Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

"Minhas Estrelas Negras"

Francisco Carvalho - 28 de Março, 2015

Lilian Thuran autografou a sua obra literária na Mediateca de Luanda

Fotografia: José Cola

A concorrência no acto de lançamento do livro “Minhas Estrelas Negras” do ex-futebolista francês, Lilian Thuran, na Mediateca de Luanda, foi a demonstração da importância que os angolanos dão ao conhecimento e ao pensamento de homens que influenciaram o curso da história.

Mais de uma centena de pessoas, entre agentes do desporto e de outros sectores do conhecimento, adquiriram ontem o sucesso de vendas. Sempre motivado e com alto humor, Lilian Thuran autografou os livros.

“Minhas Estrelas Negras” é uma reflexão do autor sobre o racismo no mundo. Na conferência de imprensa, que visou o lançamento da obra bibliográfica, numa das salas da Galeria dos Desportos, em Luanda, Lilian Thuran esclareceu que "o racismo não é algo institucional, mas uma vontade ideológica e económica, pois os detentores do poder criam-no para explorar outros humanos”.

Para o dono da Fundação Lilian Thuran, criada para questionar a sociedade sobre a hierarquia, “não existem várias raças: existem pessoas com várias cores de pele e o racismo baseia-se a partir da cor de pele”.

Lilian Thuram defende que “é preciso ensinar as crianças para se evitar a hipocrisia”, o refúgio “ao complexo de superioridade que existe dentro de cada homem”.

O campeão do mundo de 1998 disse que foi insultado várias vezes durante os jogos por adeptos de clubes adversários, que imitavam som de macaco, sempre que tocasse na bola. O gesto dos adeptos não tiveram qualquer influência na sua vida, porque “estava preparado para entender a posição dessas pessoas”.

“Minhas Estrelas Negras” é uma incursão ao passado histórico dos homens negros que marcaram a história universal. Entre muitos nomes citados no livro, a congolesa Kimpa Vita é apontada como uma verdadeira africana que defendeu a igualdade entre os homens de cor de pele diferentes. Para além de Kimpa Vita, Angola aparece citado também através de acções de outras personagens que travaram com tenacidade a hipocrisia de homens acossados de complexo de superior.


LIONEL MESSI

Craque encontra o gigante da NBA

A selecção da Argentina está nos EUA para disputar dois jogos particulares. Os jogadores aproveitaram uma pausa nos treinos e assistiram ao duelo da NBA, que colocou frente a frente os Washington Wizards e os Indiana Pacers. Lionel Messi não passou despercebido. Após o encontro, vários basquetebolistas fizeram questão de tirar uma foto com o craque. Inclusive, Gheorghe Muresan, o jogador mais alto de sempre da NBA, com 2 metros e 31 centímetros, que cumprimentou Messi, que mede 1,69 m. Mas nem todos sabiam que estavam ao lado de uma das maiores figuras do desportoAo ver todo o alvoroço em torno do futebolista argentino, David West dirigiu-se a uma jornalista para perguntar de quem se tratava.