Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

Surfado pela yoga

26 de Fevereiro, 2015

Desportista brasileiro tinha como ídolos Kelly Slater e Jay Adams e foi homenageado pelos amigos e antigos companheiros no Rio

Fotografia: AFP

O surfista brasileiro Filipe Fairich morreu no último fim de semana ao fracturar o pescoço, enquanto praticava yoga, em Belize. O atleta vivia no local com a namorada.  A informação é do GloboEsporte. Também skatista, Filipe tinha como ídolos Kelly Slater, onze vezes campeão de surfe, e o skatista Jay Adams. O jovem foi homenageado por surfistas no Arpoador, no Rio de Janeiro, onde morou durante muitos anos e fazia parte do “Arpoador Surf Club”, uma associação de surfistas sem fins lucrativos, interessada em desenvolver eventos de desporto na região.

A associação divulgou uma nota a lamentar a perda: “Surfista talentoso e óptima pessoa, sempre sorridente e positivo, Filipe deixa amigos que prestaram uma homenagem na última terça-feira, na Praia do Diabo. Cada surfista fez-se acompanhar da sua prancha e homenagearam-no dentro d'água, no lugar onde o malogrado tanto se divertiu.

Uma foto de Filipe Fairich tirada em 2011 durante uma etapa do Circuito ASC esteve estampada no local. A imagem retrata um atleta com um sorriso emblemático, sempre presente no  rosto. “É assim que sempre vamos lembrar dele”, dizia uma frase estampada.Depois da consagração de Gabriel Medina, como campeão do mundo de surfe, o Brasil assistiu  nas últimas três semanas a morte do segundo surfista.

O primeiro foi Renato de Souza, conhecido por “Vô”, morto por um agente da Polícia no início do mês, quando procurava constatar o que se passava junto à sua casa. Em meio da discussão com o agente da autoridade, que se encontrava junto à parede da casa, foi alvejado com vários tiros.

Breve
Piloto termina corrida com nádega queimada

  O director da Suzuki elogiou o piloto francês Randy de Puniet, que competiu lesionado no Mundial de Superbike em Melbourne, na Austrália. Puniet terminou a corrida com as nádegas queimadas. A imagem foi divulgada pelo próprio director Paul Denning, que deu os  parabéns ao piloto por ter terminado em sétimo lugar. “É um rapaz durão. Mesmo com o rabo queimado e costelas quebradas”, elogiou o director Paul Denning, embora a vitória sorrisse a Jonathan Rea.

 

Adeptos do Boca Juniors atacam autocarro
Os adeptos do Boca Juniors deram um exemplo de violência, aliada à distracção. O clube argentino deslocou-se ao Chile para defrontar o Palestino para a Taça Libertadores e os dois autocarros que transportavam as comitivas foram recebidos com pedras. A TV chilena 24 horas informou que os “barras bravas” pretendiam atacar o veículo da equipa adversária, mas confundiram o autocarro e acabaram por pregar um valente susto ao próprio Boca Juniors.