Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Melhor foto do CAN2010

13 de Maio, 2010

Barry Aldworth. Participaram no concurso fotgrafos de Angola

Fotografia: Jornol dos Desporos

Três meses e meio depois do final da Taça Africana das Nações Orange-Angola’2010, a Confederação Africana de Futebol (CAF) anunciou, ontem, o vencedor do concurso de fotografia Standard Bank destinado a repórteres credenciados que cobriram o torneio continental. O prémio, avaliado em 10 mil dólares norte-americanos (cerca de um milhão de kwanzas) foi atribuído ao fotógrafo sul-africano Barry Aldworth. Participaram no concurso fotógrafos de Angola, Camarões, Egipto, São Tomé e Príncipe e África do Sul. O concurso, realizado em parceria com a CAF, foi projectado para ajudar o Standard Bank a encontrar uma imagem icónica que captura a paixão, excitação e euforia da Taça das Nações de África Orange-Angola’2010.

Um casamento dois contratos

O processo de separação da actriz brasileira Sthefany Brito e o futebolista brasileiro Alexandre Pato não está a ocorrer de forma amigável. De acordo com a coluna "Retratos da Vida", do jornal "Extra", a actriz vai dizer à Justiça ter sido coagida pelo jogador de futebol dias antes do casamento sobre a divisão de bens. O casal assinou um documento no dia 25 de Maio de 2009, no qual constava a união em comunhão parcial de bens, o que significa que todos os pertences conquistados após o casamento seria de propriedade de ambos. Porém, um segundo contrato assinado nove dias depois, ambos optaram por separação total de bens, segundo a publicação. Com isso, Sthefany vai apresentar os dois contratos na Justiça e vai dizer que terá sido coagida pelo ex-marido dias antes de subir ao altar. De acordo com a coluna, a actriz está confiante na vitória no processo de separação.

Mundial é prioridade

O Parlamento chileno aprovou uma lei que permite aos trabalhadores assistir aos jogos durante o Campeonato do Mundo de Futebol, cujo início está aprazado para o dia 11 de Junho de 2010, em Joanesburgo. A lei orienta as empresas do país a ajudar os trabalhadores a esquematizarem-se para assistir às partidas da selecção chilena e outras, seja no trabalho ou em casa, com uma liberação dos chefes. Com a lei, os cidadãos continuariam a cumprir as suas jornadas de trabalho, mas em horários diferentes e com intervalos para os confrontos do Chile, sem prejudicar as empresas ou os trabalhadores. Quem gostou da ideia do Parlamento chileno foi o técnico da Argentina, Diego Maradona, que já havia sugerido ao país natal que desse folga escolar às crianças e adolescentes, permitindo-lhes prestigiarem a selecção alvi-celeste no Mundial.

Falso namoro

A imprensa italiana movimentou boatos, nos últimos dias, sobre a nova relação da ex-esposa de Pato, futebolista do AC Milan, com outro jogador brasileiro. O site da revista "Stadio Sport" publicou a matéria na qual afirma que Sthefany Brito namoraria o defesa brasileiro Marcus Diniz. O advogado da actriz, Ricardo Brajterman, disse que a matéria está recheada de mentira e entrou com uma acção judicial, porque Sthefany não deu entrevista. Além disso, o jogador é casado e a esposa está grávida. A história inventada fez a sérvia Loredana, mulher de Marcus, grávida de dois meses, passar mal. Foi levada pelo marido a um hospital em Milão, mas já está em casa. Marcus Diniz já reagiu e disse que desconhece a ex-esposa de Pato.

Um casamento dois contratos

O processo de separação da actriz brasileira Sthefany Brito e o futebolista brasileiro Alexandre Pato não está a ocorrer de forma amigável. De acordo com a coluna “Retratos da Vida”, do jornal “Extra”, a actriz vai dizer à Justiça ter sido coagida pelo jogador de futebol dias antes do casamento sobre a divisão de bens. O casal assinou um documento no dia 25 de Maio de 2009, no qual constava a união em comunhão parcial de bens, o que significa que todos os pertences conquistados após o casamento seria de propriedade de ambos. Porém, um segundo contrato assinado nove dias depois, ambos optaram por separação total de bens, segundo a publicação. Com isso, Sthefany vai apresentar os dois contratos na Justiça e vai dizer que terá sido coagida pelo ex-marido dias antes de subir ao altar. De acordo com a coluna, a actriz está confiante na vitória no processo de separação.