Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Fim das orgias na Google

20 de Maio, 2015

Max Mosley, chegaram a um acordo extrajudicial

Fotografia: AFP

O Google e o ex-chefe da Fórmula 1, Max Mosley, chegaram a um acordo extrajudicial na sua disputa sobre a difusão na internet das imagens de uma orgia sadomasoquista deste último, anunciaram as duas partes à AFP.
 O ex-presidente da FIA, exigia a retirada das imagens, em que ele é visto na companhia de mulheres vestidas aparentemente de uniformes nazistas.

“A disputa está resolvida para satisfação de ambas as partes”, declarou à AFP,  a advogada de Mosley, Tanja Irion, a confirmar uma informação do semanário Der Spiegel. Um dos porta-vozes do Google, Klaas Flechsig, declarou sem fornecer detalhes: “Posso confirmar que chegamos a um acordo na disputa, para satisfação de ambas as partes, em todos os países”.

As imagens foram inicialmente divulgadas em Março de 2008, pelo hoje desaparecido semanário sensacionalista britânico News of the World, e ainda era possível acessar na internet, apesar de duas vitórias de Mosley contra o Google em tribunais de França e da Alemanha. O Google anunciou a intenção de apelar. O vídeo divulgado pelo News of the World mostrava Mosley a deixar-se dominar por cinco prostitutas uniformizadas - algumas com roupas que lembravam os nazistas - ou com as vestes listradas características dos campos de concentração. O presidente da FIA, negou qualquer conotação nazista e denunciou uma violação da sua vida privada. Alguns exigiram na época a renúncia, mas o britânico permaneceu no cargo, até Novembro de 2009.