Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

"Piscina do Alvalade requer ateno redobrada do Minjud"

Joo Francisco -On-line - 02 de Junho, 2013

Joaquim Pestana secretrio-geral da FAN

Fotografia: Jornal dos Desportos

Quem não o conhece fica incrédulo, pois é uma pessoa que requer “cuidados especiais”, usa “uma canadiana” para apoio na deslocação. Foi na piscina do Alvalade onde o conhecemos há muito tempo, onde se sente como “peixe na água” . Trata-se de Joaquim Pestana da Costa (Judas), 49 anos, ou simplesmente Joaquim Pestana, como é conhecido nas lides desportivas, concretamente na natação, eleito Secretário-geral da Federação (FAN) para o quadriénio 2012-2016.

Joaquim Pestana começou a praticar natação em Outubro de 1997, na piscina do Alvalade, por intermédio de César Ribeiro Tadeu que o levou para aquele recinto desportivo, que antigamente era um verdadeiro complexo náutico, com uma piscina olímpica, outra de 25 metros e ainda outra de menor dimensão para criança, como ele próprio nos contou.

“Quando cheguei a piscina do Alvalade, devia ter os meus 16 anos e, eu adorei ver aquela gente toda a nadar e aí entusiasmei-me”, recorda-se.

Segundo o actual Secretário-geral da FAN, foi atleta e treinador do clube naval de Luanda, que considera o seu clube do coração. “Fui também professor das escolas de natação na piscina de Alvalade, treinador no clube 1º de Agosto e da selecção nacional feminina”, disse com um semblante de satisfação e dever cumprido.

No dirigismo desportivo antes de Joaquim Pestana ocupar o actual cargo, passou por vários outros cargos na FAN, enfim, podemos afirmar sem medo de errar que como dirigente, percorreu praticamente todos os lugares da modalidade.

“Não gostaria de comentar, o actual estado da Piscina do Alvalade uma vez que já fui director daquele complexo desportivo, mas sugiro que os dirigentes desportivos do Ministério da Juventude e Desporto (Minjud) prestem uma especial atenção ao local em prol da natação”, alertou.


MOMENTOS
Treinador das selecções nacionais
e Jogos Olímpicos de Seul


Joaquim Pestana viveu os momentos mais emocionantes da sua carreira como treinador da selecção nacional de natação de 1985 a 1991 e esteve nos jogos olímpicos de Seul.  Reconhece ter constituido uma autêntica “família” no seio de colegas de equipa de trabalho, como Laureano Abílio, César Ribeiro,     António Monteiro, Jorge Dias, Mariano Santos, Merlin de Matos, entre outros antigos praticantes e treinadores que passaram pela natação angolana.

“Como treinador também vivi bom e muitos momentos emocionantes, quando conquistei os campeonatos com o Naval, 1º de Agosto e a conquista de medalhas no 1º campeonato africano em Harare em 1988. Como atleta contribui para que o Clube Naval de Luanda fosse por vários anos campeão Municipal, Provincial e Nacional, ” referiu.

O novo gestor da FAN acredita que um dia ainda será construída em Angola uma piscina com dimensões olímpicas que sirva única e simplesmente os interesses da natação Angolana.

MEMÓRIAS
 Joaquim Pestana afirma que quando passar à “reforma” vai continuar a dar os seus conselhos às novas gerações, sempre que solicitado.
O antigo praticante/ treinador, tem o curso médio de jornalismo, porém não exerce a profissão dedica-se apenas à natação, modalidade que ocupa todo o seu tempo.
“Para a minha família, neste caso a esposa, a natação chegou a ser considerada uma rival, porque consome muito tempo mas agora tudo lá em casa está mais calmo, até porque os nossos filhos também gostam e fazem natação”, justificou.

Na óptica de Joaquim Pestana Marcos Gil, Mat Biondi (americano) que teve o privilégio de conhecer nos jogos olímpicos de Seul (Coreia do Sul) em 1988, foi um grande senhor da natação mundial.


OLIMPISMO
10 º membro individual
do COA mais votado


Na condição de Secretário-geral da Federação Angolana de Natação (FAN), Joaquim Pestana, concorreu como membro individual do Comité Olímpico Angolano (COA ) a 10 de Maio de 2013 e, foi o décimo ( 10º) membro mais votado, com 156 votos, entre quarenta e seis ( 46) efectivos e sete ( 7) suplentes, num total de cinquenta e três ( 53) integrantes, o que espelha a popularidade deste dirigente.

Ao grupo de Joaquim Pestana, vão juntar-se os membros que fizeram parte das anteriores olimpíadas (2008-2012) para no dia 10 deste mês votarem numa lista única a Comissão Executiva do COA, encabeçada pelo Presidente cessante, Gustavo Vaz da Conceição, para enquadramento dos corpos gerentes da organização para o ciclo 2013-2016.


PING- PONG

Quais são os verdadeiros ganhos com a realização do Campeonato Mundial de Hóquei em Angola?
O País ganha muitas infra-estruturas desportiva. A rede hoteleira e o turismo vão florir durante o período de realização do evento, e não só. Será a oportunidade de darmos a conhecer ao mundo os nossos hábitos e costumes.

Realmente quais as possibilidades de Angola no 41º Campeonato Mundial de Hóquei em Patins?
Primeiro representar condignamente o Pais no evento e conseguir, chegar aos quartos de finais.

Quer apontar favoritos?
Portugal, Espanha, Itália e Argentina.

Angola está em condições para este grande evento desportivo?
Sim. Se a Federação Internacional atribuiu o Campeonato ao nosso País é porque desde já estamos em condições para tal desafio.

Qual será o seu contributo ao longo do evento?

Divulgar ao máximo na Net a realização deste Campeonato Mundial, contribuir noutra área que possa ajudar a organização para o êxito do evento, do hóquei em patins e do nosso país.


POR DENTRO


Nome Completo: Joaquim Pestana R. da Costa
Filiação: Joaquim Rodrigues da Costa e de Maria Cecília Pestana
Nascimento: 03 de Julho de 1963, no Bairro Operário, em Luanda
Estado Civil: Casado
Filhos: 2 rapazes
Calçado: Nº 42
Altura: 1. 75 m
Peso: 110 kg
Prato preferido: Fungi de carne seca e bagre fumado
Bebida: Cerveja
Clube preferido: Em Angola, Benfica do Huambo(Mambrôa) e Benfica de Lisboa (Portugal).
Perfume: JACOMO
Tempos livres: Gosto de nadar
Religião: Católica
Alguma vez mentiu: Sim, já menti
Desejo/Sonho: Ver os meus filhos crescerem, formarem-se e tornarem-se homens.