Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

Dei o meu melhor ao Inter

Paulo Caculo - 30 de Outubro, 2013

Bernardino Pedroto, assegurou que vai deixar o comando tcnico da equipa no final da poca.

Fotografia: Jornal dos Desportos

O treinador do Interclube, Bernardino Pedroto, assegurou ontem, em entrevista ao Jornal dos Desportos, que vai deixar o comando tcnico da equipa da Polcia no final da poca futebolstica.

No vou continuar no Interclube na prxima poca, mas deixo o clube convicto de que dei o meu mximo. Trabalhei sempre com a mxima dedicao, como sempre fao em todos os clubes por onde passei. Tudo que fao com a mxima dedicao, empenho, e procuro que os meus jogadores faam o mesmo nas suas tarefas, esclareceu o ainda tcnico principal da equipa da Polcia, que valoriza o facto de ter sido um exemplo para os seus jogadores e todo o grupo de trabalho.

Temos de ser exemplares, e, eu como lder, tenho de ser uma referncia para os meus atletas. Eles tm de seguir os exemplos positivos de um lder e nunca fui um autocrtico e nunca vou ser. Sou uma pessoa que assumo a liderana com muita responsabilidade, primo sempre pelos valores e princpios morais, acrescenta Bernardino Pedroto.

O treinador portugus diz ser um adepto dos bons princpios, modelo de trabalho que procurou sempre incutir nos jogadores do Interclube, como imagem de vida, um princpio que se deve nortear para liderar um grupo e no, pela via do medo e da insegurana.

Posso garantir que, nesse aspecto, dei o meu melhor ao clube, como sempre fiz e a questo que umas vezes ganha-se e outras vezes no. Independentemente de continuar a ser a mesma pessoa, se calhar hoje sinto-me mais rico ao nvel do conhecimento e identifico-me melhor com a realidade daquilo que o Interclube, os jogadores que compem este plantel, a sua qualidade humana e futebolstica, destacou.

O mais importante no trajecto protagonizado no comando tcnico da formao do Rocha Pinto, de acordo ainda com Pedroto, a possibilidade de deixar alguma coisa de positivo, embora se considere suspeito para julgar o que de bom ou errado venha a deixar em termos de trabalho na equipa da Polcia. Em face disso, o tcnico admite que so aqueles que trabalharam comigo, que vo julgar o meu trabalho e perceber se foi ou no correcto, admitiu.

Mas seja qual for o teor do julgamento a ser feito pelos adeptos do Interclube no final da temporada futebolstica, Bernardino Pedroto garante no estar preocupado, porque considera ter cumprido com a sua obrigao.

Cumpri, dei tudo e vou continuar a dar tudo ao Grupo Desportivo Interclube at ao ltimo jogo desta temporada. a minha obrigao como profissional. At ao ltimo minuto que estiver aqui, devo ser igual a mim mesmo, como sempre fui em todos clubes por onde passei, prometeu.


INVESTIMENTOS
Pedroto reconhece
esforo da direco


O Interclube, apesar de ser uma das equipas do Girabola2013 que menos investiu na aquisio de jogadores,Bernardino Pedroto est solidrio com a direco de Fernando Alves Simes, dada as dificuldades financeiras que enfrentaram desde o incio da poca.

Nesse aspecto do investimento de jogadores o Interclube foi mais modesto e fez aquilo que foi possvel. E aqui no est nenhum significado condenatrio a este princpio, antes pelo contrrio, porque desde o incio que sabamos que a equipa do Inter tinha alguns problemas de ordem financeira para resolver, recordou.

Pedroto concorda tambm que ao anunciar que iam investir em infra-estruturas, a direco do clube no podia fazer ao mesmo tempo investimentos nas duas reas, isto , comprar novos atletas e apostar na melhoria das infra-estruturas. Compreende, por isso, que se fizesse isso, o elenco de Alves Simes acabava depois por no cumprir com as obrigaes quer num lado, quer no outro.

Mas bom que se diga, que isso no uma questo de crtica, mas apenas uma constatao de facto. E a constatao de factos obriga-nos a perceber que o trajecto que tivemos este ano, do ponto de vista desportivo e competitivo, foi de acordo com aquilo que traamos inicialmente, destacou.

OBJECTIVO
Ningum conquista ttulo sozinho

Pela primeira vez, em Angola, Bernardino Pedroto encerra um ciclo na carreira sem conquistar qualquer ttulo no Girabola. O ainda treinador dos polcias (contrato encerra a 31 de Dezembro), campeo da Taa de Angola de 2011, garante que ningum conquista ttulos no futebol de forma isolada.

