Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

Estamos no bom caminho

05 de Agosto, 2011

A Selecção Nacional Sénior Masculina de Basquetebol conquistou ontem o primeiro dos dois torneios da Taça Borislav Stankovic, que se disputa na China até ao próximo dia 9. A conquista do troféu representa um sinal claro de que estamos, efectivamente, no bom caminho para o grande objectivo que é a revalidação do título africano da modalidade. Tal como apontavam as previsões, os decacampeões africanos já começam a evidenciar uma certa evolução no capítulo competitivo, se compararmos a prestação que teve nesta competição com a que desbobinou durante o Torneio Internacional de Guimarães, no mês passado em Portugal, marcando o início da fase pré-competitiva dos angolanos.

O facto de ter vencido o torneio em que participaram selecções bem cotadas no ranking da FIBA, todas elas melhor posicionadas, é notadamente prenúncio de que até chegar ao campeonato africano, Angola estará apta para uma vez mais fazer a caminhada vitoriosa para o título. O seleccionador nacional Michel Gomez tinha alertado para não se ter em conta os resultados verificados no Torneio de Guimarães, pois era o começo de uma etapa que atingiria o seu ponto alto na véspera da competição. Alguns especialistas na matéria, apesar de terem feito alguns reparos de ordem técnica e táctica, também desvalorizaram a prestação e os resultados alcançados em Portugal, pois acreditavam, na altura, ser consequência do estágio que a equipa apresentava no momento.

Agora que as coisas se vão consolidando, a equipa nacional faz jus ao que habituou o povo angolano em duas décadas de conquistas: manter inabalável a crença na vitória. A partir de amanhã e até dia 9, os nossos embaixadores voltam a estar em evidência no segundo torneio da Taça Borislav Stankovic, para uma vez mais lutarem pela conquista do ceptro. Não obstante as conquistas terem um sabor sempre especial, nesta fase o que mais conta para a nossa Selecção é mesmo a consolidação das estratégias traçadas pela equipa técnica, e o limar de arestas no capítulo técnico individual, para que no momento da verdade alcancemos o tão almejado 11º título continental, que também nos vai levar aos Jogos Olímpicos de Londres.

Aliás, neste último aspecto, não haja dúvidas de que houve grandes progressos, a julgar pela forma desprendida e aguerrida como se apresentaram os nossos bravos rapazes, uma vez mais em comparação com o torneio de Guimarães, o que justificou o erguer do troféu na Borislav Stankovic. Portanto, estamos em crer que as condições estão praticamente criadas e os resultados alcançados no primeiro torneio da Taça Borislav Stankovic mostram que estamos no caminho certo.