Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

"Sonho em fazer dupla com Manucho Gonalves nos Palancas Negras"

Augusto Fernandes - 08 de Janeiro, 2013

Nany mostra dotes de goleador e quer num futuro breve fazer parelha com o artilheiro dos Palancas Manucho Gonalves

Fotografia: Augusto Fernandes

Nany Afonso Mukendi ou simplesmente Nany, 20 anos, é ponta de lança dos juniores do Kabuscorp do Palanca. Quem o vê jogar não tem dúvidas de estar perante uma grande promessa do futebol Angolano. Com 1,77m de altura, é forte no jogo aéreo, no “um contra um”, onde faz dribles estonteantes, deixa qualquer defesa em sobressalto, também pelo seu faro para o golo. No último Provincial de Luanda foi o segundo melhor marcador, com 19 golos. Para muitos, foi o melhor ponta de lança do Campeonato e não fica nada a dever a muitos na sua posição do Girabola.Nany, que tem em Ronaldo o fenómeno, como a sua principal fonte de inspiração, começou a jogar futebol desde muito cedo no Dundo (Lunda-Norte), sua terra natal, com o Stopirra, Bocossa, Deco e outros.

Naquele tempo, o Sagrada Esperança, equipa de referência naquelas paragens, não tinha futebol jovem, de modo que a maior parte dos jovens nas Lundas se limitava a jogar futebol de bairro. Em 2008, Nany rumou para Luanda com os familiares e continuou a jogar futebol no seu novo bairro.Em 2010, alguém ligado ao mister Kembwa, treinador dos juniores do Kabuscorp do Palanca, viu-o a jogar e ficou maravilhado com a sua habilidade. Sem perder tempo, o “olheiro” organizou a ida do jovem promissor para o Kabuscorp apresentando-o ao treinador da equipa. “Logo no meu primeiro treino o mister gostou muito do meu desempenho e deu-me voto de confiança. A partir desse treino, fui sempre titular da equipa e logo na minha primeira actuação, em 2010, no Provincial, marquei nove golos. Isto aumentou os meus níveis de confiança”, disse ainda Nany.Segundo ele, no primeiro ano em que jogou o provincial de Luanda, a equipa mais forte era o Atlético Sport Aviação (ASA) com uma defesa muita compacta. Além da referida equipa, o 1º de Agosto, com Papel e outros, e o Petro de Luanda, com Adilson e companheiros eram outras das melhores equipas da praça.

MOMENTOS
Muitos golos e apreensão na dupla categoria


No último campeonato disputado em 2012 a sua equipa ocupou o quarto lugar, tendo sido o segundo melhor marcador do campeonato com 19 tentos rubricados. Na época passada, além de jogar na sua equipa habitual, a de juniores, também treinava com os seniores, que é um forte indicativo de que Nany pode vir a ser um dos reforços do Kabuscorp. Nany sente-se um pouco apreensivo quanto ao seu futuro, pois o clube já apresentou os jogadores com os quais vai contar na época de 2013. “Este ano vou fazer 21 anos e, por isso, já não tenho possibilidades de jogar nos juniores. Só me resta esperar. Se não for incluído entre os reforços pensarei em tentar a sorte numa equipa da segundona. Para mim, o mais importante é não ficar parado esta época”, frisou visivelmente preocupado.Na sua opinião, “o Kabuscorp não tem necessidades de gastar avultadas somas para contratar jogadores, pois tem um viveiro muito forte. O futebol jovem do Kabuscorp é dos melhores do país, especialmente nos juniores. Por isso, acho que a direcção devia olhar para as camadas jovens com mais atenção”.