Ns no conquistamos um ttulo sozinho. Um treinador no o principal numa equipa de futebol. O treinador tem um papel, a direco tem outro papel e os jogadores tm as suas tarefas, cada um no seu lugar faz a sua parte, sublinhou ser necessrio haver cooperao, colaborao e empenho de todos.

No Inter sempre houve isso. Mas evidente que quando voc quer ser campeo tem de ter os melhores jogadores, se possvel. No por acaso que vemos neste momento o Kabuscorp empenhado em comprar os melhores jogadores, para ter uma representao condigna na Liga dos Campees Africanos, constatou Bernardino Pedroto.

O treinador diz ser com grandes jogadores que se faz uma grande equipa e se ganham campeonatos. No h outra forma. Voc pode contratar 16 Mourinhos, trs descem de diviso e s um campeo, justifica da seguinte forma a sua afirmao:

A reorganizao administrativa e financeira da parte do clube, obviamente que acabou por nos deixar com algumas limitaes para sermos campees, sublinhou.

REALIDADE
Tcnico prev futuro promissor


Bernardino Pedroto diz ter a certeza absoluta que os jogadores do Interclube, hoje esto muito mais ricos a nvel profissional do que estavam h alguns meses atrs. O treinador garante que pelo trabalho desempenhado, a forma como os atletas se aplicaram e a atitude demostrada ao longo da poca, permitem-no chegar concluso que o grupo est muito melhor hoje.

Se derem continuidade a este trabalho e derem a oportunidades de crescimento a estes jovens jogadores, o futuro pode ser ainda muito melhor, porque, no fundo, fizemos tambm uma grande renovao ao nvel da idade dos atletas, e preciso dar tempo, defendeu.

O tcnico dos polcias adianta ainda que este um processo de continuidade e que o futebol no encerra numa poca. Todo o processo de trabalho, de acordo com Pedroto, deve ser contnuo e quem vier a substitui-lo como treinador deve aproveitar aquilo que de bom ficou na sua ptica.

Acho que quem vier atrs de mim vai procurar aproveitar o que de bom deixei, mas se achar que no deixei nada, que faa o seu trabalho. Acho que cabe ao prximo treinador, descobrir o que vai fazer, embora caiba a ns, treinadores, perceber que o futuro do clube est em primeiro lugar, assim como dos atletas e todos unidos formarmos um clube muito forte, elucidou.

BERNARDINO PEDROTO
Era uma honra e orgulho
treinar a Seleco de Angola



Apesar de no ter ainda decidido onde vai trabalhar, aps o fim do vnculo contratual com o Interclube, o tcnico confessou ao JD que gostava de continuar a treinar em Angola.
Sobre os rumores de que apontado como provvel substituto de Gustavo Ferrn no comando dos Palancas Negras, assumiu que era uma honra mas neste momento est apenas concentrado nos jogos que o Interclube ainda tem pela frente.

Tenho dito que o treinador no tem passado, nem futuro, mas sim presente. E, no presente, espero viver estes ltimos dias na equipa do Interclube, da mesma forma como cheguei, com o mesmo entusiasmo e a paixo de sempre, adiantou.

H alguns rumores sobre a minha provvel ida Seleco Nacional de Angola, mas acho um assunto muito delicado e, se sou a pessoa que est a ser sugerida para seleccionador angolano, posso dizer que se vier a ser convidado para treinar os Palancas Negras, era uma honra e vou aceitar com muito orgulho. De momento, o que posso dizer e nada mais, acrescentou Pedroto.

O treinador sublinha, por outro lado, no estar disposto a alimentar especulaes, porque considera-se um treinador coerente e que continua a valorizar os ltimos dias do vnculo contratual com o Grupo Desportivo Interclube.

O meu contrato com o Inter termina este ano e como profissional, estou sujeito a qualquer tipo de convites, seja da seleco ou de outro clube em Angola ou do exterior. Sou profissional, quero continuar a trabalhar e acho que ainda tenho alguma margem para continuar a treinar e espero que isso acontea, esclareceu.

Bernardino Pedroto considera Angola o seu segundo pas e garante j ter dito isso publicamente, pelo que nutre uma grande paixo pelo nosso pas e pelo povo angolano, pela forma acolhedora e hospitaleira como foi recebido desde o primeiro dia que desembarcou no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, em Luanda, contratado pelo ento presidente do ASA, Joo Andrade, com objectivo de orientar a equipa aviadora.


