Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

Quero ser campeo nacional

Augusto Fernandes - 10 de Setembro, 2012

Aspirante Jos Francisco, mais conhecido por Catato entre os seus colegas

Fotografia: Augusto Fernandes

Embora ainda tivesse idade para jogar nas classes dos caçulinhas (categoria comparada aos iniciados), Aspirante José Francisco, mais conhecido por Catato entre os seus colegas e amigos, foi lançado para os Juvenis da Escola Joka Spor Clube aos 13 anos de idade. Actualmente no Progresso do Sambizanga, é titular indiscutível e é o melhor marcador da sua equipa, com 19 golos. O candengue do Prenda tem no Argentino  Leonel Messi a sua fonte de inspiração e é uma grande promessa do futebol angolano.

Foi precisamente em 2006, quando Catato tinha apenas seis anos de idade, que o miúdo começou dar nas vistas no Futebol Clube da Vila, no bairro Prenda, que tinha como técnico o actual melhor marcador do Girabola, Mingo Bilie do 1º de Agosto. No clube da Vila, o puto catato jogou com Dadão, Chora, Maradona, Batista, Caculo, Netinho. Dois anos depois, passa a jogar no Futebol Clube do Prenda, que tinha como treinador o mister Escurinho. Aí encontra Toy-Toy, Mauro Kelvin, Marrato, Chá Preto, Igor, e Jobinho. Foi com estes companheiros que Catato teve a sua primeira conquista, quando venceram o torneio organizado pelo actual treinador do Petro Atlético de Luanda, Miller Gomes.

Em 2007, Catato, ingressou pela primeira vez numa agremiação reconhecida oficialmente: a Escola Joka Sport Clube, de Joca Santinho. “Quando cheguei ao Joka o treinador era o professor Olímpio, coadjuvado pelo Mister Luís. Aí encontrei o Ady, Moisés, Gilson, Figueiredo, Vickys, Daniel, Melascton, Djony, Manú, Kiessy. Fui muito bem recebido e fiquei lá durante três anos, iniciado na classe dos Caçulinhas” começou por nos dizer a nosso estrela.

Em 2009, passou para as classes juvenis e disputou o seu primeiro Campeonato Provincial de Luanda, tendo a sua equipa ficado classificada a meio da tabela classificativa. Como na altura era muito pequenote, ganhou dos colegas e amigos a alcunha de Catato. O jogador avaliou assim a sua entrada na montra do futebol federado: “Não tive medo de jogar entre os que fisicamente eram maiores que eu. Por ser tão pequeno, os meus remates, na maior partes das vezes, nem chegavam à baliza mas, mesmo assim, jogava a titular e a médio central, porque era bom a distribuir jogo, portanto limitava-me a fazer passes. O treinador gozava comigo dizendo que eu tinha pé de leite.”

CRENÇA
Em 2010, e porque o Joka Sport não competia, Aspirante Francisco transfere-se para o Progresso do Sambizanga. Quando chegou à turma do Sambila, foi recebido pelo mister Santinho e pelos novos companheiros, entre eles o Neco, Maninho, Vadinho, Celso, João Danger, Diany, Adão, Finidy, Ayew, e Miguel. “Quando cheguei ao Progresso, no primeiro ano estava a efectuar a 10ª classe no Makarenko. Os treinos eram de manhã e as aulas também. Fiz o teste e fui aprovado. Mas, a questão era como jogar e estudar ao mesmo tempo, em função dos horários que chocavam”, revelou um tanto ou quanto contrariado. “Falei com o meu irmão mais velho e fomos ter com a direcção da escola. Ao princípio, a direcção não queria que mudasse o horário diurno para nocturno devido à minha idade. Mas não tiveram outra escolha em função da nossa insistência. Assim, tive de estudar à noite para poder continuar a jogar futebol”, recorda. Instado a pronunciar-se sobre o Campeonato Provincial da época passada (2011), disse que o Progresso só não ocupou o primeiro lugar, uma vez que ficou com o mesmo número de pontos dos Brilhantes, porque estes obtiveram um maior número golos.

“Aquilo fez com que, para o apuramento para o Campeonato Nacional, fossemos disputar a segunda vaga contra o Santos Futebol Clube, no Catetão. Nesse jogo, na primeira parte já estávamos a ganhar por três bolas a zero (3-0), mas permitimos que o Santos empatasse o jogo, forçando a marcação de grandes penalidades. Para nossa desilusão fomos eliminados. Creio que, até ao momento, esse foi o pior momento da minha vida como jogador”, disse com muita tristeza no rosto. Na presente temporada, o Progresso do Sambizanga ocupa o quinto lugar no Campeonato Provincial, que é liderado pelo 1º de Agosto. E como o sistema de disputa é de “todos contra todos”, Catato acredita que este vai ser o ano do Progresso. “Tudo faremos para que este ano o título Nacional de Juvenis venha morar no Sambila”, disse sem pestanejar. Catato já rubricou 19 golos no Campeonato de Luanda e é o melhor marcador da sua equipa, apesar de ser médio. Catato admira jogadores como Mavambo, do Petro, Moisés e Helder (do ASA), Zé e Kilamu (1º de Agosto), Cipriano e Jú (do Interclube).


PERGUNTAS E RESPOSTAS

Jornal dos Desportos: Quem é a sua fonte de inspiração?
Catato
: Inicialmente inspirava-me em Rivaldo. Mas agora a minha principal fonte de inspiração é o Messi. Mas também gosto de ver jogar o Mingo Billie e o Gilberto.

JD: Depois de terminar os estudos o que pensar ser?
C:
Penso fazer Engenharia de Telecomunicações

JD: Está satisfeito com as condições que tem no Progresso?
C:
Este ano as coisas melhoraram muito e acredito que vão melhorar ainda mais. Por exemplo, o clube está a dar dinheiro para transporte aos que vivem distantes.

JD: Acredita que o Progresso vai ter forças para se manter na I Divisão?
C
: Acredito, porque temos um excelente treinador que gosta de apostar na juventude e acerta nas apostas que faz. O Progresso ainda vai dar que falar este ano.

JD: Qual é o seu maior sonho como jogador?
C:
Atingir a selecção nacional e ser campeão Africano. Mas antes gostava de ser campeão nacional em Seniores, pelo Progresso.

JD: Qual é a sua opinião sobre o JD?
C: É razoável. Mas acho que podem fazer muito mais. Dá-me a impressão que é muito vazio e muito repetitivo. Podem falar de muitas coisas e acompanhar vários eventos, desde o Girabola até campeonatos infantis. 

A PALAVRA DO TREINADOR
Paulo Dias, treinador de Catato, disse: “Catato tem um grande nível de progressão. É um excelente jogador e tem muito futuro. Neste momento está a ser preparado para dentro de dias ser lançado nos juniores. Isto por si só diz tudo sobre o puto. Desejo sucesso ao Catato.” 

POR DENTRO
Nome completo: Aspirante José Francisco
Filiação: José Francisco e Madalena Aspirante
Naturalidade e data de nascimento: Luanda, a 8 de Agosto de 1996
Irmãos: Sete
Altura: 1,64m
Peso: 55kg
Calçado: Nº 39
Camisola com que joga habitualmente: Nº 11
Filmes: Religiosos
Música: Gospel
Prato preferido: Caldeirada
Bebida: Sumo
Hooby: Ler
Quantos filhos pensa ter: Quatro
A sua namorada sabe disso? Ainda é cedo. Não tenho namorada
Religião: Emanuel
País: Espanha
Cidade Angolana: Moxico

Com João Francisco