Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

Isabel Major garante condies para a Seleco

Hlder Jeremias - 15 de Junho, 2013

Secretria-geral garante prontido da Federao Angolana de Basquetebol na preparao das seleces

Fotografia: Nuno Flash

Isabel Major é o nome por que responde uma das mais célebres atletas que o basquetebol nacional conheceu. Além de várias proezas conquistadas nas quadras de jogo, destacam-se no seu palmarés o facto de ser a primeira vice-presidente para o basquetebol feminino da federação, cargo que exerceu em 1992. Hoje, secretária-geral no consulado de Paulo Madeira, a velha glória da “bola ao cesto” é uma mulher atarefada com os trâmites da preparação das selecções nacionais com vista os campeonatos africanos. Abordada pelo Jornal dos Desportos, a executiva da FAB garantiu que “tudo corre a preceito.” Atente à entrevista:

Estamos prestes a dar início ao primeiro micro ciclo de preparação das selecções nacionais com vista os campeonatos africanos nas distintas categorias. A nível da selecção sénior masculina, como é que estão os preparativos?

“Tudo está a ser preparado com a devida antecedência e cautela, pelo que a equipa segue amanhã (dia 17) para a província do Bié onde vai fazer uma semana de preparação. O governo da província já criou as condições locais para a recepção da delegação. Nós procedemos à aquisição dos bilhetes de passagem e tudo indica que na devida altura a selecção deixa a capital do país para aquela província.”

Está previsto algum jogo de demonstração no Bié?

“Esta possibilidade é remota, uma vez que nesta altura o mais importante é recuperar a forma física dos atletas, pois o facto de terminar recentemente o campeonato nacional implica que as lesões ainda não estejam recuperadas na sua totalidade. Porém, de acordo com o plano de trabalho da equipa técnica, a equipa pode ser repartida para efectuar um ou dois jogos treino.”

Quais foram as razões que estiveram na base da escolha da província do Bié como palco da primeira etapa de preparação dos deca campeões?
“Nós contactámos vários governos províncias para o efeito e o Bíe prontificou-se de imediato em receber a selecção. Ficamos satisfeitos porque aquela província tem condições para o trabalho ser levado a cabo pela equipa técnica e decorra sem qualquer sobressalto.
Depois do Bié a equipa segue para a província de Benguela e de seguida regressa a Luanda, onde vai cumprir uma fase que antecede a ida a Espanha, país onde vai efectuar a etapa derradeira da preparação. Portanto, estão criadas todas as condições para que todas as fases sejam cumpridas com base no programa apresentado pelo seleccionador nacional e os seus auxiliares.”

  Os atletas Yanick Moreira e Valdelício Joaquim, que ainda se encontram a estudar no exterior do país, integram a tempo a selecção?

“Como já me pronunciei em ocasiões anteriores, esta situação continua dependente do interesse académico dos atletas. Por isso estamos a procurar um equilíbrio para que a vinda seja feita sem interferir nos interesses académicos. Tratam-se de jovens que frequentam instituições sobre as quais não temos o controlo, mas encetamos contactos regulares com eles, para que a sua inclusão na selecção seja uma realidade.”

A nacionalização do extremo poste Reggie Moore é um facto?
“Está tudo tratado e a qualquer momento o Reggie Morre vai estar em posse do bilhete angolano.”
Como está a ser feita a preparação da selecção sénior feminina para o Afrobasket que Moçambique vai albergar no mês de Setembro?
“Com este propósito, marcamos um encontro com o seleccionador Aníbal Moreira, durante o qual todos os pormenores vão ser analisados para que nada falte à selecção. No entanto, a direcção da federação vai procurar colocar os meios necessários ao dispor da equipa, à semelhança das selecções de sub-16, em ambos os sexos, que também têm os respectivos compromissos a nível do continente.”

O técnico Aníbal Moreira mostrou-se preocupado pelo facto dos prémios pela conquista do Africano de 2011, ainda não terem sido pagos. Como é que a direcção da federação está a resolver esta situação?

“Eu aproveito esta oportunidade para corrigir que esta não é uma dívida herdada da direcção anterior. Trata-se de uma promessa do Ministério da Juventude e Desportos que não foi entregue em tempo oportuno, tanto é que, repito, a direcção anterior já estava a fazer demarches no sentido de sanar a questão e o elenco actual procura dar continuidade, junto do ministério de tutela, por formas a resolver a questão.”