Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Craque "barrado" no Manipulador

17 de Outubro, 2015

CR7 pede indemnização pela rejeição

Fotografia: AFP

Cristiano Ronaldo foi "manipulado" para estrelar no "Manipulador", uma produção de Martin Scorsese, cineasta, produtor e roteirista norte-americano, que já facturou o Oscar em 2007 e é um dos mais conceituados directores do cinema hollywoodiano.

O filme "Manipulador" está a ser gravado e deve ser lançado em 2016. A obra baseia-se em retratar a vida de um milionário empresário italiano.

A dispensa da participação de Cristiano Ronaldo no filme foi feita por Alessandro Proto, empresário multimilionário que manifestou a vontade de contar com um actor profissional para o papel principal na trama ao lado da modelo brasileira Alessandra Ambrósio. O escolhido foi Channing Tatum, que já participou de produções de sucesso como "Coach Carter" e "Se ela dança, eu danço". “O papel que Cristiano Ronaldo teria de fazer no novo filme de Martin Scorsese é muito importante e quero um actor profissional”, justificou Proto em depoimento ao jornal catalão Sport.

Alessandro Proto justificou que a participação do astro português roubaria os olhares do filme, o que enfraqueceria a divulgação da produção.
Reportagens da imprensa europeia publicaram que CR7 já teria oferecido até o seu apartamento na Trump Tower, na famosa Quinta Avenida, em Nova Iorque como local para as gravações.

Contrariado com a negativa do director norte-americano, respaldado pelo empresário Alessandro Proto, Cristiano Ronaldo exigiu pagamento de indemnização na casa dos 10 milhões de euros.