Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

Fazemos do trabalho a estratgia de vitria

Valdia Kambate - 25 de Agosto, 2010

Jos Pereira Kid pretende revalidar o ttulo

Fotografia: Jos Cola

O Campeonato Nacional de Andebol está à porta.Vai revalidar título de campeão nacional?
Esse é o nosso grande objectivo para esta época.Somos campeões em título e estamos a preparar-nos para conseguir revalidar o título. Sei que vai ser difícil, pois existem outras equipas que também se preparam para alcançar o mesmo objectivo. A nossa meta é reconquistar o título.

Qual a estratégia a utilizar para vencer o campeonato?
Trabalho. Temos de trabalhar bem para podermos fazer em campo tudo aquilo que estamos a preparar e transformar os jogos em vitórias. Por isso, fazemos do nosso trabalho diário a nossa estratégia de vitória.

Quais os reforços para esta época?
Por enquanto, temos o Francisco Marçal, uma referência do nosso andebol.É um atleta humilde e trabalhador, que vem dar maior dinamismo à equipa.

E os atletas Manuel Dias e Filipovic?
Praticamente, está tudo acertado.Os atletas também já deram a sua palavra, mas a verdade é que, até agora, não fizeram qualquer jogo. Estamos à espera, porque são jogadores de valor reconhecido.Apesar disso, temos um bom grupo que dá conta da situação. 

Vão contar com jogadores estrangeiros?
Não.No ano corrente, queremos apenas contar com atletas nacionais, porque temos bons jogadores no país, que estão a dar conta do recado.Aliás, o nacional é bom e todos nós gostamos.

Está ciente das dificuldades que vai encontrar para revalidar o título?
Claro.Vai ser muito difícil revalidar o título, porque há outras equipas, como o Interclube, uma equipa nova e a melhor de andebol em Angola. Está constituída por jogadores experientes e tem um forte investimento, que a torna na mais séria candidata ao título. Agora, cabe-nos lutar para revalidar a coroa, pois temos jogadores bons e humildes, com capacidade para conseguir o nosso desejo.

Quais as metas para este ano, a nível das competições africanas?
Vamos trabalhar mais para que o bom-nome do nosso clube continue a vingar em África. No ano passado, fizemos um bom campeonato e vamos procurar repetir isso. Como disse, para esta época, o trabalho vai definir os nossos anseios.

Existe algum projecto ou sonho que gostaria de realizar?
Um dos meus sonhos está a acontecer desde o ano passado. Não projecto o meu futuro, prefiro dedicar-me de corpo e alma ao Kabuscorp para alcançar o sucesso do clube.Tenho alguns desejos, mas isso é uma vontade pessoal.

Estágio na europa 
 
Como está a preparação do estágio na Europa?
Vamos para o Luxemburgo, para participar num torneio, a partir de 4 de Setembro.Teremos 15 dias de preparação e auguramos atingir os níveis competitivos necessários nesse estágio.

Quantos jogos vão fazer na Europa?
De oito a 10 jogos de preparação com equipas da primeira linha da Europa. A partir do dia 4, vamos participar no torneio quadrangular no Luxemburgo. Depois, vamos para França, onde vamos fazer dois jogos, seguiremos posteriormente para a Bélgica e Alemanha, para defrontar os respectivos campeões.É dessa foma que vamos preparar a equipa, fazendo jogos com os grandes da Europa.

Qual a vantagem do estágio?
A grande vantagem é ter a equipa concentrada durante mais de 15 dias.A segunda, é que teremos um bom número de jogos difíceis, o que vai dotar os atletas de maior rodagem e vai fortalecer o grupo.E mais: os jogos vão unir o grupo e ajudá-lo a sair daquela situação em que ficámos várias semanas sem jogar, antes do campeonato provincial.

Kabuscorp Futebol Clube
é uma "equipa aguerrida"

Como define esta equipa do Kabuscorp?
Kabuscorp tem uma equipa aguerrida, batalhadora, os jogadores têm muitos anos de andebol e boas bases. No próximo campeonato, a equipa vai dar boa resposta em termos de resultados.

