Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Huambo FC leva trofu

Francisco Carvalho - 19 de Novembro, 2012

Atletas do Huambo FC pousam para a posteridade com os patrocinadores e personalidades polticas do municpio

Fotografia: Jornal dos Desportos

A equipa do Huambo FC, do bairro Hoji ya Henda, município de Cazenga, revalidou o título de campeão do Torneio Yewhing, ao bater na final a Estrela FC do bairro da Cuca, por 3-2, no campo do Rodoviário, em Luanda.Inserido no programa do dia da Independência, o torneio de futsal é promovido pela empresa chinesa Yewhing, que se dedica ao comércio de electrodomésticos e motorizadas, e visa a promoção do futebol de salão no município do Cazenga, descoberta de novos talentos e incentivo da juventude à prática do desporto, afastando-a das acções nocivas à sociedade. O evento desportivo contou também com o apoio da JMPLA e da Assochina (Associação dos chineses residentes em Angola).

O torneio Yewhing congregou 16 equipas das localidades de Viana, Rangel, Tala Hady e Cazenga que estiveram distribuídas em quatro séries de quatro equipas cada. O sistema de disputa foi de todos contra todos a uma volta e os dois primeiros cruzaram-se nos quartos-de-finais.A direcção da empresa promotora ofereceu aos campeões 500 mil kwanzas, 300 mil kwanzas ao segundo e 200 mil kwanzas ao terceiro classificado. O melhor marcador recebeu uma motorizada chinesa.A final da segunda edição foi testemunhada pelo Administrador municipal do Cazenga, Tony Narciso, que entregou à equipa vencedora o troféu correspondente. O primeiro secretário municipal da JMPLA, Nelson Lopes Funete, o Administrador Comunal de Tala Hady, Simão Neto, o coordenador provincial do Girabairro, Agostinho Neto, também estiveram presentes no local.

NOME DE CLUBE
Llanfairpwllgwyngyllgogerychwyrndrobwllllantysiliogogogoch


Não há qualquer erro. A bola rola na localidade com o maior número de letras na Europa. Não cabe tudo na camisola mas o clube apresenta-se como Clwb Pel Droed Llanfairpwllgwyngyllgogerychwyrndrobwllllantysiliogogogoch. No fim, um Football Club para não baralhar as pessoas. Um golpe publicitário à moda antiga. Em 1860, um cidadão local decidiu alargar o nome oficial da vila para atrair turistas. Resultou em pleno. A linha férrea entre Londres e Holyhead passou a ter um ponto de referência: aquela estação onde o letreiro transmitia algo esquisito, extraordinário, único.

Hoje em dia, é possível encontrar lá placas com a pronunciação correcta. Diz-se Llan-vire-pooll-guin-gill-go-ger-u-chwurn-drob-ooll-llantus-ilio-gogo-goch. E o nome tem significado: “St Mary's church in the hollow of the white hazel near a rapid whirlpool and the church of St Tysilio of the red cave” ou, em português, “Igreja de Santa Maria no fundo da aveleira branca perto de um redemoinho rápido e da Igreja de São Tisílio da gruta vermelha”. É muito cansativo.

Em 1899, o País de Gales viu nascer o clube de futebol daquela localidade. Primeiro como Llanfair Rovers, depois com todo o manancial de vocabulário empregue na fórmula mais extensa. São totalmente amadores. Há de tudo, electricistas, canalizadores, estudantes.Ninguém recebe ordenado, nem jogadores nem dirigentes. Mas há uma grande dedicação ao clube. O secretário foi jogador em 1959 e continua ligado ao projecto desde então. O treinador Darren Moore está no cargo desde 1998 e o jogador com mais tempo no clube está agora na décima época.

ZLATAN IBRAHIMOVIC
Chuteiras da caridade


Frente à Inglaterra, Zlatan Ibrahimovic fez magia. Além de se ter tornado no primeiro jogador a marcar quatro golos à selecção inglesa, o sueco surpreendeu com um pontapé de bicicleta a mais de 20 metros da baliza. As chuteiras que o avançado usou são, por isso, históricas, mas não se pense que o craque as guardou religiosamente. Ibrahimovic deu-as à fundação de Jonas Olsson, colega na selecção sueca, que ajuda bebés prematuros e as suas famílias. Na quinta-feira vai ser realizado um sorteio de angariação de fundos e quem quiser participar basta doar, no mínimo, seis euros. Olsson já veio dizer que se a verba ultrapassar os seis mil euros, duplica a quantia. A magia de Ibrahimovic continua.

KENICHI ITO
O recordista das pistas


Já se imaginou a correr como os primtas? A moda vem do Japão. No início do ano, Kenichi foi nomeado, pela primeira vez, como o homem mais rápido do mundo a correr “de gatas”. O japonês correu 100 metros em 18.58 segundos. Kenichi bateu o seu próprio recorde ao percorrer 100m em 17s47. A idolatria por macacos começou desde novo, quando era chamado pelos colegas da escola de “macaco”, devido à sua fisionomia e postura corporal, semelhante aos primatas. Ao invés de ficar chateado, as provocações dos seus colegas só o encorajaram a adoptar um comportamento ainda mais de macaco.

O homem mais rápido do mundo a correr de gatas treinou durante dez anos para aperfeiçoar a sua técnica. Fez um treino para conseguir andar e correr como os primatas, desenvolvendo especialmente um estilo de execução com base nos movimentos do macaco Patas Africano. Kenichi chegou a treinar na cidade e já foi parado muitas vezes pela polícia local devido à sua corrida estranha. Hoje, o japonês Kenichi Ito, de 30 anos, confirmou o seu nome no Livro dos Recordes, como o homem mais rápido do mundo a correr de gatas

NOVAK DJOKOVIC
Vestido ao estilo de Guga


Quando alguém se sente livre, leve e solto, como se estivesse em casa, a aproveitar tudo ao máximo, é conhecido por “pinto no lixo”, um jargão popular carioca. É como se não houvesse amanhã. Foi exactamente desta forma que o sérvio Novak Djokovic se sentiu no Rio de Janeiro, mais especificamente no ginásio do Maracanãzinho, no jogo de exibição contra o brasileiro Gustavo Kuerten, no sábado. O tenista sérvio dançou samba, deixou-se rodear de mulatas, tirou a camisa para uma sessão fotográfica ao lado de modelos, brincou e jogou a sério quando assim decidiu.

Para variar, imitou o aspecto do anfitrião durante o jogo de exibição. Novak Djokovic usou uma peruca igual à dos tempos de Guga e no final da partida provou que é um “showman”. Em resposta ao brasileiro, disse que merecia ganhar, por estar na sua terra e com o seu povo. “O Guga é um dos tipos mais amáveis e carismáticos e hoje provou isso. Vem de um país com um grande coração e espírito.O Brasil possui 200 milhões de habitantes, a Sérvia, apenas sete milhões. Mas somos muito parecidos, somos felizes, engraçados e temperamentais. Muito obrigado por esta noite”, completou Djokovic. Melhores que angolanos, só em Angola.