Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

"Concorri como membro do COA devido a paixo pelo desporto"

Joo Francisco On-Line - 21 de Maio, 2013

No deixa igualmente de ser exemplar o facto da realizao de todas as Assembleias Gerais Ordinrias, acrescentou.

Fotografia: Jornal dos Desportos

O dirigente manifestou-se bastante regozijado pelo feito alcançado, mas não se surpreendeu com o resultado, pois segundo ele “a sua motivação para concorrer como membro individual do COA, resulta da paixão que tem pelo desporto e, naturalmente fui reconhecido pelos demais membros e Federações Nacionais que exerceram o direito de voto”, frisou quando soube dos resultados da primeira fase das eleições do olimpismo angolano que se prolongam até Junho deste ano com a eleição da Comissão Executiva.

Para Eliseu Major, os pontos fortes da Comissão Executiva do COA cessante, encabeçada pelo deputado Gustavo Vaz da Conceição e , que naturalmente vai concorrer à sua própria sucessão tem muito a ver  com  um trabalho de advocacia feito  junto do Governo no sentido de haver melhorias nos orçamentos das diferentes Federações. “Não deixa igualmente de ser exemplar o facto da realização de todas as Assembleias Gerais Ordinárias”, acrescentou.

Na sua óptica os pontos fracos do mandato anterior dos gestores do comité olímpico angolano tem a ver com o facto das Assembleias Gerais do COA, nunca terem o seu inicio a hora marcada por falta de quórum e os Estatutos não preverem sanções aos membros faltosos,nem a desqualificação de atletas de Boxe nas Olimpíadas.

“Na qualidade de membro do COA, penso contribuir de forma voluntária, na divulgação dos eventos através da instituição de que sou membro no âmbito da solidariedade institucional”.

“Nasci num bairro com fortes tradições desportivas”
Eliseu Major defende que a motivação pelo desporto surge desde a infância, particularmente por ter nascido num bairro com grandes tradições no desporto e particularmente no futebol, onde pontificavam na época clubes como o Clube Atlético de Luanda, Perdidos, Kubaza e os Kilendes.

 “Comecei a praticar desporto (futebol)  desde a tenra idade, primeiro nos campeonatos de bairro, depois movido pela febre da massificação do desporto na época, fui para o atletismo e natação, pratiquei futebol nos juvenis e juniores do Petro Atlético de Luanda que é a minha modalidade de eleição”, sustentou.

Desde aos 6/ 7 ano de idade, segundo Eliseu Major foi influenciado por jogadores como Gabi, Maneco, Mona seis, Dedeu, Franco, Man Gabi, Zé Manuel, Humberto. “Joguei pelo Sporting Clube de Luanda e o momento mais importante da minha carreira embora curta foi no jogo entre o Sporting de Luanda e o 1º de Agosto, para a taça de Angola no Campo de S. Paulo na época treinado pelo Tião”, acrescentou.

O dirigente recorda-se ainda da sua geração, de desportistas com destaque para Mané Vieira Dias, Teófilo, Tony Cerezo, Pelé, Massada, Luís Toy Dana, Birinaite, Mabululo, Merodack, Nando Saturnino. Kinito, Valentim, Novito. De resto, o outro lado da motivação obteve-a pelo facto dos seus irmãos terem igualmente uma vivência desportiva com passagens pela Ginástica e Karaté - Dó, num passado recente.

PING PONG
“O 3º ou o 4º lugar seria honroso

Qual é para si  a importância deste evento para Angola?  
A realização do 41º Campeonato do Mundo de Hóquei reveste-se de grande importância para Angola, porque servirá de montra para o conhecimento das nossas realidades dos esforços dispendidos pelo Governo Angolano,as infra-estruturas implantadas,a captação de investimentos,o turismo e a redução da pobreza.

Acha que Angola pode vencer o 41º Campeonato Mundial de Hóquei em Patins?
EM: Angola embora esteja a fazer um grande investimento quanto à preparação da equipa,  do ponto de vista desportivo não tem chances de vencer a prova.

Realisticamente quais são as possibilidades de Angola neste Mundial?
A conquista do 3º ou o 4º lugar seria um lugar honroso para Angola, tendo em conta o potencial das outras selecções participantes.

Acha que o País está a altura de responder positivamente à organização do Campeonato Mundial, em termos de infra-estruturas desportivas de acomodação (alojamento dos participantes)  
Angola tem possibilidades de organizar a prova sem qualquer constrangimento, não obstante existirem alguns atrasos nas infra-estruturas que servirão de local de acomodação das equipas na província do Namibe.

Quais serão os verdadeiros ganhos para o País com a realização do Campeonato Mundial de Hóquei  em Patins? 
Os ganhos são incomensuráveis. ponto de vista politico Angola mostra-se ao mundo como um pais do desporto e virado para o desenvolvimento.
; do ponto de vista desportivo Angola pode ser considerada uma potência a nível do hóquei em patins mundial e com infra-estruturas modernas.

POR DENTRO
Nome Completo: Eliseu
Domingos Major de Almeida
Filiação: Sebastião Domingos de Almeida e de Luzia Francisco Germano Major
Data de nascimento: 21 de Maio de 1967
Local de nascimento: Luanda/bairro popular
Estado civil: Casado
Filhos:  Três (3) filhos
Peso: 85 kg
Altura: 1,70 m
Prato preferido: Funge de Bagre fumado
Bebida: Sumol de ananás
Tempos livres: uma boa leitura
Número de calçado: 41
Clube preferido: Sporting Clube de Luanda
Cidade: Luanda
Pais: Angola
Perfume: desde que cheira bem
Religião: Metodista
Ídolo: Os meus países
Alguma vez mentiu:
Sonho: Ver Angola próspera e sem miséria
Desejo: Que Deus ilumine os nossos governantes para o caminho do bem e da felicidade