Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

"De assessora jurdica do Minjud para a administrao da Angop"

Simo Kimbondo - 08 de Março, 2013

LEONA TIMTEO LEONA CAPINDISSA- A actual directora dos Recursos Humanos da Angop

Fotografia: Jornal dos Desportos

Leona Timóteo Graneira, 51 anos, ou simplesmente Leona Capindissa, como é conhecida nos meios desportivos, ocupa actualmente o cargo de administradora dos Recursos Humanos da Agência Angolana de Notícias ( Angop). Foi consultora para os assuntos jurídicos do ministro da Juventude e Desportos, José Marcos Barrica, actual embaixador de Angola em Portugal, durante nove anos. Desde então, tem dividido as suas actividades profissionais com as dedicadas ao dirigismo desportivo.

Leona Capindissa disse que foi convidada para assessorar o ministro Marcos Barrica no Ministério da Juventude e Desportos, de 2000 a 2009. “Trabalhei todos esses anos no Gabinete do ministro como assessora e consultora para os assuntos jurídicos”, afirmou. Leona Capindissa recorda igualmente que faz parte de uma família que na década de 60 escreveu com “letras de ouro a sua história nas páginas do desporto angolano”, nas mais variadas modalidades, como o Futebol, Atletismo e Basquetebol. “Os meus primos Mário Capindiça e João Capindiça foram atletas treinados por Demóstenes de Almeida entre 1959 e 1961. O Mário foi ainda jogador de Futebol em Portugal nos clubes Vilanovense e Aves.

“O Domingos Capindiça chegou a ser campeão dos 400 metros, foi uma das grandes referências do atletismo nacional”, disse. “A minha irmã, Ruth Assonjola Capindissa, praticou Basquetebol de 1966 a 1968, no clube do colégio São José de Cluny. O meu filho e um sobrinho estão no xadrez. O primeiro pertence aos corpos gerentes do actual elenco da Federação Angolana de Xadrez, encabeçada por Aguinaldo Jaime”, referiu.

“Pratiquei Basquetebol no Vila Clotilde”
Leona Capindissa teve uma breve passagem pelo Basquetebol nas escolas do Vila Clotilde em 1974/75. Fruto desta vivência, ingressou no dirigismo desportivo, no qual está há mais de dez anos. “Neste momento, além das actividades profissionais, faço parte dos Corpos Gerentes da Federação Angolana de Ciclismo (FACI), no elenco encabeçado por Diógenes de Oliveira, que está a concorrer para mais um mandato (2013-2016), onde ocupo a pasta de presidente do Conselho Jurisdicional”, disse. 


ASSOCIATIVISMO
“Lei do sistema desportivo
define apenas as balizas”


Leona Capindissa é uma voz autorizada para falar de leis, particularmente as que regem o nosso sistema desportivo. Neste particular, a dirigente considera que a actual Lei de Bases do Sistema Desportivo Angolano estabelece apenas as balizas essenciais para a orientação do desporto nacional. “A sociedade pode fazer muito mais. Se a falta de regulamentação não era muito sentida nos anos a seguir à sua aprovação, hoje é e  provoca grande desgaste à organização desportiva, à sua aplicação”, revela. Na óptica da também dirigente do associativismo desportivo, “é urgente a sua actualização para um género de código do Desporto, onde se possa encontrar as normas fundamentais e a respectiva regulamentação, cuja aplicação possibilita diminuir os conflitos na gestão dos muitos interesses existentes no desporto”.

Leona Capindissa, enquanto consultora do ministro, participou na comissão de elaboração do Ante-Projecto da Lei do Desporto. E neste particular, acredita que o Ministério da Juventude e Desportos continua preocupado com a aprovação da Lei. Foi submetido à consulta pública um Projecto de Lei do Desporto e se forem tidas em conta as pertinentes sugestões colhidas, vamos ter uma lei aceitável.


PING PONG

Acha que as eleições nas Federações Nacionais Desportivas decorreram a preceito?
Julgo existirem neste momento cerca de 25 Federações Nacionais, acima de 50 associações provinciais e múltiplos clubes. Se foi respeitado o Regime Jurídico das Associações Desportivas, esse foi um processo faseado e complexo, no qual as Federações são apenas o último elemento da cadeia. Por isso, penso que apesar de algumas insuficiências organizativas aqui e ali, não ouvimos que tenha havido muitas contestações que impeçam considerar que decorreram na generalidade dentro dos parâmetros  normais. Num processo democrático,  quem se sente injustiçado tem o direito de accionar os mecanismos. Como sabe, compete aos tribunais decidir sobre as irregularidades dos processos eleitorais. 

Que conselho dá aos dirigentes das Federações Desportivas em relação aos processos eleitorais?

Julgo que nas federações nacionais existem pessoas com capacidade suficiente para reflectir sobre o que está bem e mal nos respectivos processos. Gostava de sugerir que daqui a quatro anos, quando recomeçar o processo de renovação dos corpos gerentes, se continue a nomear para o Conselho Superior do Desporto uma comissão composta por elementos idóneos.

Os limites de mandato dos presidentes das Federações ou Associações Desportivas estão definidos por lei?

o quanto sei a lei não estabelece limites de mandato dos presidentes das Federações ou associações desportivas.

Tem boas recordações do tempo em que funcionou no Ministério da Juventude e Desportos?

Foram muitos momentos marcantes vividos enquanto estive no Ministério da Juventude e Desportos. Por exemplo: apuramento dos Palancas Negras para o Mundial da Alemanha; as conquistas das selecções nacionais de Basquetebol e Andebol; os maravilhosos feitos de Sayovo nos Jogos Paralímpicos; o processo de construção e inauguração da Casa da Juventude de Viana, entre outros.


POR DENTRO


Nome Completo:
Leona Timóteo Capindissa Graneira
Filiação: Timóteo Chissengue e Maria Joana Domingos
Local de nascimento: Luanda (Maianga), 29 de Julho de 1961
Estado civil: Casada
Filhos: Um
Altura: 1,70m
Peso: 77 kg
Calçado: 41/42
Cor preferida: Bege
Prato preferido: Cabidela
Bebida: Água
Tempos livres: Dedico inteiramente à família e à leitura
País: Angola
Ídolo: Jesus Cristo
O que mais teme: Solidão
Religião: Metodista Unida
Clube do coração: 1º de Agosto
Carro próprio: Sim
Casa própria: Sim
Alguma vez mentiu: Sim
Desejo/sonho: Ver Angola a desenvolver-se
cada vez mais em paz