Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

"Prometo marcar mais golos"

18 de Maio, 2016

Fiz a leitura do lance, antecipei-me a Massunguna e marquei o golo. Isso, no acontece misteriosamente, fruto dos constantes ensaios

Fotografia: Santos Pedro

Filipe é  atacante do Estrela Clube 1º de Maio de Benguela, assume-se neste início de época como a nova "coqueluche" dos proletários. Com cinco golos, o atacante é o melhor marcador da equipa e está a revelar-se um atleta promissor. O avançado assegurou em entrevista ao Jornal dos Desportos, que não está satisfeito com a prestação até ao momento, já que reconhece ter potencialidade para muito mais e acredita em dias melhores.

"Todo o ponta de lança vive de golos. Tenho cinco, é bom, mas ainda não estou satisfeito porque os golos que marquei nesta altura ainda não são suficientes para ajudar a equipa a colocar-se numa posição confortável, na tabela de classificação", esclareceu. Assume-se como um atleta que gosta de desafios, por isso, espera melhorar a prestação nas próximas jornadas. "Vou lutar para obter mais golos", prometeu.

"O 1º de Maio é uma equipa que prima pelo colectivo e não pelo individualismo. Para que eu marque, é necessário grande apoio dos colegas, e felizmente é isto o que prevalece no nosso plantel. Primeiro o grupo e depois os objectivos pessoais", clarificou.

O atacante recordou que iniciou a carreira nos escalões de formação do Petro de Luanda, como defesa central, mas depois experimentaram-no para ser atacante. O faro para o golo é fruto de um trabalho árduo que realiza ao longo dos treinos e tem procurado melhorar sempre. "No início da minha formação no Petro de Luanda, jogava na posição de defesa central, mas algum tempo depois, os técnicos ensaiaram-me para ser  ponta -de -lança. Fiquei a gostar e hoje  estou mais maduro para este desafio", declarou.

Filipe admitiu que  jogar nesta posição é uma missão difícil, dada  a responsabilidade que se exige, que passa sobretudo por fazer golo em busca de um resultado positivo. "Normalmente, jogamos de costas para à baliza, e sob pressão constante da defesa, mas para superarmos a marcação, o segredo passa pela leitura rápida das jogadas, bom posicionamento sem bola, poder de antecipação e alguma qualidade técnica", especificou.

Sublinhou que estes são os atributos imprescindíveis para um bom ponta -de -lança, "mas é bem verdade que isso só acontece com muito trabalho", comentou. "A título de exemplo, foi o golo que marquei diante do 1º de Agosto. Fiz a leitura do lance, antecipei-me a Massunguna e  marquei o golo. Isso, não acontece misteriosamente, é fruto dos constantes ensaios ao longo dos nossos treinos", asseverou.