Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

"Há poucos incentivos para as modalidades consideradas pobres em Angola"

João Francisco On-Line - 06 de Maio, 2013

Dirigente defende que os desportos

Fotografia: Jornal dos Desportos

Alexandre Diogo Gaspar, 52 anos, é vogal de Direcção do Vitória Seguros de Angola (VISA), agremiação desportiva vinculada a Empresa Nacional de Seguros de Angola (ENSA) localizada no Bairro Azul, na Samba, em Luanda, que além de fazer desporto corporativo, virado ao aproveitamento dos tempos livres e lazer dos trabalhadores da empresa seguradora, patrocina diversas actividades de “alta competição” por ocasião dos seus aniversários. Segundo Alexandre Diogo, o VISA surgiu da fusão entre o Belenenses da Samba e o Clube Vitória da Samba e foi fundada a 03 de Junho de 1983, sob os auspícios da ENSA.

“Ao longo dos trinta anos (30) de existência os Órgãos Sociais do Vitória Seguros de Angola (VISA) sempre foram trabalhadores da ENSA, SA e eleitos pelos próprios trabalhadores na qualidade de sócios do Clube, como eu que ocupo o cargo de vogal de Direcção para o Desporto”, revelou. De acordo com aquele dirigente, o VISA tem marcado igualmente a sua presença em provas oficiais do desporto federado nas modalidades de Andebol em ambos os sexos com os escalões de Iniciados, Juvenis e Juniores em masculino e, inciados feminino. O Futebol e Basquetebol fazem parte das actividades recreativas e de lazer dos trabalhadores. 

Por ocasião do 35º aniversário da ENSA, assinalado a 15 de Abril deste ano, aquele dirigente defendeu que o desporto em Angola não devia ter assimetrias como as que existem actualmente no nosso mosaico desportivo. O Desporto em Angola carece de incentivos para as modalidades de sala ou aquelas que consideramos modalidades pobres, como por exemplo, o boxe, xadrez, canoagem e mesmo o atletismo, entre outras. Devíamos olhar com maior seriedade e apoia-las”, disse. 

PING PONG
“ Os sócios do VISA devem regularizar
as suas quotizações”


Jornal dos Desportos: Qual é a mensagem que deixa aos sócios do VISA?

Alexandre Gaspar: Apelo aos nossos associados ao cumprimento escrupuloso dos regulamentos e dos estatutos do Clube, cujo principal pressupostos é o pagamento das quotizações, bem como participar com ideias construtivas para o engrandecimento do Clube.

JD:  Quais os valores destas quotizações
AG: Temos um valor simbólico que varia entre os 50 à 200 Kuanzas. Varia em três categorias ( A, B e C). De resto, a ENSA na qualidade de patrocinador exclusivo da agremiação suporta as outras despesas resultantes da realização das modalidades que fazem parte do nosso mosaico desportivo.

JD: Qual é a perspectiva de expansão desportiva do VISA?
AG: O Objectivo é termos uma agremiação Nacional, porque onde há agências da ENSA, existe um núcleo desportivo para os seus trabalhadores.

JD: Quer deixar uma palavra sobre a realização do 41º Campeonato Mundial de Hóquei em Patins em Angola ?
AG: Acho um projecto bastante louvável, até porque será a primeira vez em África. De resto é o concretizar de um sonho que já estava previsto realizar-se em Angola em 1974.

BILHETE DE IDENTIDADE
Nome completo: Alexandre Diogo Gaspar
Filiação: Diogo Gaspar e de Beatriz Nhanga
Data e local de nascimento: Luanda, a 23 de Janeiro de 1961
Estado Civil: Casado
Filhos: Nenhum
Altura: 1.60 m
Peso: 80 kg
Calçado: 42
Cor: Preta
Prato: Massa com todos
Bebida: Vinho
Clube do coração: VISA
Perfume: Azzado
Alguma vez mentiu: Sim
Religião: Não pratica

ELENCO DO VISA
PCA da ENSA é o presidente da Mesa da Assembleia

O Vitória Seguros de Angola tem um elenco de Corpos Gerentes com três órgãos (Mesa da Assembleia Geral, Direcção e Conselho Fiscal), onde o actual Presidente do Conselho de Administração da ENSA, Manuel Joaquim Gonçalves ocupa a presidência da Mesa da Assembleia Geral, ainda João Freitas (Vice - Presidente) e Isilda de Almeida (Secretária). A Direcção é presidida por Helena Francisco, Daniel Segunda ( Vice- Presidente), Arsénio Fernandes( Secretário Geral), Alexandre Gaspar ( vogal para o desporto), Augusto Tito Mateus( vogal para Cultura), Aida Gonçalves( Directora regional sul), David Salvador ( Director regional centro).  O Conselho Fiscal é presidido por Mário Xicato e tem ainda os vogais, António Cristo e Bettencourt Manuel.