Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Entrevistas

"Vou dedicar o meu livro a Desmosthenes de Almeida"

João Francisco - 03 de Dezembro, 2012

“Demosthenes de Almeida, o homem e o Desportista”, o escritor revelou que “tudo aponta que vai ser lançado, em Janeiro de 2013 em Luanda

Fotografia: Jornal dos Desportos

Henrique Mota, 74 anos, é autor de livros sobre o fenómeno desportivo. Este trabalho de investigação, bastante raro no nosso meio, começou no século passado e continua até aos nossos dias. Quem leu o primeiro tomo da “História do Atlético de Luanda” sente que o autor teve a necessidade de escrever sobre o desporto angolano antes da Independência de Angola, em Novembro de 1975, um sentimento que está sempre subjacente nas suas pesquisas, como ele própria sublinha.

“Tudo começou pela necessidade de escrever sobre as agruras do desporto angolano no tempo colonial. Na década de 80 (século passado), sempre que auscultava contemporâneos, crescia em mim a necessidade de escrever algo que perpetuasse os momentos difíceis do desporto mundial”, justificou. Para o escritor, o livro “História do Atlético de Luanda” e a biografia sobre Demóstenes de Almeida é uma sequência daquela necessidade. “Comecei há meia dúzia de anos, a compilação de elementos que vão dar um livro, cujo título vai ser ‘O Desporto, trincheira da liberdade’.

Aparecem personalidades como Nelson Mandela, Samora Machel, Joshua Nkomo, Ben Bella, Amílcar Cabral, Fidel de Castro, entre mais de 50 figuras globais que testemunham que os políticos também fazem desporto”, disse. Sobre o trabalho de pesquisa acrescentou que “no caso do Atlético de Luanda e da vida e obra de Demosthenes de Almeida, recorri ao espólio deixado e dados existentes na biblioteca do Governo Provincial de Luanda, da Biblioteca Nacional (Lisboa) e, contributos de “viva voz de contemporâneos do homem, que ainda vivem”. Abordado sobre a conclusão do livro “Demosthenes de Almeida, o homem e o Desportista”, o escritor revelou que “tudo aponta que vai ser lançado, em Janeiro de 2013 em Luanda, porque está a ser escrito cá, em Luanda, onde vai ser editado”

APELO AO MERCADO
“Desporto angolano é rico em episódios históricos”


O nosso convidado pediu a todos os antigos desportistas que se debrucem sobre o fenómeno desportivo angolano que é riquíssimo em episódios, que certamente vão ajudar a formar o homem do futuro. Henrique Mota foi praticante de atletismo, basquetebol, desde os princípios dos anos 50 até 1978. Foram seus companheiros nas modalidades Ruy Clinton, Mário Torres, Beto Cachimbinha, Job Francisco, Victor Hugo, Barceló de Carvalho”Bonga”, Benigno Vieira Lopes “Ingo”, Jaime Monteiro, Eduardo Africano e Carlos Queiroz, só para citar alguns nomes de individualidades que foram colegas do escritor de histórias desportivas. O escritor Henrique Mota lançou em 2010 o primeiro tomo da “ História do Atlético de Luanda” e prepara-se lançar o segundo e ainda a bibliografia de Demosthenes de Almeida e uma história sobre individualidades politicas mundiais com passagens no desporto.

PERGUNTAS E RESPOSTAS

JD - Como faz a recolha dos dados para as suas obras?
Henrique Mota - preferencialmente, adquirindo os livros sobre a matéria que vou escrever. Não havendo consulto as bibliotecas. Muito esporadicamente, consulto a Internet, embora sob reserva, porque tudo o que aí existe pode ser um pau de dois bicos.

JD - Para quando o segundo volume da história do Atlético?
HM - Tenho dois terços do segundo volume já compilado e dentro de três anos está nas bancas. Este segundo livro narra a historia da agremiação de 1954 até 1978, ano em que dá origem ao Petro Atlético de Luanda, que acontece em 1980, mas o seu processo de criação começou muito antes.

JD - Como vê o mercado de obras desportivas?
HM - Muito fraco, porque os que têm obrigação de escrever sobre o desporto raramente o fazem. Os homens da minha geração, aqueles que viveram a transição do colonialismo para a independência têm essa responsabilidade, mas ainda não se assumiram.

JD - Quanto custa trazer um livro ao mercado?
HM – Há duas ordens de custos. Primeiro, os que são inerentes à pesquisa e esses são incalculáveis. Segundo, as decorrentes dos trabalhos complementares. Em termos materiais, uma obra de 500 páginas e uma tiragem de 1000 exemplares, pode chegar aos 25 mil dólare.

POR DENTRO
Nome completo: Henrique Pereira da Mota
Filiação: Artur Pereira da Mota e Maria Assunção da Mota
Naturalidade e Data de Nascimento: Lisboa, 20 de Setembro de 1938
Estado Civil: Casado
Filhos:
Três
Calçado: 42
Musica: N´gola Ritmos
Discoteca: Não gosto, devido ao barulho
Prato preferido: Calulu
Bebida: Cerveja, preferênciaCuca
Religião: Não pratico 
Altura: 1.72 metros
Peso: 85 quilos
Defeito: Ser sincero o que na sociedade actual é raro
Virtude: Honestidade
O que mais teme: A doença
O que mais detesta: Hipocrisia
Pais de sonho: Não existe
Cidade angolana: Luanda
Sonho:Um futuro melhor para todos