Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Envigado na lista Clinton

18 de Dezembro, 2014

Departamento dos EUA quer travar lavagem de dinheiro do narcofutebol e a equipa colombiana apresenta indcios de gesto duvidosa

Fotografia: AFP

O Envigado Fútbol Club da Colômbia, equipa da primeira divisão fundada há 25 anos e conhecido por ter revelado o craque James Rodriguez, foi incluída na Lista Clinton do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos por ser usado para lavagem de dinheiro do tráfico, no passado dia 19 de Novembro.

Na famigerada lista constam o clube e o seu proprietário, Juan Pablo Upegui, filho de Gustavo Adolfo Upegui, morto em 2006. Os Upegui, donos do Envigado, deviam estar envolvidos com o narcotráfico na região e utilizavam o clube para lavagem de dinheiro.

O jornalista colombiano Sebastián Jiménez, repórter do jornal El Espectador, de Bogotá, explicou que o narcotráfico permanece como um fantasma para o futebol colombiano, ainda que os clubes tenham realizado esforços nos últimos anos para acabar com estas relações.
“Os clubes fizeram um trabalho muito importante para se desligarem do narcotráfico e muitos conseguiram. Mas esse fantasma segue latente”, afirma Jimenéz.

Sebastián Jiménez esclareceu que “o Envigado ingressou na Lista Clinton devido à suspeita do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos de que alguns dos seus accionistas, especialmente Juan Pablo Upegui e a sua mãe Margartia Zullay Gallego, lavam dinheiro há anos do narcotráfico, pontualmente, numa estrutura delituosa conhecida como Oficina de Envigado, através do clube e de empresas associadas”.

Jiménez disse “as implicações desta inclusão na lista relacionam-se  com a impossibilidade que o clube vai ter doravante para realizar transacções comerciais, com o risco de que qualquer empresa que negocie com o Envigado seja incluída na Lista Clinton”. O jornalista afirmou “o clube se manifestou de forma muito discreta e tem as suas contas bancárias e extractos financeiros em dia. O clube é um “livro aberto” para quem queira consultar os seus movimentos.

Curiosamente, o Envigado é um “enigma” há anos para as autoridades, entre elas, a Superintendência de Sociedades, a instituição que controla as sociedades empresariais na Colômbia. O Envigado Fútbol Club da Colômbia tinha sido incluído na lista negra do governo norte-americano por relações com o narcotráfico, nos anos 80 e 90 do século XX. Depois foi extirpada da lista.

JAKELL MITCHELL
Morto a tiro
A tragédia voltou à Universidade de Auburn, no Alabama, Estados Unidos da América, com a morte de Jakell Mitchell, de 18 anos, jogador da equipa de futebol americano daquele centro universitário. O atleta foi assassinado a tiro. Mitchell foi encontrado no carro em que se tinha refugiado depois de ter sido baleado várias vezes no peito. Transportado por uma equipa médica ao hospital, acabou por sucumbir aos ferimentos. Depois de iniciar as investigações, a polícia local deteve um suspeito,conforme anunciou em comunicado. Há dois anos, neste mesmo centro universitário, foram mortas a tiro três pessoas, entre as quais dois jogadores da equipa de futebol americano, Ed Christian e Madarious Phillip.