Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Luto na NBA

30 de Julho, 2010

Lorenzen Wright deixa NBA, uma dcada e meia depois do ingresso

Fotografia: AFP

O basquetebolista norte-americano Lorenzen Wright apareceu morto na última quarta-feira num bosque entre as cidades de Hacks Cross e Winchester, nos Estados Unidos da América. O poste dos Cleveland Cavaliers estava desaparecido desde o dia 19 de Julho. O corpo foi encontrado pela Polícia de Memphis, que confirmou a morte de Wright, jovem de 34 anos de idade. 

Alguns meios de comunicação norte-americanos adiantam que Wright se teria suicidado, pois tinha ferimentos provocados por uma arma de fogo. Autoridades policiais suspeitam de assalto seguido de morte, pois o atleta portava quantidade considerável de dinheiro. Segundo informações postas a circular pela Media, Wright teria ligado ao plantão da Polícia norte-americana na data do seu desaparecimento, mas o contacto não se estabeleceu.

O diário Commercial Appeal escreve que o poste dos Cavaliers teria ido a Atlanta visitar os filhos e alguns amigos e o desaparecimento ocorreu, quando voltava à Memphis, capital do Estado de Georgia. A antiga estrela da Universidade de Memphis, Lorenzen Wright foi escolhido pelos LA Clippers no draft, em 1996. Ao longo da carreira, jogou no Atlanta Hawks, Memphis Grizzlies e Cleveland Cavaliers.

Astronautas do Man United

Em regime de estágio em Houston, no Estado de Texas, alguns jogadores do Manchester United aproveitaram a tarde da última terça-feira para visitar o Centro Espacial da Nasa, sediado na cidade. Van der Sar, Amos Ben e Kuszczak, além de Giggs e ‘Sir’ Bobby Charlton, ídolos do clube inglês, estiveram no local. A equipa faz pré-época nos Estados Unidos da América e enfrentou uma selecção de estrelas da MLS (Liga de Futebol norte-americana) na última quarta-feira, no estádio Reliant. A partida marcou a estreia do jovem mexicano Javier Hernández com a camisa do Manchester United, contratado da equipa Chivas Guadalajara.

Talismãs dos pilotos

O autódromo de Hungaroring começa a vestir as cores do Grande Prémio da Hungria que se disputa no próximo domingo. Muitas beldades já abarrotam os paddock, emprestando o charme da competição. Ao lado de Jenson Button, o segundo classificado na lista de pilotos, a modelo japonesa Jessica Michibata chegou ao Autódromo de Hungaroring ontem, quinta-feira. Para evitar indiscrições, Jessica Michibata arrumou o vestido durante o passeio por autódromo húngaro.

Quem também apareceu em Hungaroring foi Raquel del Rosario, a mulher de Fernando Alonso. Exibindo um charme espanhol, Raquel teve o cuidado ao se vestir. As esposas e as namoradas são consideradas talismãs de alguns pilotos. A ausência das “garotas” pode influenciar no rendimento dos “garotos”. Perguntem ao Lewis Hamilton e Jenson Button, ambos da McLaren que tinham “dispensados” as talismãs no início da competição.

Filantropo Yao Ming

O poste chinês Yao Ming, do Houston Rockets, organizou um jogo beneficente para arrecadar dinheiro e destiná-lo à educação de crianças carentes do oeste da China. A partida enquadrada numa viagem solidária promovida pela Fundação Yao, pertencente a Yao Ming, foi criada em 2008. Uma equipa composta por astros da NBA venceu a selecção chinesa em Beijing, com brilhante desempenho da promessa Brandon Jennings, do Milwaukee Bucks.

Entre os integrantes da equipa composto por jogadores da Liga norte-americana também estavam o base Steve Nash, duas vezes eleito o melhor atleta da época regular da NBA, Baron Davis, do Los Angeles Clippers, e Chase Budinger, colega de Yao em Houston. Yao não entrou na quadra, porque ainda está a recuperar-se de uma cirurgia no pé esquerdo que o manteve afastado da época passada.