Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

"Quero estagiar na China para ser campeão africano

17 de Fevereiro, 2013

José Domingos começou a praticar ping-pong em 2005

Fotografia: Jornal dos Desportos

Tem pseudónimo de um futebolista, mas José Jorge Domingos, 15 anos, ou simplesmente Mabina, por de vez em quando gostar de fazer o “gostinho ao pé”, é um dos talentos do Ténis de Mesa que aderiram ao projecto da Federação Angolana da modalidade (FATM).  Este projecto tem como objectivo a captação de talentos que são seleccionados para continuarem a carreira desportiva em simultâneo com os estudos na China, no âmbito de um protocolo que a FATM tem com a empresa chinesa de construções “CETIC-Constrution”, no valor de dois milhões de dólares, destinado à formação de atletas angolanos.

O primeiro grupo, de sete jovens, de acordo com o projecto assinado pelo presidente da FATM, Filomeno Fortes, encontra-se na China, na província de Fuzhou Fu Jian, desde Janeiro de 2011. O grupo é composto pelos atletas Aléssio Peter, Paixão da Silva,  Edane Neto, Elizandro André, Isabel Albino, Rute Tavares e Maria Samalina, acompanhados pelo técnico Manuel Pimenta.

TRAJECTÓRIA


Muitas vitórias em festivais. José Domingos começou a praticar ping-pong em 2005, quando a FATM fez um pedido ao colégio que funciona na Igreja Metodista, perto da Cidadela Desportiva, onde estuda. Os colegas que aderiram ao projeto esperam também um dia dar continuidade à carreira e aos estudos na China. “Comecei a treinar em 2005 e agora com 15 anos estou cada vez mais forte, já venci seis torneios na categoria de juvenis e cadetes, dos quais o último foi o festival alusivo ao 52º aniversário do início da Luta Armada. Espero um dia dignificar o meu país também em competições internacionais”, disse.

O atleta conta que para conquistar o festival 4 de Fevereiro, que terminou no dia 9, no Centro de Alto Rendimento de Ténis de Mesa, na Cidadela, teve que vencer Malton Tumbo (Escola de Ténis de Mesa Pinguim, da Maianga) e Délcio Cassule (Escola de Ténis de Mesa de Luanda), ambos por 3 sets a zero, com as parciais 11-9, 11-5 e 11-7, nas meias finais e 11-3, 11-1 e 11-6 nas finais. “Também já fui campeão por equipas pela Escola de Ténis de Mesa de Luanda (A) o ano passado”, acrescentou. 

Além de participar em torneios e festivais, José Domingos assegurou-nos que a maior parte do dia-a-dia dos praticantes da sua idade é preenchida com treinos. “Nós treinamos no CAR de segunda-feira a sábado e só paramos para participar nas provas que normalmente se realizam aos fins-de-semana. Desde que entrei para o Ténis lembro-me que participei no festival da Petromar em 2011 e no da Escola Pinguim em 2012”, disse.

O jovem praticante, a concluir, lançou um apelo para que todas as crianças, a partir dos seis anos, se inscrevam nas escolas de Ténis de Mesa. Os treinos dividem-se em dois períodos, o matinal, das 8h00 às 11h00, e o vespertino, das 14h00 às 17h00, são gratuitos, suportados pela FATM, que se encarrega de pagar aos técnicos, Valdemar Cassanga, José Gaspar e Hudson, que atendem diariamente os instruendos.


POR DENTRO

Nome completo: José Jorge de Sousa Domingos
Filiação: José João Domingos e Maria Rosa Teodoro de Sousa Domingos
Local e data do nascimento: Marçal (Luanda), 23 de Maio de 1997
Altura: 1,63 m
Peso: 49 kg
Nº de calçado: 39
Prato preferido: Bitoque
Bebida: Sprite
Hobby: Ténis de mesa e futebol
Cor: Azul
Cidade: Pequim
País: China
Sonho: Ser campeão africano de Ténis de Mesa e Engenheiro de Petróleos
Ídolo: Ma Long (tenista chinês campeão do mundo)



CARLA FERREIRA
Estudar e praticar ping-pong na FATM


A juvenil Carla Celeste Ferreira, 11 anos, apesar da sua tenra idade, venceu o torneio feminino unificado do festival 4 de Fevereiro e também frequenta o pavilhão de Ténis de Mesa da FATM, onde tem tido o acompanhamento do treinador Valdemar Cassanga. Carla Ferreira, à semelhança de José Domingos, foi recrutada a partir da Escola onde estuda, o Colégio Carla Alexandra, na Vila Alice, e frequenta as classes de Ténis de Mesa promovidas pela FATM a título gratuito e que continuam a dar frutos na China e internamente. “Esta taça que acabei de ganhar no festival 4 de Fevereiro é a segunda.

O primeiro troféu recebi-o por ter vencido o festival alusivo ao 11 de Novembro em 2012, quando se assinalou mais um aniversário da independência e tenho igualmente uma medalha que ganhei no ano passado”, disse Carla, que pretende integrar uma futura selecção para dar continuidade ao seu talento em Fuzhou Fu Jian (China). A atleta aproveita os sábados e domingos para estudar, dedicando duas a três horas, de segunda a sexta-feira, ao treino do Ténis de Mesa com o treinador Valdemar Cassanga. “Quando fazemos um ‘top-spin’ (bater com a raquete na bola imprimindo a velocidade e o efeito que se deseja) errado ou para uma direção diferente, o treinador Valdemar Cassanga repreende-nos e corrige-nos. Além dos ‘top-spin’, ensaiamos também os ‘flip’ à esquerda e à direita”, frisou.



BILHETE DE IDENTIDADE

Nome Completo: Carla Celeste Amado Ferreira
Filiação: Carlos Alberto Ferreira e Eugénia Filipe Amado Ferreira
Local e data de nascimento: Luanda, 20 de Junho de 2001
Nº de calçado: 35/36
Prato preferido: Churrasco com batata frita e arroz  branco e salada
Bebida: Gasosa
Sonho: Ser advogada de sucesso e campeã africana
Ídolo: Ma Long (tenista chinês campeão do mundo)