Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

O túmulo descoberto

08 de Fevereiro, 2015

Desastre custou a vida a quase todos os jogadores da equipa chilena Green Cross

Fotografia: AFP

A história da morte dos atletas do Green Cross, equipa do Chile, tornou-se uma lenda. Nos últimos dias chegaram novas informações. Em 1961, o avião que transportava parte da delegação do Green Cross, grande clube na primeira metade do século passado, despenhou-se em parte incerta. Meio século depois do desastre aéreo nas cordilheiras do Andes, partes da aeronave foram encontradas num lugar totalmente diferente do que se acreditava há 53 anos.

Leandro Albornoz, integrante de um grupo de alpinista, disse ao jornal La Segunda, do Chile: “O avião está há mais de 3.200 metros de altitude. Grande parte da fuselagem está conservada, há muito material espalhado e inclusive restos ósseos. A história está a ser reescrita, porque além de tudo, o avião não está onde indicam todas as publicações oficiais”.

Na noite do acidente, a delegação do clube chileno foi dividida em duas partes. A maioria não queria viajar com algumas escalas e esperou pelo segundo voo, que acabou por se acidentar. No total, morreram 24 pessoas na tragédia, entre jogadores e o técnico da equipa. O grupo fazia o trajecto entre Osorno e Santiago depois de um jogo para a Taça do Chile.

Apesar da descoberta, o local continua mantido em segredo, para que a região não seja danificada. Na altura do acidente, muitas informações desencontradas foram divulgadas, mas o mistério e a dúvida sempre foram fortes. Na época foi anunciada a localização do avião e o suposto resgate de alguns corpos, mas as tentativas posteriores não encontraram o local.

Albornoz ressaltou que no passado falou-se de muitas coisas inconsistentes, como rumores de caixas cheias com pedras que serviram de caixões, o resgate de restos mortais sem identificação e outras situações confusas.

“Com o passar dos anos, a escassa informação disponível alimentou  este mítico acidente, convertendo-o numa mistura de história e lenda”, disse.
O Green Cross foi fundado em 1916 e foi um clube famoso. Em 1945 sagrou-se campeão chileno. Em 1965, quatro anos depois do acidente, a equipa deixou Santiago e fundiu-se com o Temuco no que resultou o Green Cross-Temuco. Porém, mais tarde, apenas o nome do segundo clube ficou e hoje está na Segunda Divisão.


RONALD  LIMA
“As pessoas aproximam-se por interesse”

O filho do ex-jogador Ronaldo Fenómeno, Ronald Lima, de 14 anos de idade, revelou que ser herdeiro do astro do futebol tem vantagens e desvantagens. Quando o assunto é namorar, o menino afirma que ser filho de Ronaldo pode atrapalhar. “Muitas pessoas já se aproximaram de mim por interesse”, disse em entrevista ao jornal Extra. O adolescente só namorou assumidamente com a estudante Manuela Escobar, de 14 anos, mas teve o seu nome envolvido com o da professora Lu Bernardi, recentemente. Filho de Ronaldo com Milene Domingues, Ronald escolheu a carreira de DJ e nem pensa em jogar futebol profissionalmente. “As pessoas colocam muita expectativa em mim. Gosto de jogar, mas não acho legal essa pressão”, disse.