Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

O canto de consolao

13 de Fevereiro, 2014

Rosto da seleco brasileira postou uma letra de msica para expressar os sentimentos

Fotografia: AFP

Neymar postou na sua conta da rede social Instagram a letra da música “Tá escrito”, do Grupo Revelação, para lamentar o término do seu relacionamento com a actriz Bruna Marquezine, após inúmeras crises divulgadas pela imprensa. Neymar e Bruna mantiveram um relacionamento muito “apertado” pela imprensa. A publicação de uma foto na rede social por uma brasileira despoletou a crise entre a actriz e o futebolista do Barcelona. A convidada de Neymar em Espanha descuidou-se ao publicar fotos de uma festa, que o avançado da selecção brasileira organizou em sua casa em Barcelona. Numa das fotos, Neymar foi fotografado com o rosto próximo aos seios da menina, motivo que levou a especulações de traição.Na hora de lamento, a letra escolhida pelo craque dizia:“Quem cultiva a semente do amorSegue em frente não se apavora Se na vida encontrar dissabor Vai saber esperar a sua hora Às vezes a felicidade demora a chegar Aí é que a gente não pode deixar de sonhar Guerreiro não foge da luta e não pode correr Ninguém vai poder atrasar quem nasceu para vencer É dia de sol mas o tempo pode fechar A chuva só vem quando tem de molhar Na vida é preciso aprender se colhe o bem que plantar .É Deus quem aponta a estrela que tem de brilhar Erga essa cabeça mete o pé e vai na fé Manda essa tristeza embora Pode acreditar que um novo dia vai raiar Sua hora vai chegar”.

ANA SIDOROVA
Russa arranca suspiros em Sochi


A russa Anna Sidorova é uma das mais queridas do público nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014, na cidade de Sochi. Aos 23 anos, a capitã da equipa de curling da Rússia chama a atenção pela pouca idade,  pela pressão em conquistar a primeira medalha do país na modalidade e também pelos seus atributos físicos. Sidorova esteve no centro das atenções do Ice Cube Curling Center, em Sochi. O público esgotou o local das quatro partidas simultâneas e fez muito barulho. Mas para Sidorova a atenção inesperada do público na competição em casa atrapalha pouco. O assédio é algo a que já está acostumada. Ex-patinadora artística Sidorova teve a carreira abreviada por uma lesão na adolescência. Assim, passou a praticar curling aos 14 anos e esteve nos Jogos Olímpicos de Inverno pela primeira vez aos 19, em Vancouver (2010). De terceira (uma das atletas que “varrem” a pedra), foi promovida ao posto de capitã no decorrer da competição, tornou-se na mais jovem skipper da história olímpica. Se as estatísticas já colocam Sidorova numa posição de destaque no curling feminino mundial, a beleza da russa ajuda a atrair holofotes. Considerada pelas publicações das atletas mais atraentes dos Jogos Olímpicos de Sochi, a russa já protagonizou ensaios sensuais para revistas masculinas. Na área de entrevistas, o intérprete da organização diz que ela já foi alvo de inconvenientes pedidos de casamento por parte de jornalistas. A beleza da atleta é tratada com certo cuidado pelos russos.

JOSÉ MOURINHO
O novo Jaguar do “Special One”


José Mourinho prepara-se para receber um carro novinho em folha. O treinador do Chelsea vai ser o primeiro proprietário de um Jaguar F-Type R Coupé, o último modelo desportivo daquela marca britânica de automóveis. O carro, que possui um motor de 5.0 litros V8 com 550 cavalos de potência máxima, vai ser entregue ao português no início de Março, como informou ontem a Jaguar. “Estamos a desenvolver uma nova arquitectura de alumínio avançada que vai ser a base dos veículos desportivos de luxo da Jaguar no futuro”, garantiu Jeremy Hicks, o director geral da companhia no mercado britânico.

KATE HANSEN
A dançarina “sensual”

Bastou um vídeo para Kate Hansen de apenas 21 anos virar uma das sensações dos Jogos Olímpicos de Inverno. A atleta de luge, uma das modalidades praticadas com trenó no gelo, fez uma dança considerada “sensual” por jornais europeus, e ganha destaque na média. Mas não foi a primeira vez que ela realizou a brincadeira. Na verdade Kate sempre dançou de maneira curiosa, até mesmo antes das competições. Porém, por ser uma jovem promessa, apenas agora tem se destacado nas disputas principais de luge - tanto na pista quanto fora dela. Ao descrever-se, diz: “Sou Kate, pratico luge, faço vídeos de música e sou mórmon”. O vídeo de Kate a dançar na vila olímpica de Sochi ganhou tanto destaque que passou a ser comparada a Michelle Jenneke, uma australiana que também ganhou destaque por causa de uma dança.

YULIA LIPNITSKAYA
Campeã polémica


A escolha de uma música causou polémica na competição de patinagem dos Jogos Olímpicos de Sochi. A jovem russa Yulia Lipnitskaya, de apenas 15 anos, resolveu apresentar-se ao som do tema do filme A Lista de Schindler. Apesar do sucesso na pista - ganhou medalha de ouro -, ela foi criticada nas redes sociais. A principal acusação de quem assistiu à apresentação de Yulia é que tratou-se de uma escolha de mau gosto. O filme retrata histórias do holocausto durante a Segunda Guerra Mundial. Porém, técnicos e especialistas de patinagem discordam dos fãs. A jornalista russa Dmitri Linnik, por exemplo, saiu em defesa de Yulia: “não acredito que ela banalizou o holocausto ou fez algo de mau gosto”. Os resultados realmente mostram que os juízes gostam da escolha musical, principalmente, porque ela permite uma actuação dramática das patinadoras. Além do ouro de Yulia, já atribuíram prémios ao norte-americano Paul Wylie e ao alemão Katarina Witt,  que se apresentaram com essa música noutras competições

»BREVES
Bruna Marquezine perde contrato publicitário

Com o anúncio do final de namoro na terça-feira Bruna Marquezine perdeu o contrato publicitário que tinha com uma operadora de telefonia celular, de acordo com o Jornal “Extra”. A actriz estava na campanha ao lado do craque. Portanto, a empresa preferiu cortar o vínculo após os rumores de separação. Pelo contrato o casal não podia anunciar a separação até que o comercial saísse do ar. Neymar mantém-se contratado e divide os comerciais com Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert.

Irão expulsa homens da selecção feminina

A selecção feminina do Irão expulsou quatro jogadoras da equipa habitual porque os médicos descobriram, que afinal tratava-se de quatro homens. Ao que tudo indica, as supostas jogadoras ainda não tinham terminado o processo de mudança de sexo, e por isso, não podiam continuar na equipa. Ainda assim, explicou uma fonte da selecção iraniana, quando as jogadoras forem submetidas à última operação, vão passar a contar novamente na lista das eleitas para representar o país do oriente médio.