TROFUS
O meu carcter e a sabedoria
so os meus principais ttulos


A folha de servios protagonizada por Bernardino Pedroto no campeonato nacional angolano, no deixa margens para dvidas que das melhores.
O treinador apenas o profissional com maior nmero de ttulos conquistados no Girabola (cinco), trs dos quais alcanados com o ASA e outros dois ao servio do Petro de Luanda.
Apesar do seu currculo, o tcnico dos polcias acredita que existem factores muito mais valiosos numa carreira, que devem ser enaltecidos e no apenas a conquista de ttulos.

No me exalto com as vitrias, nem tenho medalhas, porque as minhas medalhas so os conhecimentos que pude transportar para os meus jogadores, a minha sabedoria e o meu carcter, so os meus ttulos. Isso para mim muito mais importante do que os ttulos que conquistei ao longo deste tempo todo, afirmou, de forma categrica.
Pedroto sente-se, no entanto, na obrigao de partilhar este sentimento de satisfao com todas as pessoas que trabalharam consigo, mas sobretudo com todos os angolanos, pela forma acolhedora que vocs todos, jornalistas e o povo na sua generalidade tm nutrido por mim, sinto-me orgulhoso por este motivo, salientou.

Como retribuio a toda a demonstrao de carinho que tem recebido, o treinador portugus promete manter a humildade e simplicidade porque considera ser mais difcil de alcanar.

Agora, se vou continuar aqui em Angola, porque no. Este foi um pas que sempre me acolheu muito bem. Devo tanto a este pas como profissional e como homem, porque no continuar aqui em Angola a exercer a minha profisso, at no puder mais, admitiu com alegria.

Em jeito de agradecimento, disse que Angola um pas que vai estar sempre no seu corao. Se tiver que regressar ao meu pas ou rumar para outro, de uma coisa tenho a certeza: Angola est sempre no meu corao, porque no posso jamais esquecer tudo aquilo que o povo angolano tem feito por mim, reconheceu.

BALANO
Nossa poca est ganha

Ainda que o Interclube falhe a conquista da Taa de Angola, Bernardino Pedroto considera que o balano positivo. De acordo com o treinador, para uma equipa que renovou o plantel, que teve uma temporada com constantes contrariedades, s pode ser considerada boa, sobretudo pela reestruturao que o plantel sofreu.

No fcil fazer a gesto de uma equipa desta maneira, sobretudo com valores que sentimos, que podiam ser de grande utilidade para a equipa, no fossem estas contrariedades. Em ateno a tudo isso, acho que nos apresentmos a um nvel exibicional agradvel, destacou o treinador da equipa da Polcia, que no esconde tambm a satisfao pela solidariedade do grupo.

Perante todos os problemas que tivemos, entre os quais leses e outros, a equipa esteve sempre unida, coerente e solidria uns com os outros. Diante de tudo isso, acho que foi uma poca excelente, na minha modstia opinio. Ainda que a gente no ganhe a Taa, podemos fazer um balano positivo, porque a nossa poca j est ganha, garantiu Pedroto.
Por outro lado reforou que os treinadores, vivem de resultados, mas os resultados no se medem s pelo facto de termos sido campees.

H colegas meus que tiveram noutras equipas e que fizeram excelentes trabalhos. No s o campeo que faz excelente poca e estou farto de dizer isso. Obviamente que gostava de ser campeo, mas no podem todos ser campees, acrescentou.


BAIXAS NO PLANTEL
Polcias enfrentam
vrias contrariedades


O trinco Elo Wilson e os mdios Vado e Alex Fernandes, j no jogam na presente poca. Os trs jogadores agravaram as suas leses e, por precauo mdica, esto impedidos de continuarem a dar o contributo equipa nesta fase crucial do campeonato.

O facto foi confirmado pelo tcnico Bernardino Pedroto, que voltou a lamentar a situao, sublinhou ser uma imagem que dominou as hostes do clube durante quase toda a temporada.

Alguns jogadores vieram e no foram felizes na sua adaptao ao clube, por isso tivemos que fazer alteraes a meio da poca. Na reabertura das transferncias, acabmos tambm por no ser felizes. O nico jogador que se deu bem foi o Cachy, admitiu.

De recordar que iniciaram a poca com o plantel fechado, mas ao longo do campeonato surgiram alguns contratempos. Comeamos a poca com 29 jogadores e hoje temos apenas 23 jogadores em condies para terminarem a poca, dos quais quatro so guarda-redes. O Alex, Vado, o Elio e o Wilson, j no podem voltar a jogar at ao final da poca.
Paulo Caculo