Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

Um campeão temporamental

João Francisco, online - 20 de Março, 2013

Elizandro Quibuco André, campeão nacional de Cadetes e juniores

Fotografia: Jornal dos Desportos

Quando assistíamos um dos treinos dos talentos da Federação Angolana de Ténis de Mesa (FATM), acabados de chegar de mais um estágio na China, no habitual pavilhão localizado no mesmo sítio onde funciona a sede daquela instituição desportiva, na Cidadela Desportiva, observamos que num determinado momento, o seleccionador nacional, Manuel Pimenta, parou um dos jogos para pedir que Elizandro Quibuco André, 16 anos -, simultaneamente, campeão nacional de Cadetes e juniores e terceiro classificado no último Campeonato Nacional de Sénior -, passasse por debaixo da mesa, onde o atleta estava a disputar o jogo com um dos seus colegas, tendo a sua recusa obrigado o treinador a afastá-lo provisoriamente do grupo.O episódio despertou a nossa curiosidade, pois ficamos com a dúvida se aquela situação é(ra) o resultado de uma técnica de Ténis de Mesa (que desconhecíamos), aprendida pelos angolanos na China, ou uma continuidade de uma preparação específica. Mas, acabamos por descobrir que tratou-se de mais uma medida que o treinador utiliza (va) para disciplinar os seus pupilos quando estes cometem faltas, algumas de certa forma graves, ao longo dos jogos, susceptíveis de os penalizar, inclusive, com perda de pontos nas competições, como aliás já aconteceu com Elizandro André, em provas oficiais.“ O Elizandro é um “cabeça - quente”, temperamental. Apesar disso é o atleta que mais destaque teve a nível dos juniores no estágio de sensivelmente um ano e oito meses que tivemos em Fou Hou (China). É pena que os “mimos” que tem às vezes interfiram no seu processo de aprendizagem (…)”, desabafou António Pimenta, que neste momento orienta os seus pupilos, entre os quais o mesmo jogador,  num estágio em Portugal, antes do Campeonato Africano de Cadetes e juniores  que será disputa em finais deste mês e primeira semana de Abril em Tunis      (Tunísia).Elizandro Neto, apesar de tudo é o “capitão” das selecções nacionais de Cadetes e Juniores, sendo o actual campeão nacional das duas categorias e, medalha de bronze(terceiro classificado)  no Campeonato Nacional absoluto (seniores) de 2012, pelo que a FATM deposita muita confiança no jogador nas competições internacionais e continentais que se avizinham a passos largos. POR DENTRONome completo: Elizando Quibuco André Filiação: Alcinda QuibucoLocal e data do nascimento: Luanda, aos 07 de Outubro de 1996Peso: 54 kgNº de calçado: 40Estilo: OfensivoPerfume: 2012Prato preferido: Cachupa Bebida: Água e sumo Hobby: Jogos de play StationCidade: LuandaPaís: AngolaELIZANDRO QUIBUCO ANDRÉ   “Tive adaptação alimentar difícil”António Pimenta, 36 anos, que a par dos chineses, acompanha igualmente o estágios dos bolseiros na província chinesa de Fou Hou, abordou igualmente alguns problemas de adaptação, particularmente de índole alimentar que os seus pupilos tiveram na China.“Os nossos atletas tiveram algumas dificuldades alimentares no principio, particularmente os rapazes, porque a alimentação da China é a base de gindungo e outras especiarias picantes, com agravante das carnes serem açucaradas. Mas depois, a Cetic- Constrution ( a empresa chinesa signatária do protocolo com a FATM na qualidade de patrocinadora) criou um fundo de maneio e que permitia que os atletas angolanos fizessem alimentação ao seu gosto todas as quintas-feiras e aos domingos, recorrendo as filiais das multi-nacionais norte-americanas de confecção de alimentos como a Mack Donald e KFC que existiam nas redondezas”, revelou. De acordo ainda com António Pimenta, durante o tempo que estiveram na província de Fou Hou e, não só, tiveram todo o apoio incondicional da Academia de Ténis de Mesa local e do representante do patrocinador da empresa Cetic – Constrution, mesmo a partir de Angola.“ O mister Wuzxinh, que assinou o protocolo com o Presidente da FATM , Dr. Filomeno Fortes, fazia-nos sempre visitas de 4/4 meses, vindo propositadamente de Angola à Fou Hou para saber  como é que estávamos a ser tratados na Academia.“Tivemos todo o tipo de material possível, desde as sapatilha, borrachas para as raquetes, cabos, camisolas, etç. Também não faltou a assistência medico e medicamentosa durante o estágio”, conclui o treinador que começou a jogar Ténis de Mesa a 34 anos na Escola 1º Maio, em Luanda. Em 1992 António Pimenta ficou na 3ª posição no Nacional sénior disputado em Benguela, atrás de José Gaspar e Claudino Guedes  e foi campeão como jogador pela equipa da Anglodente em 1995, um ano antes( 94) de ter sido Campeão provincial de Luanda em pares( fez parelha com Claudino Guedes). Em 1996, Pimenta voltou a subir ao pódio como vice- Campeão Nacional de seniores depois de ter perdido a final com Joaquim Borges (Campeão Nacional na altura). São alguns dos momentos mais altos da trajectória da actual aposta da FATM para as selecções nacionais dos escalões de transição para os senioresEDVANE REGADA NETOMesa tenista que com a “cunha” da tia acabou por se tornar vice - campeão Contrariamente aos outros talentos da primeira fase do Projecto da Federação Angolana de Ténis de Mesa FATM) com a empresa chinesa Cetic – Constrution, em que foram seleccionados para o estágio no País dos campeões mundiais da modalidade, Edvane Regada Neto, 16 anos, teve a “cunha” da sua tia que já trabalhava naquela instituição desportiva para colocar o sobrinho.Mas, a “cunha” (termo popular que se utiliza amiúde quando se utiliza algum “tráfico” de influência para facilitarmos a colocação de alguém num determinado sítio, neste caso, não iria funcionar se o “miúdo” -,  que na altura quando entrou tinha 12 anos -, não aprovasse nos testes.  “Joga a base do corte (mais defensivo)Segundo o treinador António Pimenta, o tenista, Edvane Neto, que a sua tia Regada Neto lhe trouxe a sensivelmente quatro anos, foi vice - campeão de cadetes e juniores de 2012 e, só ficou a dever em termos de níveis competitivos ao Elizandro André, com quem perdeu nas finais das duas categorias. “É um atleta que joga a base de corte (mais defensivo) e, as vezes explora os contra-ataques para vencer os seus jogos”, caracterizou. BILHETE DE IDENTIDADENome completo: Edvane Regada NetoFiliação: Luzia Regada Solar e Miguel José Adão NetoLocal e data do nascimento: Marçal (Luanda), 23 de Maio de 1997Estado Civil: SolteiroIrmãos: CincoAltura: 1,61 mPeso: 55 kgNº de calçado: 40Prato preferido: MufeteBebida: Sumo, gasosa e águaTempos livres: Jogos e filmesReligião: CatólicaCidade: LuandaPaís: Angola