Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

A prestao foi positiva

Avelino Umba - 02 de Julho, 2012

David Dias mantm a crena numa segunda volta melhor do que a primeira

Fotografia: Jornal dos Desportos

Ao fim de 15 jornadas do Girabola, que balanço faz da prestação do Progresso?
O balanço das 15 jornadas realizadas nesta primeira volta é positivo, já que alcançámos uma posição que vai de encontro aos objectivos traçados pela direcção. Vamos esperar a outra parte, pois esta foi concluída de forma positiva, com ajuda de todos aqueles que fazem parte do clube, desde a direcção, jogadores, roupeiro e todos os demais intervenientes. Todos trabalhámos para que, nesta primeira parte, as coisas corressem da melhor maneira possível e fazemos fé que voltem a correr da mesma maneira na segunda volta, de forma a termos as mesmas alegrias.

Com um início de campeonato excelente, com uma vitória frente ao Kabuscorp do Palanca, vice-campeão em título, muitos não acreditaram que a equipa conseguisse manter a passada.
Foi, de facto, um bom arranque que tivemos no início de época, fruto da boa preparação que realizámos no Brasil, onde trabalhámos com muita intensidade para que as coisas acontecessem desta forma. Temos de louvar e reconhecer o espírito de entrega dos jogadores ao longo da primeira volta. Em relação à alternância de resultados, acho que é normal numa época longa, mas tínhamos consciência que íamos dar a volta por cima.

Com os resultados alcançados, aumentam as responsabilidades da equipa para a última etapa da competição. O que podemos esperar do Progresso?
Vamos continuar a trabalhar com a mesma entrega e determinação. Não pretendemos alterar a nossa filosofia. Queremos manter a mesma ambição, uma vez que os jogos que faltam são determinantes para os nossos objectivos. Os jogadores já mostraram que são capazes de fazer coisas extraordinárias, mas para que isso aconteça é preciso mantermos o diálogo de modo a incentivá-los ao máximo. Todos temos o direito de sonhar e, sendo assim, os meus jogadores sonham com coisas boas e acredito que somos capazes de realizar os nossos sonhos.

Pelos vistos ambiciona muito mais nesta última etapa do Girabola.
Sou muito ambicioso nas tarefas que me são acometidas. Tenho vindo a dar o meu máximo e não penso parar por aqui. Vamos fazer muito mais e no fim fazer as contas. A nossa meta é trabalhar com a mesma humildade, para que as coisas boas aconteçam.

GARANTIA DO TÉCNICO
“Vamos manter a estrutura na segunda etapa da prova”

A prova vai entrar na sua fase derradeira. Vai dispensar jogadores?
Não dispensámos jogadores. Tentamos mantê-los ao máximo no plantel, vistos que tivemos um balanço positivo. O grupo de trabalho está forte e coeso, mas, ainda assim, houve jogadores que entenderam sair porque não estavam a jogar. É normal, nós entendemos esse tipo de situações, já que foram à procura de outras oportunidades.

De quem se trata?
O Lagos foi para o Atlético do Namibe, Roger vai tentar a sorte no Kabuscorp, Luciano, provavelmente para o ASA,  Rubem e Rossano para reforçar o Nacional de Benguela. Relativamente ao Chipa, em princípio fica no plantel do Progresso.

E em relação às contratação de novos reforços, quais são as novidades?
O plantel vai conhecer algumas remodelações devido aos atletas que saíram para outras equipas. Os jogadores que vão ingressar no Progresso para reforçar o plantel nesta segunda volta são conhecidos. Cinco deles já trabalham no plantel, incluindo um dos juniores promovido ao escalão de seniores, Jeovane, Amâncio e Celso (ex-1º de Agosto), Kiko um jovem de 20 anos de idade, recentemente chegado de Portugal, e um outro, que veio de juniores. Todos eles já mostraram qualidades para suplantar algumas lacunas. 

O jogador oriundo dos juniores vai jogar ou é apenas para treinar?
Veio para fazer parte da equipa principal. Se ascendeu a sénior é porque tem qualidades, não queremos jogadores para fazerem número, isso não faz parte da nossa filosofia. Ele faz parte da equipa e, à medida que for trabalhando, quando merecer a confiança do técnico é convocado e pode jogar em qualquer partida, a exemplo dos outros colegas, no caso do Ito e Gria.

Daquilo que tem constatado nos juniores, ainda tem muitos jovens para passarem à equipa sénior?

Estamos de olho em muitos deles e acredito que ao longo destes seis meses que passaram desde que assumimos o comando da equipa, temos dado muita atenção aos nossos jogadores das camadas jovens. Todos vão ter o mesmo enquadramento que os outros tiveram para os seniores.

AO LONGO DA ÉPOCA
“Temos recebido apoio da massa associativa”

O Progresso é uma equipa com adeptos muito exigentes. Qual tem sido a relação entre a equipa técnica e a massa associativa?
Sei que a massa associativa do Progresso é muito exigente, mas ela sabe que, para tal, primeiro tem de apoiar a equipa ao máximo e depois exigir. Nesse aspecto, devo dizer que felizmente não temos qualquer tipo de problemas.

Tem havido alguns incentivos extra para os atletas e a equipa técnico por parte dos amigos e sócios do Progresso?
Todo o ser humano precisa de incentivo, mas temos consciência das nossas responsabilidades e compromissos com a entidade patronal, isso é o que nos interessa. Precisamos do apoio, do carinho de toda a massa associativa, amigos e sócios do clube, para que as coisas voltem a correr bem. O que tenho a dizer a esse respeito é que devemos estar imbuídos de uma mesma causa, estar sempre com a equipa e não desestabilizar o trabalho que muitos pretendem levar a cabo, pois se assim for, é difícil fazermos alguma coisamelhor.

Não respondeu a minha questão.
Felizmente temos tido o apoio incondicional da direcção, adeptos, sócios e amigos do clube. A única coisa que lhes peço é que continuem a apoiar a equipa nos bons e maus momentos, para que ela atinja os lugares pretendidos, pois o futuro a Deus pertence.

Podemos afirmar que o Progresso, neste momento, não tem problemas de maior?
Devo dizer que estou feliz por tudo quanto a direcção tem feito para não faltar nada ao plantel. Tudo aquilo que necessitamos temos na hora e em dia. É de louvar tudo o que a direcção tem feito, na pessoa de Paixão Júnior, presidente de Clube, que não tem poupado esforços para pôr todos os meios à nossa disposição.