Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

"Temos de saber conciliar os estudos com o desporto"

Augusto Fernandes e Joo Francisco - 29 de Outubro, 2012

O sucessor do Base Miguel Lutonda j est identificado

Fotografia: Jornal dos Desportos

Para Walter dos Santos, a sua história no basquetebol angolano começou em 2008, quando tinha 14 anos de idade. Inicialmente começou por assistir aos treinos do seu irmão que se realizavam no campo do São Domingos até ganhar o gostinho pelos lançamentos a curta, média e longa distância.
Com o passar do tempo juntou-se aos iniciados do Progresso do Sambizanga (PAS) na altura treinados por Santos Raul e encontrou o Saimon (filho do Miguel Lutonda), Papi, Luís Mário, Bó, Bebucho.

Depois de muita dedicação, fez a inscrição oficial no Clube que o viu nascer para começar a competir no Campeonato Provincial da categoria. Pouco tempo depois o rapaz recebeu a braçadeira de “capitão” da equipa, merecendo a confiança do treinador Santos Raúl e dos colegas, dada a sua disciplina em campo. “A equipa mais forte naquela altura era o Vila Clotilde, com jogadores como o Macabadi, Yanick, Nei Gonçalves, Pedro Bastos, Papi e outros. Além da minha  equipa disputaram o meu primeiro Provincial o 1º de Agosto, Petro de Luanda, ADPP e Interclube de Viana. Nós  ocupámos o modesto penúltimo lugar”, começou por nos contar com certa tristeza no rosto.

Em 2009, o nosso estrela ascende na dupla categoria de Cadetes/juniores com o mesmo treinador e a maior parte dos colegas do escalão anterior e juntando-se todos ao Mikiki, Alberto da Costa, Cia, Gilson, Eidi, tendo actuado por apenas uma época. Nos cadetes fez um Campeonato regular e o seu Progresso do Sambizanga ficou a meio da tabela. Em 2010, com 16 anos de idade, Walter dos Santos ascendeu definitivamente à categoria de Juniores, ainda com Santos Raul, como técnico principal, que viria a ser substituído por José Lourenço e mister Toninha. “Não foi fácil impor-me nos juniores, pois havia jogadores com muito talento na minha posição. Tive de trabalhar muito para poder jogar ao lado de jogadores como o Vado, DVD, Pick, Bezinho”, confessou.

TRAJECTÓRIA
NA SELECÇÃO
NACIONAL


Em Fevereiro de 2012, Walter Santos viu os seus esforços recompensados ao ser convocado pela primeira vez para a seleção nacional de Juniores, por Etelvino Dias, para participar no zonal de apuramento para o Africano de 2012.  O Zonal foi disputado em Maputo, Moçambique. Fizeram parte da mesma convocatória, Meneses, André João, Quinzinho, Kipanda, Mancio, Reginaldo, Mavinga, Eotonio, Mussacaba e Joel Domingos.

Depois do zonal, Walter dos Santos foi seleccionado num “draft” recentemente promovido pela fundação Kikas Gomes, num lote de jogadores talentosos angolanos que se deslocou à África do Sul para um mini estágio com treinadores e jogadores norte-americanos da NBA, como Sérgio Ibaka, de Espanha, Laud Deng, e o senegalês Luck. Em termos de Campeonatos Nacionais, Walter dos Santos, também conhecido por “Babinha” entre os seus familiares, teve como melhor classificação, o quinto lugar em 2011.  “A minha fonte de inspiração é o Dwane Wane da NBA. É um jogador fantástico. Gosto muito de o ver jogar. Quando estou em campo procuro imitá-lo o máximo possível”, revelou, definindo o seu fã a nível internacional.

Continuando, adiantou que: “Isto não me impede de ver e tirar proveito de grandes valores angolanos como o Lutonda, Carlos Morais e Olímpio Cipriano, que de resto dispensam comentários. Tudo estou fazendo para atingir os mesmos níveis ou se possível superá-los para o engrandecimento do nosso basquetebol, pois estes jogadores, como o caso do Lutonda, estão em fim de carreira e precisam urgentemente de futuros substitutos”.  Segundo Walter dos Santos, conta com o apoio total e carinho dos seus familiares que o ajudam a ver a importância de saber conciliar os estudos com o desporto.

“Temos de saber aprender com os erros dos outros. Não podemos ser bons atletas ou jogadores se não tivermos estudos. Por isso temos de ter cuidado para que a aparente fama não nos faça esquecer o mais importante: preparar o nosso futuro, que começa agora”, alertou. O “capitão” dos juniores do Progresso do Sambizanga é um jogador rápido, com grande poder de dribles e visão de jogo e acima de tudo marca muitos pontos. Ele considera o seu ponto mais alto até ao momento a disputa do zonal em Maputo. Actualmente no Progresso, é companheiro do Morno, Alberto da Costa, Luís Mário, Dito, Hélder, Coronel, Braga, Ismael, Baduna, Gelson, Marcé, Defrango, Dito, Luis Maria, Adalberto da Costa,  Luís Mário, que nutrem grande simpatia por Walter dos Santos.

PERGUNTAS E RESPOSTAS

Jornal dos Desportos - Como estudante da 11ª classe o que pensa ser quando terminar os estudos?
Walter Santos - Quando terminar os estudos, penso ser engenheiro informático.

JD - Desportivamente falando qual é a sua maior ambição?
WS - Como qualquer jogador que se preze o maior objectivo é representar a selecção nacional do seu país. Depois, progredir rumo a outros campeonatos do mundo.


JD - Sente-se bem no Progresso?
WS - Sinto-me filho do Progresso. Por isso aqui estou em casa e bem entregue.


JD - Em sua opinião onde reside o maior problema da selecção nacional sénior de basquetebol?
WS - Acho que a selecção precisa de ser renovada de forma paulatina, pois jogadores nucleares como Carlos Morais, Cipriano, Kikas, assim como Lutonda estão em fim de carreira. Vamos ter muita dificuldade para voltar a ter jogadores deste nível. Mas tudo pode ser feito para que Angola continue no topo do basquetebol africano.


A PALAVRA DO TREINADOR
“É do tipo de jogadores
que estão em constante mutação”

Para Domingos Dala, treinador de Walter dos Santos, “o jogador é de facto um grande talento com o qual a selecção nacional de juniores e no futuro a de seniores poderá contar, pois tem elevada margem de progressão”. “É do tipo de jogadores que estão em constante mutação e têm elevado nível de disciplina. Nós temos acompanhado a sua vida e a de outros atletas fora da actividade desportiva. Temos contactos permanentes com os pais do jovem e sabemos do seu progresso nos estudos”, concluiu.

POR DENTRO
Nome completo: Walter de Oliveira Malheiro dos Santos
Filiação: Evaristo F. Malheiro dos Santos e Beatriz F. Oliveira
Naturalidade e data de nascimento: Luanda, aos 10 de Março de 1994
Irmãos: 8
Altura: 1,78m
Peso: 65 kg
Posição: Base
Calçado: 42
Camisola com que joga habitualmente:  nº 9
Filmes: Comédia
Música: Rap
Prato preferido: Bitoque
Bebida: Sumo
Tem namorada: Ainda não
Quantos filhos pretende ter: 4
O que mais teme: Perder a mãe
Recorre à mentira: Às vezes é necessário
O que mais detesta: Falsidade