Em que situação está o andebol no Kabuscorp?
Está bom. Os resultados obtidos na época passada e a qualidade de jogo apresentada foram motivo de orgulho para os adeptos do Kabuscorp. Acredito muito na manutenção desta qualidade, se os atletas mais influentes orientarem as suas mentes só para o trabalho.

Quando aceitou o convite para treinar a equipa, sabia das condições de trabalho à sua disposição?
Sabia. Tanto é assim que fizemos um bom trabalho e conseguimos vencer o campeonato. Neste momento, utilizamos o campo da Cidadela Desportiva para treinar e, graças a Deus, não há motivos de reclamação.

O que tem a dizer da celeuma, em termos financeiros, que viveram recentemente?
É verdade que vivemos esse problema há pouco tempo. Foi uma questão administrativa, que foi superada por um presidente activo que, no momento certo, soube resolver a questão.

Os salários e contratos dos atletas estão em dia?
Embora, como treinador, a minha missão seja treinar a equipa e não falar de questões administrativas, posso dizer-lhe que quase todos os salários e contratos dos atletas estão em dia.
 
Como caracteriza a qualidade da competição e dos participantes?
 Vai ser boa. Embora ainda não haja jogos, garanto que a competição vai ser boa, a julgar pelos investimentos que alguns clubes estão a fazer, como o Interclube, uma equipa nova, constituída por grandes jogadores. Por essa razão, antevejo um bom campeonato. A qualidade está a aumentar a cada ano. Se recuarmos um pouco no tempo, veremos que, durante muito tempo, o andebol masculino não era falado.Hoje, a modalidade, em masculinos, está presente, e a crescer a cada ano. Num espaço temporal de dois anos, vamos ter mais equipas no país.

Quais são as expectativas para a nova época?
A minha primeira grande meta é ganhar os primeiros jogos do campeonato para dar maior confiança aos jogadores.

Quais as equipas mais fortes?
O Interclube e 1º de Agosto aparecem como os grandes candidatos ao título. São também aquelas que apresentam um suporte financeiro elevado e conseguiram contratar bons atletas.Creio que vamos ter um campeonato muito competitivo este ano.

Está a dizer que há uma aposta séria no andebol?
Sim. Os clubes grandes estão a realizar uma aposta muito forte no andebol, o que enriquece a modalidade e permite aos jogadores tornarem-se profissionais de elevada qualidade. Por outro lado, temos outros clubes, como Kabuscorp, que para se manter competitivo, trabalha ainda mais e com mais afinco a fim de ombrear com as grandes equipas. Logo, esta conjugação leva ao aumento da competitividade e qualidade do campeonato.

Existem atletas com potencial para construir uma equipa forte?

Existem alguns atletas que podem chegar a um nível bom, se trabalharem em quantidade e qualidade.Deposito esperanças no crescimento de jovens que demonstram vontade de triunfar, são exemplos de trabalho dentro do grupo e têm um elevado protagonismo. Espero que continuem assim.Há jogadores que criam outro tipo de mentalidade e é importante que rapidamente se orientem para o alto rendimento a fim de ganharem espaço dentro da equipa.

"Confesso que me comovi
com a atmosfera dos jogos"

>> Por dentro …

Nome:
José Adelino Brás Pereira
Data do nascimento: 30/05/1973
Naturalidade: Benguela
Nacionalidade: angolana
Estado civil: solteiro
Filhos: um
Altura: 1,80m
Peso: 85kg
Clube: Kabuscorp FC
Tempos livres: Viajar para Benguela
Clubes no qual jogou: 1º de Maio, Inter de Benguela, Dínamo de Benguela, 1º de Agosto, GD Banca, juventude de Lins, FC de Gaia, Alto Moinho, Sporting da Horta, Sport Lisboa e Benfica.