Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Rojo na barra do tribunal

09 de Abril, 2015

Marcos Rojo, está envolvido num escândalo sexual.

Fotografia: AFP

O futebolista do Man. United, Marcos Rojo, que já passou pelo Sporting, está envolvido num escândalo sexual. Tudo pode ter acontecido no final do ano passado, quando  o jogador conheceu e envolveu-se com Sarah Watson, professora de fitness, de 34 anos.

Após uma festa privada, os dois supõe-se que tenham ido para a casa de um colega de equipa do argentino e tenham tido relações sexuais. “Fiz porque gostei.
Não por dinheiro ou para vender a história”, referiu Watson à imprensa britânica, revelou que durante três meses o craque continuou a contactá-la, chegou mesmo a trocar várias fotos sem roupa.

Os advogados do jogador alegam que a professora exigiu cerca de 135 mil euros para manter o caso em segredo. No mês passado deu-se a primeira audiência no tribunal e essa acusação não foi provada. A mulher disse, inclusive, que foram os representantes do defesa que ofereceram dinheiro pelo seu silêncio. Indiferente à polémica, o futebolista passou a Páscoa em Portugal, em companhia da mulher, Eugenia Lusardo, e da filha, Morena.

ROMÁRIO
Supremo arquiva queixa-crime


Em 2013, ex-jogador disse em entrevista que o presidente da CBF, José Maria Marin era “corrupto e ladrão”. A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) arquivou nesta terça-feira (dia sete) a queixa-crime do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, contra o senador Romário (PSB-RJ). De acordo com  Marin, o parlamentar devia responder por crime por injúria. Em entrevista a uma rádio, em Outubro de 2013, Romário, que também é ex-jogador de futebol, disse que Marin é “corrupto e ladrão”. Por unanimidade, os ministros entenderam que as declarações do senador foram feitas com objectivo de criticar e não de cometer o crime de injúria. Conforme o entendimento, Romário também está protegido pela imunidade parlamentar e não pode ser processado com base nas suas declarações.