Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Sob olhar da Guarda Civil

30 de Janeiro, 2015

O valor recebido por Messi foi depositado em diferentes contas do First caribbean de Curação afecto ao empresário do jogador

Fotografia: AFP

Os brilhos de Lionel Messi na relva contrastam com a pressão que tem fora de campo. O craque argentino vai ter de se explicar à Guarda Civil espanhola as fortunas que a acusação diz ter recebido dos jogos beneficentes. A instituição espanhola investiga o alegado envolvimento do camisa dez do Barça com o empresário Guillermo Marín, conterrâneo e um dos assessores do argentino.

Em depoimento, Marín admitiu ter desviado dinheiro de partidas beneficentes e altruístas, organizadas por Messi, para   Curaçao e Hong Kong.

O empresário auxiliou Messi na organização dos jogos em 2012 e 2013. Há mais de um ano, a polícia investiga-o. Marín alterou o seu depoimento várias vezes, segundo o jornal "El País". Entrando em contradição, no início, garantiu que o camisa dez do Barça não recebeu nada pelas seis partidas disputadas naquele período, mas posteriormente revelou que a fundação ligada ao jogador ganhou cerca de 50 mil dólares por jogo, 300 mil dólares no total, valor transferido para uma conta do First Caribbean International Bank, de Curaçao, em benefício de uma sociedade chamada Mandatos Valneg.

De acordo com o inquérito da Guarda Civil espanhola e do juiz Eduardo López Palop, a quantia transferida é maior do que a declarada pelo assessor de Messi. A entidade suspeita de um total de mais de um milhão de euros depositados na conta de Curaçao pela companhia americana Total Conciertos, que organizou os eventos por indicação de Marín, com direito ao sobrenome de Messi assinado à mão. O dinheiro contabiliza apenas as partidas disputadas pelo argentino em Medellin e Bogotá, na Colômbia.

Agora, o órgão espanhol investiga quem são os donos das contas beneficiadas pelos pagamentos. O país exige que todos os seus residentes declarem e sejam tributados por qualquer quantia recebida dentro ou fora do território espanhol. Se o valor for superior a 120 mil euros, o caso deixa de ser assunto de âmbito administrativo e passa a ser averiguado como crime de delito fiscal. Marín admitiu ter poder sobre a sociedade Player’s Image SA, dona da conta beneficiada no First Caribbean de Curaçao e relacionada com a Mandatos Valneg. O assessor, todavia, não revelou quem é o principal titular da conta.

Os jogos envolvidos na investigação foram disputados em Cancún (México), Bogotá (Colômbia) e Miami (EUA), em 2012, e em Medellín (Colômbia), Lima (Peru) e Chicago (EUA), em 2013.


SHJOHN TERRY AKIRA
Futebolista persegue Kim Kardashian

Os fãs geraram uma verdadeira onda de piadas nas redes sociais, assim que se deram conta de que John Terry passou a seguir Kim Kardashian. Graças a fama de mulherengo de Terry, os fãs criaram até a "hashtag" a alertar o esposo de Kim Kardashian, Kanye West, sobre o "perigo". Alheia ao defesa inglês, Kim Kardashian convive com críticas desde que postou uma foto com um biquíni de pele. O futebolista do Chelsea colecciona arquivo de alvoroços.