas essas pessoas com pensamento positivo dão força a Jules e ele pode sentir isso, é bonito, estamos tocados com isso”, disse o progenitor.

Antes do acidente, Jules Bianchi tinha assegurado os primeiros e únicos pontos marcados para a equipa Marussia ao terminar em nono em Mónaco. Esses pontos garantiram dezenas de milhões de euros em prémios à equipa. Os membros da equipa Marussia usaram pulseiras para a corrida com as iniciais de Bianchi e o número de corrida do piloto.
O pai de Bianchi reconheceu, porém, que a família tem de estar preparada para o pior. “A primeira coisa é que Jules está vivo, isso é a coisa mais importante para nós, está a lutar com as armas que tem. Em termos neurológicos, não tenho certeza se pode fazer muito agora”, disse ele.
“Enquanto há vida, há esperança, mesmo que depois de um tempo, esperemos por um milagre. Cada dia é difícil. A situação está estagnada. Quando nos levantamos todas as manhãs, pensamos na vida de Jules, mas pensamos também na morte. Temos de pensar sobre a morte, porque estamos numa situação em que muitas coisas podem acontecer”, completou.


LIONEL MESSI
Família “blaugrana” faz a festa

Lágrimas, emoção e alegria. Foi assim a festa em Camp Nou que assinalou a conquista de mais um título da La Liga. Após o apito final do encontro entre o Barcelona e o Deportivo da  Corunha, toda a comitiva da equipa catalã assim como os familiares dos jogadores, festejaram o feito no relvado. Marc Bartra, que está prestes a ser pai pela primeira vez, celebrou ao lado da companheira, a jornalista desportiva Melissa Jiménez.

Messi e Antonella Roccuzzo mostraram-se radiantes com mais um troféu dos “blaugranas”. Já Piqué contou com a presença dos dois filhos Milan, de dois anos, e Sasha, de três meses. Mas muitas outras famílias dos craques “invadiram” o relvado para fazer a festa. A despedida de Xavi Hernández, depois de 17 anos a defender as cores do Barça, foi um dos momentos mais emotivos e contou com o apoio da mulher, Nuria Cunillera.