Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Discrdia no salrio de Pel

29 de Novembro, 2014

Pel tricampeo mundial e considerado pela Federao Internacional de Futebol como o melhor atleta do sculo XX

A eleição para a presidência da equipa brasileira Santos FC, marcada para 6 de Dezembro, vai afectar até o Rei Pelé. Os quatro candidatos opositores entre si, consideram absurdo o actual contrato de uso da imagem do Rei do Futebol, que ganha 40 mil dólares (cerca de quatro milhões de kwanzas)  por mês e não faz qualquer grande acção há dois anos.

“Temos o melhor publicitário do mundo que o utiliza da pior maneira possível”, condena Fernando Silva, que chegou a fazer parte da direcção do clube até 2011. Actualmente, combate a situação.

A última participação efectiva de Pelé com o clube ocorreu num comercial do programa Sócio-Rei, em Novembro de 2012, quando se passava por um rapaz que faz a entrega de pizzas e fazia a alegria dos associados.

Desde aquela altura até os dias actuais, os cofres esvaziados do clube alvinegro praiano já viram sair 950 mil dólares (cerca de 95 milhões de kwanzas) para Pelé sem qualquer retorno.

A relação Pelé e o clube tem um detalhe importante: por contrato, a agremiação tem direito a utilizá-lo para gravações dois dias ao ano, além de contar com a sua presença noutros dois eventos anuais. O vínculo com o Rei do Futebol termina este ano. Meses atrás, enquanto ainda pensava na tentativa de reeleição, Odílio Rodrigues chegou a cogitar a hipótese de um contrato vitalício com  Pelé, que não vingou.

Recorda-se que Edson Arantes de Nascimento está recuperar de uma infecção urinária e de uma cirurgia para remoção de cálculos renais.


EM FRANÇA
Guarda-redes deixa campo para assistir o “parto” da vaca

 Uma situação hilariante concentrou as atenções da imprensa francesa, na última semana. Tudo aconteceu em Marly-Gomont, na zona norte do país, onde um jogo em contavam com atletas  amadores foi interrompido aos 25 minutos de jogo, porque o guarda-redes de uma das equipas tinha de sair para assistir a sua vaca que estava prestes a parir. Depois disto, o Marly-Gomont teve de mudar de guarda-redes e para a baliza foi um jogador de 61 anos. Tratava-se na verdade do treinador da equipa, que sem ter mais ninguém para lançar, foi obrigado a ir para a baliza.