Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Estrela de outro mundo

12 de Janeiro, 2015

Antigo piloto da Fórmula 1 afirmou que a carreira pode ter chegado ao fim

Fotografia: AFP

Apontado como uma das grandes promessas da NBA em 2004, a vida de Robert Swift sofreu uma reviravolta nos últimos meses. O ex-jogador não conseguiu atingir as expectativas e teve uma carreira curta no melhor basquetebol do mundo. O ex-poste ficou apenas cinco épocas na liga norte-americana, a defender as cores do Seattle SuperSonics (actual Oklahoma City Thunder) e aposentou-se em 2011, no Japão, com apenas 26 anos.

Robert Swift vive um momento delicado. Envolvido no mundo do crime, luta contra as drogas e as diversas acusações na justiça. 
O poste foi escolhido na 12ª posição do draft de 2004, que teve Dwight Howard como grande estrela, à frente de nomes que possuem hoje uma carreira mais consolidada do que Swift, como Al Jefferson, Josh Smith, J.R. Smith, Tony Allen e Kris Humphries. Uma condição a qual Robert parecia predestinado a chegar, mas nunca conseguiu alcançar
O californiano chegou à NBA com status de grande promessa, mas nunca conseguiu render o esperado. As várias lesões tiveram um papel fundamental no seu fracasso. Participou de apenas 97 jogos na melhor liga de basquetebol do mundo, disputou 15,5 minutos por jogo, com médias de 3,9 pontos e 4,3 ressaltos por partida.
Apesar dos números serem discretos, ainda conseguiu assinar bons contratos, que lhe renderam 20 milhões de dólares na  carreira. Cifras que Swift não soube administrar e que o conduziram a  “auto-destruição”.

Em Novembro do ano passado, Swift apareceu nas manchetes policiais depois de ser preso por porte ilegal de armas entre as quais um lançador de granadas. Além disso, o inquérito revelou que o ex-jogador, viciado em heroína, metanfetamina e maconha, era uma espécie de “segurança” de um traficante de drogas em Seattle.
Dois meses depois, Swift voltou a envolver-se com a justiça, o ex-poste foi preso ao ser apanhado a mascar  e armado quando tentava invadir uma casa em plena luz do dia, conforme o jornal espanhol Marca. Robert Swift, tinha um mandado de busca após ter faltado no julgamento em Novembro, vai novamente ao tribunal e vai ser julgado pelas várias acusações que pesam sobre os seus largos ombros.

FILOMENA MORAIS
Esposa de Pinto da Costa traz “confusão”

A ex-mulher de Pinto da Costa, Filomena Morais, revelou em entrevista à TVI que a nova relação do presidente do FC Porto  faz-lhe  muita “confusão por ser mais nova” do que a sua filha. Casada duas vezes, com Pinto da Costa, Filomena Morais viajou para Moçambique após o segundo divórcio. “Não foi uma fuga, não sou mulher de fugir. Surgiu a oportunidade e aproveitei”, referiu. Filomena revelou que até os dias de hoje só soube que se tinha divorciado do presidente do FC Porto através das notícias difundidas na comunicação social. “Foi um balde de água gelada. Nunca houve uma conversa. Deixou-se fotografar em público com outra pessoa e saiu de casa. Soube que nos tínhamos divorciado ao mesmo tempo que toda a gente. Separou-se sem eu saber. Não sei como é possível uma pessoa ir a tribunal e a outra nem ser notificada”, disse. Pinto da Costa está agora casado com Fernanda