Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

Organizadores do maior passeio ciclístico do mundo "namoram" autoridades angolanas

João Francisco - On-line - 06 de Abril, 2013

Diamantino Nunes, presidente da organização do maior passeio em bicicleta do mundo

Fotografia: Jornal dos Desportos

Diamantino Nunes, presidente da organização do maior passeio em bicicleta do mundo, denominado World Bike Tour (WBT), confirmou ao Jornal dos Desportos a intenção de trazer o evento a Angola nos próximos tempos, depois de já ter passado por Portugal, Espanha e Brasil, onde este ano estão a realizar em duas cidades, primeiro no Rio de Janeiro e depois em Brasília. 

De acordo com aquele aficionado das bicicletas, os próximos projectos da WBT passarão naturalmente pelo continente africano e, particularmente em Angola, cujas autoridades desportivas foram convidadas a estar presentes ao mais alto nível, no evento realizado no Rio de Janeiro em Fevereiro e Março deste ano, cuja delegação foi chefiada pelo ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba, aguardando-se apenas que aquela organização formalize oficialmente as suas intenções.

“A curto e médio prazo queremos garantir a existência de um WBT em todos os continentes. Várias cidades se afiguram como candidatas, sendo para nós uma enorme satisfação verificar o interesse de Angola em receber uma etapa do projecto”, confirmou.

Importância da
realização do
evento em Luanda

Para Diamantino Nunes, de acordo com a realidade angolana ao nível da mobilidade, a existência do WBT parece fundamental para a discussão de uma nova visão ao nível do uso da via pública.
“A bicicleta, como se prova em alguns países, não é a solução para o trânsito das cidades, mas faz parte da solução. Como projecto extremamente mediático, este chamará a atenção para uma nova visão de mobilidade e contribuirá para colocar ainda mais na discussão pública questões ligadas à prática de exercício físico, inclusão, saúde, ambiente, entre outros. Temas que, nos diferentes eventos que fazem parte do projecto, são realçados e incutem nos cidadãos um espírito ainda mais construtivo”, adiantou.

Segundo Diamantino Nunes, para o WBT foi uma honra muito grande ter contado com tão prestigiante comitiva angolana, chefiada pelo ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba, no evento do Rio de Janeiro.
“Os angolanos, particularmente o senhor ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muamdumba, transmitiram alegria contagiante e deram prova do interesse em levar o projecto para Angola, indo ao encontro dos objectivos do WBT em poder contar com Angola na rota deste grande evento”, afirmou.


TRAJECTÓRIA
WBT nasceu em Lisboa em 2006


O WBT nasceu em Lisboa em 2006, com o propósito de promover hábitos de vida saudável através da bicicleta, vista não apenas como uma forma de lazer, mas como transporte ideal para distâncias curtas.
“Várias acções compõem o projecto e que termina com um mega passeio ciclístico, com a particularidade dos participantes levarem para casa o kit WBT, constituído por t-shirt, capacete, mochila e bicicleta”, disse Diamantino Nunes .

O presidente do WBT acrescentou: “Foram vários os eventos realizados desde a primeira edição do World Bike Tour em Lisboa. O nosso propósito sempre foi fazer do projecto uma manifestação de amizade, companheirismo, espírito de grupo e de conquista permanente de uma vida mais saudável e inclusiva. Trabalhamos diariamente para tornar o WBT mais rico e ambicioso, tentando conseguir a participação de todos, independentemente de raça, credo e condição física”.

De 2006 a 2008 aconteceram as edições em Portugal, nas cidades de Lisboa e Porto. No final de 2008, a primeira edição internacional, Madrid. Em 2009, chegou a vez de atravessar fronteiras marítimas. São Paulo (Brasil), foi a primeira cidade além-mar a realizar a edição do WBT, que originou a abertura de ciclofaixas e ciclovias para comportar o aumento de bicicletas colocadas nas ruas e que foram distribuídas pelo WBT, disse Diamantino Nunes.
“Em 2012 aconteceu a primeira edição no Rio de Janeiro e agora em 2013 será a primeira edição em Brasília. Novas cidades estão na calha para receberem o projecto.”


PING – PONG
Participantes do WBT ficam com o kit completo no final do passeio

Jornal dos Desportos: Até agora está limitado à Europa (Portugal e Espanha) e América Latina (Brasil). Quais os próximos países para o WBT?
Diamantino Nunes: A complexidade logística de uma iniciativa deste género implica um forte investimento das entidades locais para a sua realização. Procuramos ir ao detalhe no processo organizativo, aprimorando um projecto que é inédito e que marca as cidades por onde passa. A realização do WBT em todos os continentes não é apenas um sonho mas sim uma real convicção de que num curto prazo tal irá ocorrer.

JD: Quem é Diamantino Nunes?

DN: Diamantino Nunes é um empresário que visa alcançar os seus objectivos, na maioria das vezes para benefício alheio e não em causa própria. Liderou dezenas de projectos de eventos de grande dimensão em Portugal, nas mais variadas modalidades. Actualmente tem no WBT o seu principal foco, em virtude do ineditismo da iniciativa e dos valores a ele associados.

JD: Fale um pouco das iniciativas do WBT no Brasil.
DN: Além de um grandioso passeio ciclístico, promovemos um Seminário Internacional, onde são trocadas experiências diversas de convidados palestrantes de vários países. Promovemos também o Road Show, camião itinerante, onde as pessoas têm oportunidade de andar de bicicleta e ter aulas de spinning (bicicletas fixas no solo) gratuitamente.

JD: Quer explicar melhor o que é a Volta ao Mundo em Bicicleta sem sair do país onde o evento é realizado?

DN: Nesta Volta ao Mundo, que traz à mente o pensamento sobre a ecologia e a sustentabilidade, as pessoas pedalam em bicicletas fixas numa estrutura - tipo carrossel - e dão a volta virtual ao mundo. Promovemos também o Passeio da Inclusão, com figuras públicas sem deficiência que passam por deficientes e que utilizam transportes públicos numa cadeira de rodas, estando de olhos vendados.

JD: E o evento reservado às crianças?
DN: Acreditamos que é de pequeno que se aprende as coisas boas e então promovemos também o passeio para as crianças, em que elas têm a oportunidade de levar para casa todo o kit WBT (camiseta, mochila, bicicleta e capacete). O World Bike Show é um grandioso espectáculo de música em que o público pedala para gerar energia, a fim de minimizar os gastos do próprio show. É outra das iniciativas de um vasto leque que caracterizam o projecto em qualquer cidade por onde passa.


POR DENTRO

Nome completo: Diamantino José Vieira Nunes
Filiação: Diamantino Bola Nunes e Rosa da Graça Vieira Nunes
Local e data de nascimento: Ílhavo (Portugal), aos 18 de Janeiro de 1975
Peso: 84 kg
Altura: 1,88 m
Número do calçado: 43
Prato preferido: Canja de galinha
Bebida: Água
Tempos livres: Praticar desporto
Cidade preferida: Aveiro
País: Portugal
Ídolos: Mãe e pai.
Clube preferido ou do coração: Benfica
Alguma vez mentiu? Sim
Desejo/sonho: Inexistência de fome e sofrimento devido a doenças