Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

A sade do desporto no dos melhores

Edvaldo Lemos, Ondjiva - 14 de Março, 2020

Raimundo Kunanga augura pagamento para a concluso do Pavilho de Neipalala

Fotografia: Jornal dos Desportos

Que avaliação se lhe oferece fazer sobre o Estado do desporto no Cunene?
Está péssimo, apesar de algumas modalidades ainda encontrarem espaços para desempenharem as suas funções. Numa palavra diria que a saúde do desporto não é das melhores, mesmo sabendo que é um fenómeno social com funções de inclusão social.

Quanto ao futebol onze, como particulariza o desporto-rei?
É o desporto mais praticado na nossa província. A presença é um facto e acompanhamos a massificação. Além de iniciados, também assistimos aos seniores. Na categoria maior, o campeonato provincial de futebol decorre desde Setembro de 2019 com a participação de dez equipas em representação dos cinco municípios da província, mormente, Namacunde, Ombadja, Kahama, Kuvelai e Kwanhama. O evento é disputado com elevada competitividade. A final está marcada para Outubro de 2020.

Dos municípios citados falta um. Por que está ausente?
O Curoca não se faz presente na competição por razões alheias ao clube. A situação financeira e o difícil acesso (as estradas estão degradadas) contribuíram pela ausência.

O vencedor do campeonato vai disputar o Zonal de Apuramento ao Girabola?
Vamos ser sinceros. Estamos a atravessar inúmeras dificuldades financeiras. A Associação Provincial de Futebol e os clubes filiados vivem tremenda luta pela falta de orçamento próprios. A participação do vencedor no Zonal de Apuramento pode ser efémera e o clube vai desistir por falta de dinheiro.

Qual é a real situação de infra-estruturas desportivas?

Só existe um campo com condições para a prática de futebol, o Castilhos. Tem relva sintética, vedação e bancada para acolher mil pessoas aproximadamente. Para os desportos de sala, o pavilhão multiusos continua em fase de restauração até os dias de hoje, passados mais de um ano.

O que se passa com o pavilhão multiusos de Neipalala? Está em estado de abandono?

Considero-o um lobo adormecido dada a dimensão e o papel que desempenharia. É uma infra-estrutura que muita falta faz aos desportos de sala. Por falta de recintos condignos, muitos desses desportos estão inoperantes na nossa província.

Que desportos faziam uso do Neipalala?

O futebol de salão já era um facto em Ondjiva, o andebol e o basquetebol deixaram de ser praticados. Era o único espaço condigno para práticas desses desportos em toda a província do Cunene. Nos restantes municípios não há infra-estruturas com dimensões semelhantes. Hoje, as pessoas lamentam por verem clubes sem espaços para a prática desportiva.

Há clubes com praticantes de basquetebol em Ondjiva?

Não. Já houve no passado recentemente. Há jovens organizados na cidade que se divertem, menos competir por razões já esclarecidas.

O pavilhão de Neipalala está ou não abandonado?
Não está. Felizmente, está a receber obras de restauração com suporte financeiro do governo local. Foi contratado uma empresa bem identificada, mas não fez a entrega da obra até os dias de hoje. O prazo de entrega está vencido há muito tempo e desconhecemos as razões.

Quem está a atrasar a entrega da obra: o governo local ou a empreiteira?

A situação financeira do governo está na base da morosidade. Várias vezes, a empresa foi solicitada para concluir a obras de restauração, mas não foi possível. É do conhecimento público que a província do Cunene foi assolada pela calamidade de seca. Por força da situação, o governo local prestou toda a atenção aos assuntos de emergências para salvar a vida da população e dos animais.

Com a inoperância do Neipalala, como se desenvolve o desporto de sala no Cunene?
É nulo. Hoje, é mais diversão. Não existem espaços propícios para fomentar a cultura do desporto. As escolas também não dispõem de condições, não têm quadras desportivas para acolher as modalidades de sala. A prática de basquetebol, andebol, voleibol e ginástica não existe e não sabemos a quem recorrer.
Seja específico. O que está em falta para a conclusão do pavilhão de Neipalala?
O piso só tem a primeira fase, faltam os balneários, paredes, rede eléctrica, reposição de uma ou duas janelas. A insuficiência financeira pesa mais nas áreas que citei.

Que informações dispõe para a concertação das partes envolvidas, no caso governo e a empreiteira?
Não consigo aferir. É uma questão do governo provincial. Posso adiantar que o prazo já está vencido. Fala-se que vai haver disponibilidade de valores para a conclusão da mesma até o final do ano.

Quem o gestor do pavilhão de Neipalala?
O Gabinete dos Desportos é o gestor. Estamos a aguardar que a empresa construtora termina a restauração e o governo provincial devolva-nos a gestão.
Quantas associações desportivas estão registadas no Gabinete de Desportos de Cunene?
Temos 11, mormente, as de Futebol, Atletismo, Ginástica, Jiu Jitsu, Karaté-Dó, Boxe, Taikwondó, Xadrez, Andebol, Basquetebol e AMUD (Associação Mulher e Desporto). Todas as associações devem fazer a renovação de mandatos no ano corrente à luz do instrutivo da Ministra da Juventude e Desportos. Apelamos que sejam associações mais sérias no exercício do trabalho a que se propõem desenvolver.