Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Demitido por sexo

23 de Abril, 2015

Jay Hart, da equipa inglesa Clitheroe, superou todos os limites.

Fotografia: AFP

O atleta de um clube da Inglaterra, não ficou somente sem emprego, como também sem a esposa. Quando a partida está ganha, os jogadores costumam relaxar no banco de suplentes, mas Jay Hart, da equipa inglesa Clitheroe, superou todos os limites. O atleta foi fotografado a fazer sexo com uma adepta da equipa no banco de suplentes após uma partida. Na maioria das vezes, os jogadores de futebol são dispensados por indisciplina, atrasos ou declarações bombásticas, mas Hart inovou. O pior é que o atleta semiprofissional não ficou somente sem emprego, mas também sem a mulher. O jogador era casado e a esposa tomou conhecimento do ocorrido. A mulher de Hart chegou a fazer declarações no Facebook sobre o caso: “menos mal que os meus filhos ainda não saibam ler”. Apesar do ocorrido, Hart desculpou-se publicamente, mas isso não evitou a demissão. O atleta explicou que estava alcoolizado, agora sente-se  arrependido e não sabia que alguém estava a filmá-lo.

UFC E MMA
Médico revela uso de esteróides nos treinos


O médico especialista em fisiologia do desporto, Marco Aranha, revelou que os 98 por cento de lutadores da UFC ingerem substâncias proibidas, porquanto é praticamente impossível “sobreviver” e recuperar-se dos puxados treinos de MMA e das lesões, sem fazer uso de alguma substância. “Os desportistas de alto rendimento sempre usaram esteróides, só que como o MMA está a crescer demais, a profissionalização vem junto e a verdade começa a aparecer. Infelizmente, é uma realidade. Um lutador tem preparador físico, professor de boxe, professor de jiu-jitsu, tem um homem que o acompanha para melhorar o rendimento. Eles usam esteróides não para lutar, mas para conseguir suportar a carga pesada de treinos diários e recuperar das lesões. Como é possível que o atleta consegue fazer três treinos no dia e depois acordar inteiro?”, questiona o médico e amigo dos lutadores brasileiros.