Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

Jovic prioriza o "branco"

Jorge Neto - 26 de Agosto, 2016

Militares tentam conquistar trofu que se disputa sbado e domingo no estdio dos Coqueiros

Fotografia: Nuno Flash

O técnico Dragan Jovic vai aproveitar a competição em que disputarão dois jogos, o primeiro diante do arqui-rival Petro de Luanda, amanhã às 15h00, o segundo com o Kabuscorp do Palanca ou o Progresso Sambizanga, no domingo, ambos no estádio dos Coqueiros, para dar mais minutos a alguns jogadores que têm disputado poucos desafios.

A paragem de 19 dias que o Campeonato Nacional vai registar devido ao engajamento dos Palancas Negras na corrida para o CAN de 2017, no Gabão, surge após um jogo em que os militares apresentaram um bom futebol e este torneio chega em boa altura, para minimizar o período de interregno.

Além dos jogadores já habituais nas opções do técnico bósnio, terão oportunidade atletas como Romaric, Patrick, Makiavala, Milambo, Bruno, Nelson, Manucho Dinis, Mingo Bile, Lambito, Mona, Gui e Cirilo.

Manter a equipa competitiva, sem perder o foco principal, que é o Girabola Zap, apresenta-se como o principal objectivo dos rubro-negro que vão para o torneio da FESA com a missão de ganhar, fazendo jus às palavras do presidente de direcção, Carlos Hendrick, que "o 1º de Agosto entra para ganhar em todas as competições onde estiver envolvido".

Durante as sessões de treino, o técnico Dragan Jovic tem realçado a conversa com os jogadores, procurando maximizar as qualidades dos mesmos em campo em proveito da equipa. Por outro lado, os jogadores têm consciência de que deverão evitar lances que perigam a sua integridade física, numa altura decisiva para o campeonato, avança para a sua recta final.

As oito jornadas para o término do Girabola Zap fazem com que todas as cautelas sejam poucas para garantir que os jogadores que compõem o "núcleo duro" da equipa estejam nas suas perfeitas condições físicas.

No Girabola Zap,o 1ºde Agosto lidera a tabela de classificação com 47 pontos, à frente do Recreativo doLibolo com 44. Napróxima jornada,23ª, defronta o Sagrada Esperança da Lunda Norte.


APITOU EM CALULO
Conselho Central suspende
árbitro Mauro de Oliveira


O trio de árbitros que dirigiu o jogo entre o Recreativo do Libolo e o 1º de Agosto, no passado sábado, na vila de Calulo, cujo resultado foi empate sem golo, está suspenso por tempo indeterminado, soube-se de fonte federativa. Trata-se de Mauro de Oliveira (árbitro principal), Luís Mateus e Domingos Francisco (assistentes).

O juiz Mauro de Oliveira, da província de Luanda, não terá assinalado três supostas grandes penalidades, uma a favor do Recreativo do Libolo e duas para a formação do 1º de Agosto.

De acordo com o presidente do Conselho Central de Árbitros de Futebol de Angola (CCAFA), Agostinho Muluta Prata, em declarações à Angop, o tempo a ser aplicado ao trio de arbitragem será até 45 dias no mínimo, mas a decisão final foi determinada quarta-feira à noite, em reunião semanal do órgão que rege a modalidade no país, sem, contudo, transpirar algo para fora.

Quanto ao árbitro Nuno Eduardo, que apitou o encontro entre o Porcelana FC do Cazengo e Petro de Luanda (0-1), Muluta Prata referiu que o juiz teve uma decisão normal na marcação da grande penalidade já na ponta final da partida a favor dos tricolores.

O 1º de Agosto lidera o Campeonato Nacional com 47 pontos, mais três que o Libolo no segundo lugar. A formação do Porcelana FC do Cazengo, com 17, ocupa a última posição da tabela de classificação.