AFEIÇÃO
“Sou fã de Ronaldo
o fenómeno e tento imitá-lo”

Nany continua a ver os vídeos do jogador brasileiro de qual é fã, Ronaldo, o fenómeno, que o ajudam muito no seu desempenho. Em campo, sempre que pode, procura imitá-lo o máximo possível.Um dos pontos fortes de Ronaldo, segundo Nany, é tirar dois ou mais adversários do caminho e marcar.“Procuro fazer o mesmo. No último campeonato, contra o Benfica de Luanda, marquei dois golos com o mesmo estilo do Ronaldo, o fenómeno.É maravilhoso quando marcamos um golo depois de tirar um ou mais adversários do caminho”, confessou.Com apenas dois Campeonatos Provinciais nos pés, Nany já figura entre os melhores jogadores na sua categoria.Durante os dois anos em que representou o Kabuscorp do Palanca, e por se destacar com os seus golos e grande capacidade técnica, Nany já granjeou muita fama.“Normalmente, sou abordado quando saio à rua, especialmente por jovens, que me saúdam com muita satisfação e fazem excelentes comentários sobre mim. Algumas pessoas encorajarem-me e mostram que querem ver-me jogar no Girabola”, acrescenta.

AMBIÇÃO
Ajudar o Kabuscorp
a vencer o Girabola

Uma das maiores ambições de Nany é ajudar o seu Kabuscorp a ganhar o primeiro Campeonato Nacional de Futebol da primeira divisão, Girabola, que em sua opinião só não conquistou ainda por uma questão de falta de concentração dos jogadores nos momentos cruciais da prova. “Em 2011, o Kabuscorp esteve muito perto de conseguir o título. Em 2012, as coisas ficaram mais difíceis. Mas, o como o Presidente do clube, Bento Kangamba, aposta forte, acredito que o titulo não está muito distante do clube do Palanca”, disse, com convicção.Portanto, por aquilo que fomos vendo de Nany no Campeonato Provincial, é um jogador que joga com os dois pés, tem velocidade e força, finta, conserva bem o esférico, é forte no jogo aéreo, tem grande sentido de oportunidade, pelo que não restam dúvidas que o rapaz tem tudo para vir a ser uma grande estrela do futebol nacional
(...). COM JOÃO FRANCISCO

PERGUNTAS E RESPOSTAS

Jornal dos Desportos: Além de futebolista, o que pensa vir a fazer no futuro?
Nany: Gosto muito de jornalismo. Por isso, penso vir a ser jornalista desportivo.

Qual é o seu maior sonho enquanto jogador?
Primeiro, representar com brio os Palancas Negras, onde gostava de fazer uma dupla com o Manucho Gonçalves. Acho que o nosso ataque ia ficar bem servido.

Isso significa que o Manucho Gonçalves está desapoiado no ataque de Angola?

Não é isso. Só estou a falar de quando chegar a minha vez. Ele (Manucho Gonçalves) tem até bons companheiros, está lá com o Yano, que para mim é o melhor jogador do Girabola actualmente. Ainda tem o Djalma que se entende bem com ele.

JD: Está a falar com muita convicção.

Sim. Só não atinjo a Selecção Nacional se tiver algum percalço na vida. Se não, estou a fazer tudo para lá chegar e vou continuar a fazer até conseguir.

Qual é a sua opinião sobre Gustavo Ferrín?

O homem ainda não teve tempo de mostrar o que vale. O CAN 2013 vai ser o seu primeiro grande teste.

POR DENTRO

Nome completo: Nany Afonso Mukendi 
Filiação: Francisco Mukendi e Maria Tumba
Local e data de Nascimento: Lunda-Norte, a 22 de Agosto de 1992
Estado civil: Solteiro
Irmãos: Três
Altura: 1,77m
Peso: 80kg
Calçado: 43 Camisola com que habitualmente joga: Nº 9
Música: Romântica
Filmes: Acção
Prato preferido: Arroz com feijão
Bebida: Sumo
Tem namorada: Sim
Quantos filhos gostava de ter: Cinco
O que mais teme na vida: Que me aconteça algo que me impeça de jogar futebol
Às vezes recorre a mentiras: Sim, desde que não prejudique ninguém
Religião: Católico
Clube do Coração: Kabuscorp do Palanca
Jogador que mais admira: Ronaldo
Sonho: Ser bem sucedido na vida