Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

Trabalho com fora para merecer a confiana do tcnico Miller Gomes

Avelino Umba - 17 de Novembro, 2011

Samuel Rodrigues Chisenda Gria um jovem dedicad

Fotografia: M. MACHANGONGO

Como recebeu a convocatória para fazer parte da selecção de Sub-20?
Foi com o sentimento de patriotismo e, acima de tudo, de responsabilidade e alegria. Fui chamado pelo professor Miller Gomes devido à confiança que mereci da parte dele, daí a minha grande vontade de trabalhar cada vez mais para fortalecer essa confiança e representar condignamente o nosso país na Taça Cosafa. De resto, a minha reacção foi bastante positiva, na medida em que a alegria tomou conta de mim naquele momento. Foi bom para mim e para a minha família, pois quero mostrar o que sei fazer.

Alguma vez lhe tinha passado pela cabeça ser convocado?
Foi sempre meu sonho um dia fazer parte do combinado nacional. Tal como se tem dito, sonhar não é proibido e, então, o meu sonho tornou-se realidade.

É a sua primeira chamada. Quais são as suas expectativas?
Atingir patamares mais elevados. Se hoje estou na selecção de Sub-20, é possível que, no futuro, com trabalho e dedicação, atinja a selecção de honras, que é a esperança de qualquer jogador. O mesmo acontece na minha equipa. Trabalho sempre para merecer a confiança do técnico principal Jan Brouwer, a fim de ter um lugar cativo na equipa sénior do Progresso.

Volvidos cinco semanas de treinos, como analisa o seu desempenho na pré-selecção?
Tenho certeza que a minha entrega tem sido total, daí acreditar na minha boa prestação. Tenho me esforçado para, antes da viagem para o palco da competição, estar em boa forma. Não posso defraudar a equipa técnica.

Que balanço faz do tempo de preparação?
Até aqui, devo dizer que o balanço é bastante positivo, embora reconheça que falta afinar alguma pontaria, coisa que vou procurar fazer em conjunto com os meus colegas, sob orientação da equipa técnica. Trabalho com força para merecer confiança do técnico Miller Gomes.

O que espera da selecção, no decorrer da Taça Cosafa?
Temos vindo a trabalhar para termos bons resultados na competição. Os ensinamentos da equipa técnica, comandada pelo professor Miller Gomes, têm sido acatados, apesar de sabermos que estamos diante a uma prova bastante dura. Mas a selecção tem jogadores com bastante experiência, alguns jogam em equipas do Girabola há muitos anos.

A Selecção é para
os melhores”


Não está a ser difícil garantir o lugar no grupo?
A selecção é para os melhores e, sendo assim, num universo de muitos jogadores, escolher 20 ou 30 não é fácil. Por essa razão, vou trabalhar muito mais para merecer a confiança do técnico e ser escolhido entre os 20 que vão para a competição.
 
Angola estreia-se no dia 2 diante de Madagáscar. O que espera da partida?

Faça chuva ou faça sol, espero, com todo o entusiasmo, que a partida venha a produzir um bom espectáculo e que marquemos muitos golos, pois a nossa meta é chegar à final.

O que espera da selecção no plano pessoal e no plano colectivo?

No plano pessoal, quero estar bem entrosado. Quanto ao colectivo, espero que o conjunto se torne cada vez mais unido, como o previsto pelo técnico Miller Gomes.

Com 18 anos agora, como antevê o seu futuro no futebol?
Estou numa boa fase para a prática de futebol, pois os níveis que atingi demonstram que posso ir mais longe.
 
Como tem sido a sua actuação no Progresso do Sambizanga?

É uma equipa que me está a fazer jogador. Quando lá cheguei, ainda era infantil. Hoje, como disse, sou outro jogador.

Fazer parte da selecção é um sinal de que o podemos ainda mais a consolidar o teu lugar no Progresso?
Sem sombra de dúvidas. Ao ser chamado para a selecção é porque se viu os meus feitos na equipa. Já estou com 10 golos marcados pela equipa. Isso mostra que tenho vindo a crescer a cada dia que passa.

Perfil

Nome: Samuel Rodrigues Chisenda Gria

Data de nascimento: 12 de Janeiro 1993

Naturalidade: Cacuaco (Luanda)

Nacionalidade: Angola

Estado civil: Solteiro

Filhos: não tem

Peso: 72 Kgs

Altura: 1, 60 cm

Nº de calçado: 40

Habilitações literárias: 10ª classe

Prato preferido:
Tudo que for bom

Bebidas: Sumos e águas

Jogador angolano que mais admira: Akwá

Jogador estrangeiro admira: Cristiano Ronaldo

Momento inesquecível no futebol: Goleada (0-10) sofrida diante a Zâmbia por 0-10, num torneio escolar organizado pela Coca-cola na África do Sul.

O treinador que mais o marcou: Janquelito

O golo mais importante que marcou: Num jogo diante o ASA