Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

No mundial de Hóquei 2013 vamos aprender com os melhores do mundo

João Francisco - 18 de Janeiro, 2013

Pedro Miguel Sarmento, 15 anos, ou Bebú tem aparecido a exibir-se com rigor, com patins nas pernas e stick na mão

Fotografia: Jornal dos Desportos

O “miúdo”, como nos conta, começou a praticar o Hóquei em Patins na escolinha de hóquei 2000, localizada na Vila Alice, próximo do largo do Amor, pela mão do seu actual treinador, Man Jó.  “O mister Alberto Jorge ou Man Jó deu-me os patins e foi-me buscar a minha casa. Ensinou-me a patinar, tentei várias vezes e até hoje represento a equipa da Académica de Luanda em Juvenis”, disse. Sobre o seu nome diminutivo “Bebú”, este contou-nos que a sua mãe o apelida assim por ser “bebucho” (um tanto obeso) e a alcunha permanece até hoje.

Bebú está igualmente ansioso em representar a equipa, a Académica de Luanda, que o acolheu desde 2007, no Campeonato Nacional de Juvenis que se disputa desde quinta-feira no Lobito, onde espera contribuir para a melhoria do segundo lugar alcançado nos últimos anos. “Já disputei seis campeonatos nacionais nos escalões de formação. Este será o meu sétimo Campeonato e, na qualidade de defesa, posição que jogo por opção do meu treinador, o mister Jó, tenho consciência que desta vez tenho que organizar melhor o jogo e distribuí-lo da melhor forma para que no final consigamos melhorar a nossa classificação em relação às edições anteriores”, sublinhou o hoquista.


ACOMPANHAMENTO
Todos fazem a sua parte


Pedro Sarmento diz que ele e os seus colegas sentem-se confortados pelo facto da Federação Angolana de Patinagem (FAP) realizar regularmente provas nos escalões de formação e o clube comparticipar na aquisição dos equipamentos. “O clube fornece-nos maioritariamente o equipamento. Vezes há que nós comparticipamos na compra dos mesmos com apoio dos nossos pais. Por exemplo, os patins, luvas, caneleiras, joelheiras, stick, foram-nos dados pelo clube através do treinador”, disse. Em relação aos seus pais, Bebú disse que: “Já estive para desistir, mas foi graças aos meus encarregados de educação que continuei, particularmente o meu pai, que insistiu e incentivou-me a continuar, encorajando-me a ser bom jogador”. “Muitas vezes é ele, o meu pai, que me leva aos treinos no Dream Space no Kikuxi, no município da Viana” , concluiu.


PERGUNTAS E RESPOSTAS


Jornal dos Desportos: O que achas do mundial de hóquei em patins?

Bebú: Acho que será um grande trunfo para Angola, uma vez ser a primeira vez que um evento do género se disputa no continente africano e a honra coube a nós.

JD: Quais são as vantagens para os hoquistas do teu escalão com a realização do mundial?
Bebú: Ganhar experiência. Apreciar a técnica dos melhores hoquistas do mundo e tentar tirar proveito desta aprendizagem.

JD: Quem consideras favoritos para o Mundial que Angola vai organizar?
Bebú: É difícil apontar um favorito. Há muito boas equipas a tentarem vencer a prova, portanto, não me atrevo a apontar nenhuma.

JD: E quanto à participação de Angola?
Bebú: A nossa selecção tem que trabalhar muito para fazer boa figura. Tem que tentar fazer uma classificação que justifique as suas boas participações nas provas internacionais que disputa mesmo no exterior do País.

JD: Quem mais admiras no hóquei em patins?
Bebú: Alberto Jorge (Man Jó), que foi jogador do Petro e se transferiu para a Académica de Luanda, onde findou a carreira. Actualmente treina os escalões de formação da Académica de Luanda.

JD: Como vês a liderança do presidente da Federação Angolana de Patinagem, Carlos Alberto Jaime Pinto (Calabeto)?
Bebú: Foi bom, ele ter vencido novamente as eleições. Está a fazer um bom trabalho e não é por acaso que Angola vai organizar o primeiro Mundial de Hóquei em Patins. Faço votos que continue no bom caminho, para o bem da modalidade.

JD: Como está a caminhar o hóquei em patins nos escalões de formação?
Bebú: Em juvenis, que é a minha categoria ou escalão, estamos no bom caminho. Existe formação de base e competições regulares. Temos igualmente muitos praticantes e admiradores.


POR DENTRO

Nome completo: Pedro Miguel Sarmento
Filiação: Violante Francisco Miguel e de Luís Filipe Nunes Sarmento
Estado civil:Solteiro

Local e data de nascimento: Aos 16 de Junho de 1997, na Vila Alice, Luanda.
Irmãos: Quatro irmãs
Altura: 1,56m
Calçado: 43
Perfume: Azarro
Filme: Acção
Prato preferido: Arroz de pato ou de tudo um bocado
Bebida: Sumo e gasosa
Tem namorada: Não. Ainda não arranjei.
Diversão: Brincar com os amigos. Jogar futebol aos domingos, quando não há provas de hóquei.
Religião: Mundial. Este ano ainda não fui à Igreja.